Matérias de Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Seções com matérias de Ben Ami Scopinho

Notícias: 2017 2012 2011 2010 2009 2008 2007 2006 MatériasEntrevistasResenhas de CDs e DVDsResenhas de ShowsMaiores e Melhores

Notícias de 2017

O Filho Pródigo: o verdadeiro rebento do diabo não é o rockO Filho Pródigo
O verdadeiro rebento do diabo não é o rock

Notícias de 2012

Pandemmy: assista lyric video de faixa inédita

Pandemmy: participações especiais no "Reflections & Rebellions"

Pandemmy: as canções de "Reflections & Rebellions"

Red In White: video para "Wildness Within"

Pandemmy: capa, título e tracklist do debut

Pandemmy: finalizando as gravações do primeiro álbum

Pandemmy: a terceira parte do diário de gravações do debut

Pandemmy: a segunda parte do diário de gravações do debut

Desolate Ways: liberando canção da demo da Metal Blade

Desolate Ways: banda anuncia o fim das atividades

Kamala: Sete chakras, sete pecados e muito Heavy MetalKamala
Sete chakras, sete pecados e muito Heavy Metal

Pandemmy: primeira parte do diário de gravação online

Antidemon: álbum terá lançamento mundial pela Rowe Prod.

Pandemmy: iniciando as gravações do primeiro álbum

Ricardo Primata: diversão, qualidade em lançamento do clipe

Meant To Suffer: com a Karasu Killer e Equivokke Records

Pandemmy: pré-produção do primeiro álbum

Steel Warrior: EP "Vodu" novamente disponível para download

Hellsakura: banda paulista agora é um quarteto

Pandemmy: liberando "Dialectic" para download

Pandemmy: revelada data de lançamento e capa de "Dialectic"

Pandemmy: confirmado no Abril Pro Rock 2012

Pandemmy: terminada a gravação de "Dialectic"

Seita: banda assina com SAOL/cmm

Pandemmy: liberando o tracklist de "Dialectic"

Notícias de 2011

Pandemmy: EP "Dialectic" já está a caminho

Seita: se preparando para lançamento de full-length em 2012

Madame Saatan: "Peixe Homem" disponível para download

Survive: vídeo de gravação disponível no Youtube

Sodamned: banda inaugura canal no Youtube

Meant To Suffer: novo álbum do grupo a caminho

Shadowside: produtoras adiam show em BH para 2012

Pandemmy: video clipe e primeiro disco a caminho

Pandemmy: banda participa de duas coletâneas

Belphegor, Ragnarok e Pandemmy: na apresentação do Recife

Pandemmy: abrindo para o Belphegor e Ragnarok em Recife

Red In White: em estúdio gravando seu disco de estreia

Pandemmy: tocando em Varginha na final nacional do WOA

Drunk Vision: assista vídeo de Self Burning Machine

Pandemmy: vencedor do WOA Metal Battle de Pernambuco

Pandemmy: participação no WOA Metal Battle de Recife

Uncle Trucker: Iniciando as gravações do segundo álbum

Pandemmy: Na seletiva regional de Recife do WOA Metal

Pandemmy: lançamento oficial do EP "Idiocracy"

Pandemmy: banda revela a capa de "Idiocracy"

Andralls: banda paulista está de volta aos palcos

Sabre: banda catarinense faz super promoção

Pandemmy: participações especiais no EP "Idiocracy"

Notícias de 2010

Pandemmy: iniciando as gravações de "Idiocracy"

Queiron: prestes a entrar em estúdio para gravar álbum

Pandemmy: lançando blog e finalizando as novas músicas

Khrophus: turnê europeia divulgando "Presages"

Pandemmy: últimos shows e novo EP da banda de Recife

Andralls: dando sequência à "Let's Kill Again Tour 2010"

Andralls: show com Krisiun no Kasebre em São Paulo

Diva: preparativos para estrear com "WarsaW"

Hammurabi: primeiro teaser do novo álbum

Darkest Seed: banda inaugura novo MySpace

Scar For Life: iniciando as gravações do segundo álbum

Notícias de 2009

Headhunter D.C.: "God's Spreading Cancer..." liberado na América do Norte

Arcane Aeon: banda está gravando novo CD-Demo

Queiron: banda abrirá para o Belphegor e Obituary no Brasil

Scar For Life: grupo lança EP acústico

Scar For Life: encerrada a gravação do segundo álbum

Seita: show no "Dongducheon Rock Festival", vídeos do Asia

Seita: confirmada no Asia Metal Festival como atração não-asiática

Cavalar: terminadas as gravações de "Recoil"

Notícias de 2008

Cavalar: o segundo coice da banda está sendo preparado

Mortifer Rage: grupo inaugura o seu novo MySpace

Bandanos em sua primeira tour no exterior

Headhunter D.C. abrirá para Possessed em Recife

Estréia do Violator lançado na Europa em LP e CD

Sodamned e Dark Celebration: destaques na Holanda

Doomsday Ceremony libera versão oficial de CD

Postwar preparando gravações de seu primeiro CD

Notícias de 2007

Cavalar com novo guitarrista, de origem grega

Black Rain selecionado para "Moto Road Rock 2007"

SMD, o novo conceito de reprodução musical

Notícias de 2006

Temblor inicia composições para o novo álbum

Dragonforce em primeiro lugar na Billboard

Karma e Temblor juntos no estado de São Paulo

Matérias

Hard Rock: Mammoth, Nelson e outras que ficaram para trásHard Rock
Mammoth, Nelson e outras que ficaram para trás

Hard Rock: Sexo, Drogas e Rock'n'Roll!!! Deus nos livre!Hard Rock
Sexo, Drogas e Rock'n'Roll!!! Deus nos livre!

Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 15Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 15

Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 14Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 14

Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 13Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 13

Hard Rock: As bandas Glam que ficaram para trásHard Rock
As bandas Glam que ficaram para trás

Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 11Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 11

Hard Rock: Aqueles que ficaram para trás - Parte 10Hard Rock
Aqueles que ficaram para trás - Parte 10

Raio X: Power Metal norte-americano com categoria européiaRaio X
Power Metal norte-americano com categoria européia

Blackfoot: Mudanças de nome, troca de membros e intervenção divinaBlackfoot
Mudanças de nome, troca de membros e intervenção divina

Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 9Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 9

Raio-X: Lake Of Tears na estréia da nova coluna do Whiplash.NetRaio-X
Lake Of Tears na estréia da nova coluna do Whiplash.Net

Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 8Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 8

Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 7Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 7

Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 6Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 6

Blackfoot

Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 5Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 5

Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 4Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 4

Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 3Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 3

Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 2Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 2

Hard Rock: As bandas do gênero que ficaram para trásHard Rock
As bandas do gênero que ficaram para trás

Entrevistas

WildeStarr: muito além do Vicious RumorsWildeStarr
Muito além do Vicious Rumors

Khrophus: quem trabalha transforma seu mundoKhrophus
Quem trabalha transforma seu mundo

Rhevan: basta as pessoas serem menos preconceituosas

Command6: o brasileiro não se entende como naçãoCommand6
"o brasileiro não se entende como nação"

Silent Cell: achou uma merda? Apague e não encha o sacoSilent Cell
Achou uma merda? Apague e não encha o saco

Zombie Cookbook: sangue, fedor e carniça para todos vocêsZombie Cookbook
Sangue, fedor e carniça para todos vocês

Pop Javali: somos brasileiros, esqueceu? E não desistimos nunca!Pop Javali
Somos brasileiros, esqueceu? E não desistimos nunca!

Attomica: a nova fase de um dos precursores do Metal brasileiroAttomica
A nova fase de um dos precursores do Metal brasileiro

Imminent Attack: um bando de mamutes correndo atrás de você

Blüe Barrel: pioneira no Southern Metal?Blüe Barrel
Pioneira no Southern Metal?

Headhunter D.C.: o funeral definitivo de DeusHeadhunter D.C.
O funeral definitivo de Deus

True: entrevista com a banda paranaenseTrue
Entrevista com a banda paranaense

As Dramatic Homage: despertando extremo de suas percepçõesAs Dramatic Homage
Despertando extremo de suas percepções

Exhortation: buscando mais feeling e menos técnicaExhortation
Buscando mais feeling e menos técnica

Bioface: o fortalecimento está na união entre as bandasBioface
O fortalecimento está na união entre as bandas

Pastore: esse é o país do Carnaval, e não do MetalPastore
Esse é o país do Carnaval, e não do Metal

In Torment: o poder da carne se desvinculando do espíritoIn Torment
O poder da carne se desvinculando do espírito

Stormental: Dança contemporânea é o heavy metal das dançasStormental
Dança contemporânea é o heavy metal das danças

Encéfalo: porrada do início ao fimEncéfalo
Porrada do início ao fim

Allos: somos de Deus e o mundo jaz no MalignoAllos
Somos de Deus e o mundo jaz no Maligno

Andralls: encarando a estrada de peito abertoAndralls
Encarando a estrada de peito aberto

Killer Klowns: o espírito e a essência Hard RockKiller Klowns
O espírito e a essência Hard Rock

Rygel: Imminent apresenta a nossa caraRygel
"Imminent" apresenta a nossa cara

Revengin: o pesadíssimo Heavy Metal Sinfônico do RJRevengin
O pesadíssimo Heavy Metal Sinfônico do RJ

Hard Desire: blues, hard rock, heavy metal... entende?Hard Desire
Blues, hard rock, heavy metal... entende?

Superstitious: o Hard Rock às novas geraçõesSuperstitious
O Hard Rock às novas gerações

Glitter Magic: fruto de um estilo de vidaGlitter Magic
Fruto de um estilo de vida

Thriven: O desafio é sair desse estigma de banda de metalThriven
"O desafio é sair desse estigma de banda de metal"

Machinage: tocando como músico, e não como capachoMachinage
Tocando como músico, e não como capacho

Hugin Munin: somos brasileiros e nos orgulhamos muito dissoHugin Munin
Somos brasileiros e nos orgulhamos muito disso

Krow: tiramos o som na unha e na raçaKrow
Tiramos o som na unha e na raça

Slippery: Hard Rock com alma, coração e energiaSlippery
Hard Rock com alma, coração e energia

Obskure: identidade musical como maior patrimônioObskure
Identidade musical como maior patrimônio

Balls: é tudo uma grande festa, uma grande diversãoBalls
é tudo uma grande festa, uma grande diversão

Age Of Artemis: Heavy Metal ser restrito não leva a nadaAge Of Artemis
Heavy Metal ser restrito não leva a nada

Seita: representando o Metal brasileiro lá foraSeita
Representando o Metal brasileiro lá fora

Mundo Cao: O cão é bravo, o som é nervoso!Mundo Cao
O cão é bravo, o som é nervoso!

Trayce: o bem e o mal andam lado a ladoTrayce
O bem e o mal andam lado a lado

Bruto: ter humildade e saber que o público sempre tem razãoBruto
Ter humildade e saber que o público sempre tem razão

Lothlöryen: Welcome Home, lunatics!!!Lothlöryen
Welcome Home, lunatics!!!

Rinoceronte: casca grossa do Rock'n'RollRinoceronte
Casca grossa do Rock'n'Roll

Hazamat: entrevista com a banda paraibanaHazamat
Entrevista com a banda paraibana

Omfalos: cheio de altos e baixos como a vida de um bipolarOmfalos
Cheio de altos e baixos como a vida de um bipolar

Project46: Acorda pra vida, caralho!Project46
Acorda pra vida, caralho!

Tomada: a liberdade está sendo tolhida na internetTomada
A liberdade está sendo tolhida na internet

Forka: Moleques com um pouco mais de juízoForka
Moleques com um pouco mais de juízo

Lefutray: Heavy do Chile ainda desconhecido no BrasilLefutray
Heavy do Chile ainda desconhecido no Brasil

Vultos Vocíferos: satanismo para demonstrar liberdadeVultos Vocíferos
Satanismo para demonstrar liberdade

Ivory Gates: Progressivo, mas com um universo musical amploIvory Gates
Progressivo, mas com um universo musical amplo

Unearthly: Demônios acabando com cervejas da PolôniaUnearthly
Demônios acabando com cervejas da Polônia

Madame Saatan: com o nome do capiroto no meioMadame Saatan
Com o nome do capiroto no meio

Muqueta na Oreia: Parece o cão, mas é só distorção!Muqueta na Oreia
Parece o cão, mas é só distorção!

Sodamned: banda autoral mostra quem você é como músicoSodamned
Banda autoral mostra quem você é como músico

Pleiades: Que mexa fundo com ele e o faça pensar Yeah!!Pleiades
Que mexa fundo com ele e o faça pensar "Yeah!!"

Sacrificed: vocalista mulher não significa vertente góticaSacrificed
Vocalista mulher não significa vertente gótica

Rei Lagarto: a maioria das bandas precisa é descer do saltoRei Lagarto
A maioria das bandas precisa é descer do salto

Hellsakura: você precisa ter o veneno no sangue, entende?Hellsakura
Você precisa ter o veneno no sangue, entende?

Ecliptyka: além de uma banda com uma garota bonitinhaEcliptyka
Além de uma banda com uma garota bonitinha

Oligarquia: entrevista com Panda Reis e Max HideOligarquia
Entrevista com Panda Reis e Max Hide

Necropsya: fugindo dos clichês do Thrash MetalNecropsya
Fugindo dos clichês do Thrash Metal

South Cry: do anonimato a uma real chance de sucesso?South Cry
Do anonimato a uma real chance de sucesso?

Carro Bomba: entrevista com o baixista FabrízioCarro Bomba
Entrevista com o baixista Fabrízio

Hibria: a primeira banda brasileira a tocar na ChinaHibria
A primeira banda brasileira a tocar na China

Dynahead: desbravando caminhos pedregososDynahead
Desbravando caminhos pedregosos

Sodomizer: Pesadelos sonoros aos maníacos Die HardsSodomizer
Pesadelos sonoros aos maníacos Die Hards

Head Stoned: o melancólico Thrash Metal de PortugalHead Stoned
O melancólico Thrash Metal de Portugal

Kattah: ... Hoje não adianta ser apenas bom...Kattah
"... Hoje não adianta ser apenas bom..."

Of The Archaengel: artisticamente desafiador e prazerosoOf The Archaengel
Artisticamente desafiador e prazeroso

Slasher: quando a religião controla os mortos-vivosSlasher
Quando a religião controla os mortos-vivos

Zombie Cookbook: para carnívoros, carniceiros e canibaisZombie Cookbook
Para carnívoros, carniceiros e canibais

HellLight: de volta os sentimentos mais profundosHellLight
De volta os sentimentos mais profundos

Reviolence: Thrash Metal e Heavy Metal até os ossosReviolence
Thrash Metal e Heavy Metal até os ossos

Massahara: é uma malucada linda, é a massa raraMassahara
é uma malucada linda, é a "massa rara"

Crushing Sun: complexidade rítmica de Portugal

Nuclear: "Nossa crítica é ao poder da Igreja Católica"

Drunk Vision: Experimentamos até onde a criatividade deixar

Carniça: O espírito que nos leva ao Heavy Metal

Survive: "Não somos uma banda de White Metal!"

Moretools: somos paranóicos em fazer o melhor possívelMoretools
"somos paranóicos em fazer o melhor possível"

Morfolk: Sob o legado do Livro das Mentiras

Red Front: já sabemos o que faz o sangue da galera ferverRed Front
"já sabemos o que faz o sangue da galera ferver"

Entrevista com Terra Prima: Estamos aqui para ficar!Entrevista com Terra Prima
"Estamos aqui para ficar!"

Aclla: com o coração na RevoluçãoAclla
Com o coração na Revolução

Cruscifire: "Nunca houve dúvidas quanto ao futuro da banda"

Motorocker: Sangue no olho, Rock na veia!Motorocker
Sangue no olho, Rock na veia!

Woslom: entrevista com a banda paulistanaWoslom
Entrevista com a banda paulistana

Soulspell Metal Opera: tudo se torna mais belo e melhorSoulspell Metal Opera
Tudo se torna mais belo e melhor

A Triste Arte de Sorrir: entrevista com o Ynis Vitrin"A Triste Arte de Sorrir"
Entrevista com o Ynis Vitrin

Device: um grito contra o sistema social em que vivemos

Shaman: O Som está aqui. Honesto, de peito aberto!Shaman
"O Som está aqui. Honesto, de peito aberto!"

Torture Squad: continuando progressão na fúria Thrash/DeathTorture Squad
Continuando progressão na fúria Thrash/Death

Father's Face: O Brasil será o país número um do metal!Father's Face
"O Brasil será o país número um do metal!"

Taurus: Fissura é um retrato verdadeiro do que somos!Taurus
"Fissura é um retrato verdadeiro do que somos!"

Perpetual Dreams: aproveitando letras e sugerindo reflexãoPerpetual Dreams
Aproveitando letras e sugerindo reflexão

Desolate Ways: a melancolia como expressão artísticaDesolate Ways
A melancolia como expressão artística

Man Of Kin: A cena Heavy Metal em Londres é terrível!Man Of Kin
"A cena Heavy Metal em Londres é terrível!"

Korzus: Porrada brasileira sem piedadeKorzus
Porrada brasileira sem piedade

Sunroad: O segredo é transgredir sem agredirSunroad
"O segredo é transgredir sem agredir"

Cavalar: Underground... todo mundo quer sair do submarinoCavalar
"Underground... todo mundo quer sair do submarino"

Sabre: desde 2004, nas estradas do Rock n' RollSabre
Desde 2004, nas estradas do Rock n' Roll

Madgator: incorruptíveis e com a faca nos dentesMadgator
Incorruptíveis e com a faca nos dentes

Antidemon: Não queremos nunca encobrir que somos CristãosAntidemon
"Não queremos nunca encobrir que somos Cristãos"

Genocidio: expressando o sangue frio das Máfias!Genocidio
Expressando o sangue frio das Máfias!

Meant To Suffer: individualidade como atrativo no GrindcoreMeant To Suffer
Individualidade como atrativo no Grindcore

Misconducters: tendo no Underground seu porto seguroMisconducters
Tendo no Underground seu porto seguro

Rhestus: entrevista com o vocalista e guitarrista AlexRhestus
Entrevista com o vocalista e guitarrista Alex

Christmess: Enquanto o underground existir vai existir Rock!Christmess
"Enquanto o underground existir vai existir Rock!"

Necropsy Room: acreditando na sinceridade e no profissionalismoNecropsy Room
Acreditando na sinceridade e no profissionalismo

Holiness: distorção, melodias e uma grande carga emocionalHoliness
Distorção, melodias e uma grande carga emocional

Sangrena: Death tradicional com discurso realista e brutalSangrena
Death tradicional com discurso realista e brutal

Ocultan: invocando as almas de seus ancestraisOcultan
Invocando as almas de seus ancestrais

NervoChaos: Banda se faz ao vivo e tocando continuamente!NervoChaos
"Banda se faz ao vivo e tocando continuamente!"

Calvary Death: Que o Metal não seja apenas música...Calvary Death
"Que o Metal não seja apenas música..."

Sub Rosa: quebra-cabeça que o ouvinte tem que montarSub Rosa
Quebra-cabeça que o ouvinte tem que montar

Rei Lagarto: Depende do público a continuidade da cena!Rei Lagarto
"Depende do público a continuidade da cena!"

Vanquish: Falta curiosidade do brasileiro em conhecer algo novo do Brasil!Vanquish
"Falta curiosidade do brasileiro em conhecer algo novo do Brasil!"

Uganga: Não me dobro e não vou abaixar a porra da minha cabeça!Uganga
"Não me dobro e não vou abaixar a porra da minha cabeça!"

Dragon Ring: Metal de verdade, sem frescuras e modismosDragon Ring
"Metal de verdade, sem frescuras e modismos"

Astafix: fruto das brigas internas no CPM22Astafix
Fruto das brigas internas no CPM22

Deadly Curse: senso de rebelião, distorção e melodiasDeadly Curse
Senso de rebelião, distorção e melodias

Kamala: profissionalismo e busca pela evolução musicalKamala
Profissionalismo e busca pela evolução musical

Khrophus: trajetória de luta em prol do Death MetalKhrophus
Trajetória de luta em prol do Death Metal

Krow: novo fruto do Triângulo Satânico MineiroKrow
Novo fruto do Triângulo Satânico Mineiro

Mostarja: A única certeza é que o Rock nunca morreMostarja
A única certeza é que o Rock nunca morre

Nox Eterna: Honrando a tradição do Heavy MetalNox Eterna
Honrando a tradição do Heavy Metal

Kappa Crucis: paixão incondicional pelo rock setentistaKappa Crucis
Paixão incondicional pelo rock setentista

The Ordher: profissionalismo acima de tudoThe Ordher
Profissionalismo acima de tudo

Ravenland: Sabemos apreciar a beleza do Gótico!Ravenland
"Sabemos apreciar a beleza do Gótico!"

Água Pesada: Rock politicamente correto? Não é rock...Água Pesada
Rock politicamente correto? Não é rock...

Maithungh: depravação extrema no governo eclesiásticoMaithungh
Depravação extrema no governo eclesiástico

Shadowside: Colocamos nas músicas tudo que queríamos fazer!Shadowside
"Colocamos nas músicas tudo que queríamos fazer!"

Guilhotina: A falta de gosto atual torna o passado mais forte!Guilhotina
"A falta de gosto atual torna o passado mais forte!"

Highest Dream: feito exatamente para aqueles que amam o AORHighest Dream
Feito exatamente para aqueles que amam o AOR

Drive Sex: Hard Rock visceral fabricado no CearáDrive Sex
Hard Rock visceral fabricado no Ceará

Amorphis: Estamos muito ansiosos para tocar por aí!Amorphis
"Estamos muito ansiosos para tocar por aí!"

Coldblood: Perseverança na velha escola do Death MetalColdblood
Perseverança na velha escola do Death Metal

Children Of Bodom: É fantástico viver de nossa música!Children Of Bodom
"É fantástico viver de nossa música!"

Andralls: Mais fasthrash do que nunca!Andralls
Mais fasthrash do que nunca!

Chaos Synopsis: Cultuando a DemênciaChaos Synopsis
Cultuando a Demência

Unearthly: a Era da Besta está instituída!Unearthly
A Era da Besta está instituída!

Dynahead: Thrash Metal que abraça o ProgressivoDynahead
Thrash Metal que abraça o Progressivo

Command6: Cabe a nós, bandas independentes, mudarmos isso!Command6
"Cabe a nós, bandas independentes, mudarmos isso!"

Unliver: o dom de envolver melodias à agressividadeUnliver
O dom de envolver melodias à agressividade

Blazing Dog: Aquele Heavy Metal que todos nós aprendemos a amarBlazing Dog
"Aquele Heavy Metal que todos nós aprendemos a amar"

Mr Ego: de volta com deuses e muito Heavy MetalMr Ego
De volta com deuses e muito Heavy Metal

Tren Loco: Somos todos vagones del mismo tren!Tren Loco
"Somos todos vagones del mismo tren!"

Magician: Entre o Prog e o MelódicoMagician
Entre o Prog e o Melódico

Carro Bomba: Terroristas do Rock'n'RollCarro Bomba
Terroristas do Rock'n'Roll

Kamala: além do Thrash MetalKamala
Além do Thrash Metal

Lothlöryen: explorando Tolkien de forma especialLothlöryen
Explorando Tolkien de forma especial

Seita: extremismo verde-amarelo na HolandaSeita
Extremismo verde-amarelo na Holanda

Scar For Life: As melodias modernas de PortugalScar For Life
As melodias modernas de Portugal

Vlad V: Voltando ao passado para determinar o presenteVlad V
Voltando ao passado para determinar o presente

Miasthenia: Rebelião à opressão, homogeneização e dogmatismoMiasthenia
Rebelião à opressão, homogeneização e dogmatismo

Arnion: Cristianismo como conduta de vidaArnion
Cristianismo como conduta de vida

Symmetrya: o passado e os planos para o futuroSymmetrya
O passado e os planos para o futuro

Uncle Trucker: Total devoção ao Hard RockUncle Trucker
Total devoção ao Hard Rock

Mortifer Rage: Superando Barreiras e PreconceitosMortifer Rage
Superando Barreiras e Preconceitos

Burn: 30 Anos de Rock'n'Roll!Burn
30 Anos de Rock'n'Roll!

Hostile Inc.: fim dos tempos, extremismo e melodiasHostile Inc.
Fim dos tempos, extremismo e melodias

Shining Star: quando a música vai além das adversidadesShining Star
Quando a música vai além das adversidades

New City Rockers: mais que estética e modismo PunkNew City Rockers
Mais que estética e modismo Punk

Cobalto: fazendo acontecerCobalto
Fazendo acontecer

Headhunter D.C.: Tradição, ideologia e espírito UndergroundHeadhunter D.C.
Tradição, ideologia e espírito Underground

Hargos: englobando vários elementos do Heavy MetalHargos
Englobando vários elementos do Heavy Metal

Mortaes: entre o clássico e o extremoMortaes
Entre o clássico e o extremo

Austhral: valorizando as culturas regionaisAusthral
Valorizando as culturas regionais

Rafael Gubert: Barros Project, Akashic e afinsRafael Gubert
Barros Project, Akashic e afins

Elevare: a arte da melancoliaElevare
A arte da melancolia

Bandanos: Urbanos até o osso!Bandanos
Urbanos até o osso!

Cavalar: Coice de Puro-SangueCavalar
Coice de Puro-Sangue

Unmaker: sangue, zumbis e Heavy MetalUnmaker
Sangue, zumbis e Heavy Metal

Dr Sin: Michel Téer comenta os sete anos do fã-clube da bandaDr Sin
Michel Téer comenta os sete anos do fã-clube da banda

Clamus: Thrash, death, três vocalistas em três línguasClamus
Thrash, death, três vocalistas em três línguas

Temblor: Questões sociais ao invés de fantasia, violência e banalidadeTemblor
Questões sociais ao invés de fantasia, violência e banalidade

Scars: Conquistando espaço com lançamento independenteScars
Conquistando espaço com lançamento independente

D. Ceremony: Feeling oitentista, clima pagão e vocais ríspidosD. Ceremony
Feeling oitentista, clima pagão e vocais ríspidos

Ynis Vitrin: Heavy Metal que consegue fugir dos clichêsYnis Vitrin
Heavy Metal que consegue fugir dos clichês

Trator: Espontaneidade de potencial impressionanteTrator
Espontaneidade de potencial impressionante

Resenhas de CDs e DVDs

Vandroya: a beleza que um brasileiro pode exteriorizar

Summum Bonum: e o Black Metal de cunho cristão...?

Carniça: aumentam o caráter extremo de cada composição

Goatlove: exalando malícia e distorção

Nervochaos: incansável e vigorosamente caótico

Nostoi: um coquetel cheio de diversidade

Meant To Suffer: grind ainda experimental, porém mais estável

Pop Javali: Hard Rock extremamente trabalhado

Khrophus: Death com passagens intrincadas e mudanças de ritmo

Blakk Market: fundindo distorção e melodias

Command6: continuando a revelar canções de impacto

Zombie Cookbook: mais mortos do que nunca

Lince: Rock Progressivo que investe no Jazz e Fusion

Frost Despair: seguindo as sinfonias do Black Metal

HeptaH: fusão de Heavy Metal Tradicional com o Progressivo

Rhevan: quando o trabalho honesto gera frutos

Master: sem sinais de enfraquecer os velhos ideais

Silent Cell: no rastro do metal alternativo

Brainwash Machine: qualidade atemporal ao Progressivo

Tchandala: fiel às raízes do Metal oitentista e europeu

Bad Salad: Prog Metal intrincado e grudento

Carapuça: com forte temperamento latino

Crippled Black Phoenix: viagem ao passado do Progressivo

Evil Emperor: chegando ao público via Rotten Foetus

OrckOut: segue linha rígida em termos de subgêneros

ChaosFear: Mesclando a velha escola ao Thrash contemporâneo

Innocence Lost: EP positivamente ambicioso

Imminent Attack: orgulhosamente conectado com o passado

PullDown: EP mostra a banda ainda mais pesada

Little Caesar: era uma vez o sonho americano...

Still Alive: eclipsado por outros discos de Metal Melódico

Headhunter D.C.: o bebê-demônio da banda baiana

Tier: Hard Rock pronto para estreia em disco

Lacerated And Carbonized: EP dá uma prévia do próximo disco

Devon: sem inovar, mas profissional

Hope: um rock'n'roll de forte acento alternativo

Blüe Barrel: Southern Metal, Stoner e muito veneno brazuca

True: orgulho e lealdade para com a velha escola

Paradise Lost: Revivendo Draconian Times em DVDs e CD

Stormental & Siedler Cia de Dança: Heavy Metal e Dança

Metheora: debut revela uma banda com muito a amadurecer

Kamala: pecados e chakras em maior gama de opções sonoras

Allos: Mais uma estreia de respeito

Pastore: entre o tradicionalismo e o contemporâneo

Prey Of Chaos: mais veneno tupiniquim!

Lita Ford: Voltando ao Hard Rock que a consagrou

Hellstouch: Maior visibilidade aos grupos nacionais

As Dramatic Homage: distorção e elementos acústicos

Saxon: Uma das mais carismáticas bandas no melhor festival

Killer Klowns: Vibração positiva e boas doses de diversão

Encéfalo: Evitando a esterilidade de uma simples fórmula

Gestos Grosseiros: evolução sobre Death do primeiro disco

Andralls: Persistência em prol de algo que se acredita

Amnesia: Trânsito pelas tensões do Thrash e Death Metal

Madre Cassino: Rock clássico com diferentes sabores

King Diamond: Sejam novamente bem vindos à mansão Le Fay!King Diamond
Sejam novamente bem vindos à mansão Le Fay!

Twilights Of Sand: Power Metal italiano com nove vocalistas

Rygel: Evolução natural de uma proposta já definida

Slayer: Em 1985, idéias e muita raiva a ser exteriorizada

Vorticis: Conciso, honesto e com canções grudentas

Pandemmy: Investindo em novos padrões melódicos em EP

Borknagar: Multifacetado, mas de forma mais simples

Slayer: Em 1983, antes de serem Thrash MetalSlayer
Em 1983, antes de serem Thrash Metal

Semblant: EP mostra a melhor fase da banda

Glitter Magic: A descontração do Hard Metal contemporâneo

Soilwork: Veloz e implacável como a velha escolha ensina

Alkymenia: Alguns dos problemas de uma banda independente

Skypho: Um dos nomes mais ecléticos de Portugal

Bioface: Heavy Metal agressivo e que tem algo a dizer

Superstitious: Procurando manter vivo o espírito Rock

Twenty Ripped Angel: Industrial com elementos eletrônicos

Gotthard: Uma bela homenagem ao falecido Steve Lee

Patrulha do Espaço: 35 anos resistindo no rock brazuca

Unisonic: Dificilmente poderia dar errado

Hard Desire: Hard certeiro, alto-astral, mas com maturidade

Shakra: Vigorosa mescla de Hard e Metal com novo vocal

Bravery Branded: As engrenagens começaram a se movimentar

Deformed Slut: Inacessível até o último sopro de vida

Thriven: Pretensioso, exótico e cheio de personalidade

Coldworker: Dinamismo sem conspurcar o Metal extremo

Astafix: Energia bruta e uma atuação excelente dos músicos

Iron Maidens: são apenas garotas tocando covers do MaidenIron Maidens
São apenas garotas tocando covers do Maiden

Adrenaline Mob: Evitando a sofisticação e complexidadeAdrenaline Mob
Evitando a sofisticação e complexidade

Ghost: Por trás da tratralidade, música muito interessante

Amaranthe: Mesclando características de importantes bandas

Machinage: Bela forma de se iniciar qualquer discografia

Krow: Este é um disco puramente Death Metal

Unsuspected Soul Band: Embale nas ondas sonoras e dançantes

Prophecy: Construindo reputação 'thrasher' na cena do Rio

Balls: Puro rock' n'roll brazuca cheio de irreverência

[maua]: Heavy Metal construído de maneira bastante peculiar

Zero Down: Amálgama cheio de energia de Hard e Heavy Metal

Crushing Axes: Músicas ríspidas com espírito meio viking

Kliav: Extremamente furioso e anticomercial

Outsider Resistance: Single mostra influências Thrash Metal

BJack: Rock'n'Roll de melodias grudentas e distorcidas

Lutemkrat: Recomendável ao público devoto do Black Metal

Channel Zero: Thrash com profusão de grooves e melodia

Seita: Intercalando velocidade com seções cadenciadas

Gary Moore: Lançamento essencial para os fãs de rock'n'roll

Impéria: Oferecendo rock and roll pesado e sem frescura

Mundo Cao: Hard Rock em português com Ivan Busic

Asphyx: Carismático Death Doom Metal holandês

Dynazty: Recomendado a quem curte peso e melodias

Revengin: Pouquíssimo tempo de estrada e muito potencial

Mork: Climas requintados, pesadíssimos e atormentadores

Warcursed: Coisa de headbanger para headbanger

Vociferatus: Agressão e sujeira que são um tapa na cara

Lothlöryen: Conceito muito mais interessante que Tolkien

Behavior: Fissura pelo extremismo dos velhos tempos

Iluminato: A sensação de deja-vu permanece freqüente

Exhortation: Merecidos frutos de trabalho regado com suor

Trayce: Agressividade melódica com potencial para público

Age Of Artemis: Para quem admira os primórdios do Power

Torqverem: Uma obra para ser apreciada em isolamento

Poodles: Calcado em décadas passadas mas sem cheirar a mofo

Bruto: Nome totalmente condizente à proposta musical

Totem: Fincado nas raízes do Hard e Heavy Metal

Warpath: Sinônimo do bom e velho Thrash/Speed Metal

Rinoceronte: Se passarem por aí, não perca tempo, vá vê-los

LifeForce: Faixas focadas no tradicionalismo do Heavy Metal

Sarcófago: Musicalidade extrema e cheia de personalidade

Omfalos: Gana em não se limitar a absolutamente nada

Pistolettos: Boa dica a quem aprecia sons underground

Hazamat: Rock'n'Roll que envereda por vários subgêneros

Fortress: Inspirado ao fundir vários subgêneros metálicos

Disturbed: Compilação especial, antes de apagarem as luzes

Cynic: Obsessão em explorar novas dimensões sonoras

Wishbone Ash: Constância invejável durante quatro décadas

Graveyard: Especialistas em replicar o Heavy Rock clássico

Richie Kotzen: Álbum que não visa o sucesso comercial

Project46: Para quem aprecia Pantera, Hatebreed e afins

Division Hell: Acima do que costumamos ouvir em debuts

Tomada: Entre os melhores de 2011 em muitas listas

Lefutray: Trabalho honesto e significativo vindo do Chile

Against Tolerance: O nome "Undefined" é mais que apropriado

Pistolettos: Três canções descompromissadas em demo

Lake Of Tears: Híbrido de Doom, Psicodélico e Gótico

Iced Earth: Com velocidade, groove ou baladas, é puro Metal

Children Of Bodom: Distante da sofisticação sombria inicial

Scrok: Thrash oitentista, veloz e com seções cadenciadas

Nahtaivel: Música eletrônica recheada de peso e agressão

Riot: Banda continua com uma motivação contagiante

Rival Sons: Revivendo o passado e se saindo muito bem

Madame Saatan: RocknRoll, Metal, Hardcore, música regional

Black Oil: Heavy Metal com batidas regionais brasileiras

At War: Um cruzamento de Motorhead e Venom

Age Of Artemis: EP mostra prévia de full-length

Sodamned: Um disco matador, pode conferir!

At War: Um produto atraente pela sua energia brutal

In Torment: A força motriz é a brutalidade, mas com técnica

Rise To Remain: Metalcore veloz, melódico, de sangue jovem

Aygan: Hard Rock, mas muito além do convencional

Seven Side Diamond: Para fãs de Yes, Marillion e similares

Muqueta na Oreia: Os caras têm conhecimento de causa

Vultos Vocíferos: Para o headbanger que vive o underground

Ivory Gates: Para apreciadores do Kansas e Journey

Black Veil Brides: Mais atenção ao visual que à música

Pleiades: Deixando muitos "marmanjos fodões" comendo poeira

Issa: Vocalista norueguesa mostra veia AOR em novo álbum

Gigan: Metal que rejeita algumas irritantes tendências

Arkona: se sobressaindo com folgas no Folk Metal

Hellsakura: Longe dos modismos que infestam o underground

Rhevan: Esforços para se posicionar no chamado Gothic Metal

Sacrificed: Estreia honesta e bastante significativa

Rei Lagarto: Encerrando suas atividades com integridade

Deny Bonfante: Guitarrista coloca seu ego para fora

Wanted: Remetendo ao Motley Crüe e Skid Row dos 80s

Dominanz: Um debut que prima pela consistência

Manilla Road: Caminhos diferentes do que muitos desejariam

Vain: Este não é mais um caça-níqueis ridículo

Final Scream: Demo que convencerá qualquer headbanger

Twisted Sister: Debut remasterizado e com vários bônus

Abattoir: Longe de ser um clássico, mas sólido suficiente

H.E.A.T.: Referências aos ícones do Hard Rock e AOR

Confiteor: EP serve como aperitivo para full-length

Diva: Fusão de Thrash e Death bastante ríspido e técnico

Dis-Ordher: Tendo como proposta o Thrash Metal

Semic Stains: Fusão técnica de Thrash e Death Melódico

Heaven's Basement: Emergentes do underground britânico

Fleshout: Disco do grupo é apenas razoável

Clown: Voltado à faceta alternativa do Rock'n'Roll

Agony Voices: A saudável depressão do Death Doom Metal

City Weezle: Um disco realmente muito esquisito

Strip No Altar: Momentos de prazer para o público Punk

Chapter Of Hate: Destilando ódio e inconformismo incômodos

Devildust: Falta energia para segurar a atenção do ouvinte

Denis Warren: Equilíbrio entre o virtuosismo e feeling

Ecliptyka: Passando por cima dos cansativos clichês

Symphony X: Um trabalho linear que valoriza o passado

Deadend In Venice: Apesar de polido, obscuro e furioso

Ricardo Primata: Um instrumental de audição muito agradável

Voodoo Highway: Para amantes do Hard Rock setentista

Minus Blindness: É nítida a evolução em "Vile Veil"

Fundrivers: Uma viagem à simplicidade e eficiência

Riverdies: Ainda firmemente enraizado no controverso Grunge

Hammurabi: Honrando com folgas a tradição de Minas Gerais

Evisceration Blast: Um respeitável cartão de visitas

Demonaz: Um cruzamento entre Bathory, Venom e Manowar

Belphegor: Mais uma obra de arte do Heavy Metal extremo

Sirenia: Primando pela acessibilidade em novo álbum

Chrome Division: Aumentando opções sem renegar as origens

Oligarquia: música brutal e old school made in Brazil

August Burns Red: Adicionando novos elementos ao Metalcore

Crushing Axes: Do extremo às passagens melódicas/acústicas

Crosby, Stills, Nash & Young: Ao vivo como tem que ser

Necropsya: Thrash Metal com proposta flexível

Rods: Heavy Metal com saudáveis pitadas de Hard Rock

Insidious Disease: Tendo como foco o Death Metal

Carro Bomba: Heavy Metal com veia bluesy espessa e carnuda

Anaal Nathrakh: Fundindo Death, Grind e Black Metal

South Cry: Pop Rock límpido e surpreendentemente emotivo

Sodomizer e Hellkomander: Metal subversivo e sem frescuras

Necronomicon Beast: Música subversiva das mais ríspidas

Dynahead: Proposta musical fugindo do convencional

Arch Enemy: acesso ao questionável mainstream?

Primordial: Apenas um bom álbum, mas vale a aquisição

Warrant: sob medida para resgatar o Hard de Hollywood

Vintersorg: Heavy Metal extremo, intenso e elegante

Sodomizer: Um álbum fantástico do início ao fim!

Slasher: nível de maturidade e competência gigantesco

King Kobra: mirando a fase áurea do Hard norte-americano

Cavalera Conspiracy: Blunt Force Trauma é um discaçoCavalera Conspiracy
"Blunt Force Trauma" é um discaço

Sacrario: paixão e compromisso com a proposta Thrash Metal

While Heaven Wept: A ser degustado como um bom vinho

While Heaven Wept: camaleão sonoro Doom e Power

Kattah: buscando o profissionalismo em sua jornada

Tierra Santa: explorando a consagrada faceta épica

Alter Bridge: distante da sonoridade de sua antiga banda

Jarrah Thompson: 50 minutos de uma audição deliciosa

ThanatoSchizO: Para aqueles que apreciam liberdade criativa

Sized: Injetando diferencial em seu Thrash Metal

Head Stoned: Heavy/Thrash lúgubre em estreia promissora

Reviolence: Para os devotos do Heavy Metal tradicional

Concealment: Death Metal, Grindcore e Progressivo dos 70s

Lycanthropy: Sonoridade entre o Thrash e o Death Metal

HellLight: Seis canções em oitenta minutos de Funeral Doom

Zombie Cookbook: Death, Thrash e Grind somente em vinil

Pandemmy: Aprimorando seu Thrash / Death Metal em EP

Of The Archaengel: Dark Metal extremamente melódico

Massahara: Verdadeira odisséia ao passado do Rock'n'Roll

Destruction: Permanecendo sinônimo de Thrash Metal vigoroso

Resenha - Thorns And Blood - Hawthorn

Suidakra: Uma fórmula experimentada, testada e aprovada

Falkenbach: Explorando mais fortemente a veia folclórica

Deceivers: Uma banda que não precisa provar nada a ninguém

Drunk Vision: Atenção dos devotos da música quase extrema

Elvenking: Um álbum que certamente dividirá as opiniões

Carniça: Banda é a verdadeira definição de Heavy Metal

Tigertailz: Mais uma revisita ao "Bezerk", agora ao vivo

Anonymous Hate: Pancadaria Death / Grind vinda de Macapá

Par'uzha: Thrash Metal com potencial para crescer na cena

X-Hatred: Fundindo estilos de maneira bem vigorosa

Draco: Quarteto gaúcho faz Rock Pesado sem frescura

Hornsup Attack Volume I: 80 minutos de muita pancadaria

Dreadnox: Para quem aprecia Heavy Metal em estado bruto

Das Fossem: Para o circuito mais alternativo do Rock

Deformity BR: Arregaço musical obscuro para público seleto

Nuclear: Um verdadeiro tsunami em forma de ondas sonoras

Daydream XI: Power Metal com ambições progressivas

PhaZer: Hard Rock alternativo resvalando no Heavy Metal

Nanowar Of Steel: Mesclando Manowar e Rhapsody Of Fire

Killface: Híbrido de Thrash e Death Metal irlandês

Survive: Excelente metalcore cristão histórico do Acre

Crushing Sun: Heavy Metal extremo, versátil e old school

Mourning Lenore: Doom & Death da nova safra de Portugal

Mercenary: Abrandando sua faceta meio progressiva

Morfolk: Uma autêntica obra de Death Metal oitentista

Losna: Fundindo Thrash, Death e elementos do Hardcore

Misconducters: Heavy Metal e Punk nada educado

Rhevan: Influenciado pelo Nightwish em sua primeira fase

Atheist: Completamente anticomercial, insano e coerente

Moretools: Mescla de Death, Grindcore, Thrash e Hardcore

Ill Niño: Uma banda de Rock, alternativa, tribal e moderna

1349: Black Metal e Ambiente Music intercalados em álbum

Magnum: Um dos grandes nomes do Hard Rock Progressivo

Zodiac Mindwarp: recapturando uma adrenalina infame

Murderdolls: Para as entusiásticas hordas adolescentes

Hardneja Sertacore: Sertanejo com a sensibilidade dos emos

Mitochondrion: Uma obra a ser compreendida por poucos

Keter: Demo mostra riffs "moto-serra' quase hipnóticos

Steel Tormentor: A relevância do Heavy Metal Tradicional

MindFlow: Single mostra uma bela prévia do novo álbum

Breach The Void: Atmosfera eletrônica, caótica e dramática

Aclla: Dando uma revigorada considerável no Heavy Metal

Divine Element: Não é original, mas transparece sinceridade

Destrage: De saco cheio com a mesmice do mainstream

Stone Sour: Com repertório visando às rádios-rock

CellOut: Assumindo vaga deixada pelo Korn e Limp Bizkit

Emanuele Perilli: Indicado para quem gosta de Joe Satriani

Olam Ein Sof: Exotismo místico em disco totalmente acústico

Terra Prima: Power Metal Melódico mesclado a outros estilos

Cruscifire: Mantendo a relevância do Death Metal

Nelson: Ainda "açucarado" e "bem comportado"

Monster Magnet: Uma banda que passou de sua fase áurea

While Heaven Wept: Muito além dos limites do Doom Metal

Kiske/Somerville: Desafiando o desdém dos "true-skull"

Gamma Ray: Power Metal clássico, direto da fonteGamma Ray
Power Metal clássico, direto da fonte

Necropsya: Belo e diversificado repertório em EP

Soulspell: para quem aprecia Heavy Metal com emoções

Fabiano Negri: passando de Rei Lagarto a um camaleão

Artillery: novamente soando matador neste novo milênio

Woslom: inteligência somada a mentalidade Thrash furiosa

Ynis Vitrin: assinatura Heavy Metal com facet progressiva

Red Front: acima e além da maioria dos grupos estreantes

Accept: Heavy Metal familiar e com a mesma testosterona

Álgida: um registro que vai para muito além da música

Motorocker: pelos lados do Hard Rock e beirando o Metal

Dååth: uma banda se enveredando por caminhos diferentes

Hellyeah: muitos esperariam um pouco mais do álbum

Forka: sonoridade agressiva de contornos extremos

Acanon: coleção de diferentes estilos do Metal extremo

Mackzero 5: pop rock longe das caquéticas rádios

Device: uma máquina Death Metal fria e precisa

Dimensões Distorcidas: psicodelia em meio a Heavy Metal

Six Magics: por caminhos mais densos e melancólicos

Panic Cell: começando a se repetir ou fieis ao estilo?

Hibria: álbum similar ao antecessor, o que não é problema

Necroskinner: Thrash investindo em territórios extremos

Gynger Lynn: retorno a bons tempos com cheiro de naftalina

Hollywood Suicide: a quem encara música como entretenimento

Sweet Sybil: em busca do espaço que não conseguiram antes

Waithrone: voltada ao tradicionalismo do Heavy Metal

Grave Desecrator: devoto da ainda relevante música extrema

Setfire: nova banda detonando os arredores de Mauá

Disarm e Sound Your Alarm: split underground de peso

Skyforger: alguma vantagem sobre várias bandas do gênero

FM: raízes no século passado mas com um saudável fresco

Spiritual Beggars: pesado e com toda a atmosfera setentista

Tarja: álbum recomendado exclusivamente aos fãs obcecados

Shaman: ótimo álbum, independente das previsões fatalistasShaman
ótimo álbum, independente das previsões fatalistas

Torture Squad: evoluindo na música e firme na integridade

Therion: sonoridade mais multifacetada do que nunca

In This Moment: requinte dentro dos limites do previsível

Disturbed: muito mais Heavy Metal que New Metal

Father's Face: paralelos entre Frankestein e o agora

Crown: mescla de Thrash e Death venenosa e assustadora

Treat: banda acertou em cheio com "Coup De Grace"

Facínora: já conhecida assinatura Thrash Metal em debut

Edgus: álbum se revela um deleite àqueles que têm a fé

Angra: após a tormenta, o sétimo e tão aguardado álbumAngra
Após a tormenta, o sétimo e tão aguardado álbum

Rob Zombie: numa linha mais voltada às raízes do rock

Taurus: um novo disco para cimentar de vez a volta da banda

Heart: álbum feito com um coração que ainda bate forte

Godless Rising: muito satanismo e anticristianismo

Darkthrone: rejeitando o Black Metal de outrora

Keep Of Kalessin: composições não tão focadas na fúria

Borknagar: um grupo que não pode ser acusado de estagnação

Chris Laney: estética oitentista carregada ao novo milênio

Soilwork: o bom e velho aspecto brutal reintroduzido

Ragnarok: uma banda que não precisam inovar em nada

Grand Magus: Heavy Metal em sua forma mais pura

Sabre: Hard Rock simples e extremamente carismático

Karybdis: banda não apresenta inovação, mas apresenta garra

Sunroad: Hard Rock conectado com as décadas de 70 e 80

Red Front: equilibrada mescla de Thrash e Death Metal

Man Of Kin: mais um talento do obscuro underground inglês

Killrape: elementos clichês dentro da música estrema

Korzus: mais um clássico do poder-de-fogo verde e amareloKorzus
Mais um clássico do poder-de-fogo verde e amarelo

Canobliss: uma banda que consegue diferir da concorrência

Avantasia: talento que avançou além do Power Melódico

Avantasia: Hard Rock, elementos sinfônicos e peso

Onheil: rispidez do Black e beleza do Heavy Tradicional

Exodus: tradicionalismo Thrash aliado a vibrações modernas

Red In White: intimidade de sobra com o Hard Rock

Watain: caminho próprio no território da música extrema

Thrudvangar: em honra ao espírito dos guerreiros ancestrais

Genocidio: denso, pesadíssimo e sufocantemente obscuro

Madgator: Hard Rock, virtuose e espírito setentista

True: interessante estética folk em meio a muita distorção

Meant To Suffer: uma digníssima pancadaria na estreia

Zilla: moderno mas citando os primórdios da música extrema

Sinesttesia: viagem introspectiva e sensibilidade melódica

Embrio: faixas que têm orgulho de sua simplicidade

Sonata Arctica: fugindo dos estereótipos do Power Metal

Old Man's Child: Black Metal implacável em sua proposta

Eclectika: uma formação que consegue fugir do convencional

Summum Bonum: banda cristã de Dark e Black Metal Sinfônico

Cripple Bastards: contestação em forma de vagalhões sonoros

Cavalar: características marcantes dos antigos mestres

Perpetual Dreams: equilíbrio singular entre antigo e novo

Setherial: caótico e satânico como o Black Metal deve ser

Monster Truck: Thrash Metal recheado de velhos hábitos

Asphyx: Death e Doom Metal calcados na velha escola

Heathen: para os mais exigentes adeptos do Thrash Metal

Meat Loaf: mero rascunho de uma fórmula consagrada

Foghat: maravilhoso mergulho de cabeça na tradição do blues

Serenity In Fire: algo de tradicional mas sem soar datado

Sotajumala e Deathchain: split que deixa saudades

Y&T: com astral de 1980 mas longe de soarem datados

Misconducters: energia autêntica esquecida no século XXI

Anubis: Thrash Metal bastante calcado nas raízes do estilo

Thorgilm: verdadeiro flashback metálico dos anos 1980

Spellblast: sonoridade particular em panorama congestionado

Mass Hypnosis: peso esmagador e senso de rebelião

Maleficarum: virulência e distorção difíceis de ignorar

Ozzy Osbourne: mero aperitivo do que está por vir?Ozzy Osbourne
Mero aperitivo do que está por vir?

UnSun: para horror dos radicais, flertando com o Gothic

Orden Ogan: potencial para revitalizar o Power Melódico

Masterplan: sem o impacto emocional oferecido no passadoMasterplan
Sem o impacto emocional oferecido no passado

Semblant: no pisoteado caminho do Gothic, Doom e Dark Metal

Bullet For My Valentine: ainda muito bom em sua proposta

Rhestus: indispensãvel para fãs da tradição Thrash Metal

As I Lay Dying: sem idéias inovadoras, mas sem se estagnar

Living Corpse: fúria que não deixa espaço para respirar

Giant: novo álbum é bom, embora longe do antigo patamar

Christmess: esbanjando uma estimulante aura retrô

Choke: brasileiros escrevendo história em território gringo

Necropsy Room: Death e Thrash com sede de originalidade

Tardy Brothers: projeto paralelo dos irmãos do Obituary

Holy Moses: mescla de Power e Thrash reinventada

Dark Age: como alvo a geração mais nova de headbangers

Overkill: com "Ironbound" a banda se redime com folgas

Rise To Fall: intensidade e elegância difícil de ignorar

Epica: mainstrean sem perder a essência ou abrandar o peso

Sonic Syndicate: tudo bem feito, mas apenas seguindo a onda

Finntroll: o mais ambicioso disco da excêntrica carreira

Holiness: com certeza, um grupo para se acompanhar

Royal Hunt: foco em uma inusitada simplicidade instrumental

Ihsahn: expandindo os horizontes da música extrema

Helix: tudo em "Vagabond Bones" cheira aos velhos tempos

Burzum: maturidade que somente o tempo proporciona

Ocultan: vida inteligente além do satanismo descartável

Rei Lagarto: referência no Hard Rock brasileiro

Sangrena: recomendado aos devotos da precisão técnica

Fallen Within: diferentes estilos e vocais desesperadores

Hollow Ground: sem os clichês típicos do rock pesado

Nervo Chaos: firmes na fúria de sua conhecida linha musical

Rising Cross: elementos de um passado glorioso

Ermetica: para quem aprecia sonoridades modernas

Rotting Christ: sério candidato para ser um álbum clássico

Wacken: três DVDs dissecam generosamente a edição de 2007

Calvary Death: beleza selvagem em meio ao furor

Hardalliance: saudosos momentos oitentistas em debut

Desolate Ways: Gothic Doom agora com contornos distintos

Amazarak: espalhando o caos, heresia e blasfêmia

Scud: distinta e irretocável identidade metálica

Uganga: o respeito ultrapassou os limites de Minas

Skull And Bones: qualidade possível nestas circunstâncias

Condemnation: destas típicas bandas com enorme potencial

Horror Chamber: Death Metal caprichadíssimo em CD-Demo

Ódio: Heavy Metal esporrento e sem frescuras

Neural Code: Kiko Loureiro em uma incansável fase criativa

MetalWar: sem as firulas que tantas bandas adotam

Disarmonia Mundi: projeto interessante de Metal italiano

Sub Rosa: álbum que se revela poeticamente conceitual

Devian: Legion unindo forças a outro ex-Marduk

Sub Versos: o bom, velho, copiado e reformado rock

Malebouge: álbum em tributo ao falecido Von Impious

Sagrada Face: agradável ao quem aprecia músicas suaves

Antidemon: atacando o mal de forma metódica e brutal

Last Warning: nada de novo em se tratando de Prog Metal

Theatre Of Tragedy: desolador e positivamente acessível

Opium Warlords: uma das típicas bandas de um homem só

Hoje Você Morre: crossover e postura sarcástica

Destruction: ao-vivo que vale cada centavo empregado

Vixen: falta algo fundamental por aqui, o coração

Riverdies: entre rockaços e faixas tipicamente melancólicas

Ektomorf: mais do mesmo em despreocupada zona de conforto

Remove Silence: aura alternativa e geralmente sorumbática

Orphaned Land: "Never Ending Way Of ORwarriOR"

Aliquid: distorção, melodias e pompa em doses homéricas

Suffocation Of Soul: honestidade tipicamente underground

Unlitface: Heavy Metal contemporânea e produção caprichada

Monster Mash: Metal até o talo com influências diversas

Slaver: raízes fincadas lá na prolífica década de 1980

Primal Fear: poderoso, altamente melódico e contemporâneo

U.D.O.: "Dominator", 12º álbum do incansável vocalista

Living Sacrifice: incapaz de injetar frescor na cena atual

Dying Fetus: aversão às modas e entretenimento para massas

Scar Symmetry: a fina arte de se fazer Heavy contemporâneo

Stryper: "Murder By Pride", elementos 80's estão de volta

Wildhearts: quem não possui uma mancha na discografia?

Vanquish: capturando muito do espírito do Rock'n'Roll

Kamala: Thrash agora revestido por melodias mais refinadas

Rhevan: características que fizeram o Gothic Metal explodir

Behemoth: não preso à faceta tradicional da música extrema

Resenha - Death Bullets Dead End - Avoid The Pain

Edguy: um registro indispensável a qualquer fã da banda

Deadly Curse: entre nomes que se destacam na nova geração

Sacrificed: doses corretas de distorção e melodias

Redammen: resultado intricado, singelo e explosivo

Steely Heaven: trabalhando duro para mostrar seu potencial

Hardzone: em Minas, algo mais colorido que a cena extrema

Vill: versatilidade tão calculada que acerta todos os alvos

Liberdade Suprema: extremo com positividade do Cristianismo

Brutal Morticínio: segunda prensagem incrementada do debut

Lord Mantis: Heavy Metal com opressão que beira o Black

Dragon Ring: Heavy Metal clássico, daqueles bem orgulhosos

Violent Hate: retrospectiva de canções de antigos registros

Resenha - Extrematex - Metal Latex

Revolution Renaissance: agora uma banda de verdadeRevolution Renaissance
Agora uma banda de verdade

Axegressor: bastante direto e saudavelmente datado

Mortification: experimentando e reduzindo a distorção

Immortal: talvez o álbum extremo mais aguardado de 2009

Chakal: item importante para colecionadores ou curiosos

Gotthard: começando a se tornar um tanto previsível

Belphegor: buscando novos elementos para a brutalidade

Device: ótimo Death mesclado a Thrash e pitadas de Grind

Winger: o álbum mais completo já liberado pela banda

Fintersforst: excelente nome não conhecido no Brasil

Paradise Lost: 12º trabalho de uma controversa discografia

Soul Doctor: sincero tributo à velha escola do Hard Rock

Goatwhore: muito difícil enquadrá-los em uma categoria

3 Inches Of Blood: para amantes do bom e velho NWOBHM

Arkona: integração admirável entre folk e Heavy Metal

Mastedon: recomendado a quem aprecia Boston, Kansas e Asia

Agathodaimon: priorizando ainda mais a faceta Gótica

Vader: a velha fórmula segue confiante e violentíssima

Blackwood Creek: linha retrô e crua como na década de 70

Black Dahlia Murder: composições um pouco mais refinadas

Bloody Mary: Hard temperado com blues e pitadas de funk

Burnt By The Sun: vitoriosa em seu estilo caótico e moderno

Otep: parte de um seleto grupo de sobreviventes

Acheron: a guerra final entre as religiões organizadas

W.E.T.: Robert Säll, Erik Martensson e Jeff Scott Soto

Four Horsemen: para os amantes de sonoridades setentistas

Whiplash: patamar acima da média no Metal da velha escola

Shadows Fall: potencial para atingir o público mainstream

A Sorrowful Dream: belo álbum de Gothic, Doom e Black Metal

Astafix: ex-CPM 22 em linha musical muito mais interessante

Hangar: audição que se distancia do que se esperaHangar
Audição que se distancia do que se espera

Arch Enemy: antigas canções com os urros de Angela GossowArch Enemy
Antigas canções com os urros de Angela Gossow

23 Link Chain: difícil encontrar um estilo que os defina

Narnia: diferente, e talvez melhor do que no passado

Pervencer: ótima demo com gravação muito acima da média

Andeavor: ainda soando parecidos com heróis do Progressivo

Cryptik Howling: repertório extremo com apelo mainstream

Panaceah: nem parece um grupo formado apenas em 2006

Mostarja: as manhas de elaborar um excelente Rock'n'Roll

For Ruin: Black/Death que lembra o som de Gotemburgo

Clamus: esbanjando sintonia na diversidade dos arranjos

Amaduscias: mais Black Metal do Rio Grande do Sul

WASP: a necessidade de uma religião não é o fim do mundo

Khrophus: identidade musical intacta e acabamento superior

Kappa Crucis: estreia que supre com folgas as expectativas

Nox Eterna: montanha-russa cheia de Heavy Metal

Julgamento: velocidade alucinante em meio a muito groove

Arum: em busca de uma concepção própria para o Black Metal

Burning Metal: coletânea do selo Zombie Devil Records

Resurrecturis: agressividade extrema e melodias mais fáceis

Orphan Project: se desvencilhando com classe dos rótulos

Marduk: uma homenagem ao chamado Juízo Final bíblicoMarduk
Uma homenagem ao chamado Juízo Final bíblico

Little Caesar: música que está há décadas em seus corações

Lita Ford: descartou-se o carismático Hard Rock do passado

Municipal Waste: cuidado que não se percebia antes

Suidakra: revitalização de uma proposta que deu certo

Therion: derradeiro registro de Johnsson com os Niemanns

Black League: porções de rock, heavy metal e insanidade

Wilde Starr: para muitos a melhor estréia de 2009

Darkest Seed: Metal com o sabor atraente do Hard Rock

Survivors Zero: bem construído, mas falta alma

Shakra: mantendo o selo de qualidade tão característico

Fomento: dedicados ao peso, comprometidos com a violência

Maithungh: sexo, tortura, sedução, perversão, sadismo...

Tardive Dyskinesia: fugindo da estética do Heavy Metal

Di Lallo: proposta distinta do furioso Thrash do Andralls

Ravenland: representante do Gothic Metal feito no Brasil

The Ordher: disposição de quem irá vencer sob seus termos

Hardcore Superstar: vez do Brasil receber material da banda

Krow: equipe de demolição que literalmente assola tudo

Obituary: ainda totalmente consistente em sua proposta

Killswitch Engage: óbvia progressão na linha sonora

Ensiferum: para aumentar o carisma de uma fórmula vencedora

Tyr: honrando as tradições do gênero com grande atitude

Syryn: doses do Hard Rock direto e pesadão do Babylon A.D.

Obsin: com influências de Thrash e até Hard Rock

Razor Wire Shrine: elementos do Hard Rock aliados ao Jazz

Survivors Zero: single precedendo estréia em disco

Face It Out: bom nome do underground paulista

1349: inspiração no lado mais inquietante do Black Metal

Deströyer 666: impecável com híbrido de Thrash e Death

Nightwish: um caça-niqueis caprichado com CD e DVD

Anaal Nathrakh: novas composições estão ainda mais pesadas

Hazy Hamlet: afastado das atuais sonoridades do Heavy Metal

Shadowside: trabalho sincero e desprovido de exageros

Prellude: para quem se recusa a aderir à estética moderna

Guilhotina: Thrash Metal cantado em língua portuguesa

Wolves In The Throne Room: Black Metal de temática distinta

Lamb Of God: ira mais focada e realmente consistente

DevilDriver: se mantendo geralmente inacessível e furioso

Bleeding Through: o mais agressivo e pesado álbum do grupo

Novembers Doom: grupo inspirado tentando evitar repetição

Ex Deo: projeto de Maurizio Iacono, vocalista do Kataklysm

Eluveitie: deixando praticamente de lado a faceta metálica

Moonstone Project: lista de convidados mais que especial

After Oblivion: remetendo ao Death e Thrash dos anos 90

Disarmonia Mundi: proeza de se distinguir e soar original

No Blest: Death Metal brutal, extremo e sem concessões

Destrage: do lado mais contemporâneo do Heavy Metal

Água Pesada: psicodelia e distorção lamacenta

Drive Sex: tire os olhos da capa e atente para a banda

Lifeforce: composições do bom Heavy Metal Tradicional

Land Of Tears: soando como Death Metal da primeira geração

Father's Face: impossível não comentar o trabalho gráfico

Street Legal: totalmente dentro dos padrões do Hard Rock

Rhino Bucket: 12 anos depois, a mesma sonoridade

Inmoria: classe que só o power europeu pode proporcionar

God Dethroned: canções brutais, mas com melodias

Chaos Synopsis: debut de respeito que merece ser conferido

Andralls: fruto de dedicação e experiência de dez anos

Unearthly: ódio instintivo de proporções ciclópicas

Amorphis: depois de ótimos álbuns, um ainda melhor

Ill Niño: grande redução daquela exótica aura obscura

Grand Fellas: pesado na medida e com cheiro de garagem

Dynahead: precisão quase matemática que se torna viciante

Mitochondrion: cacofonia esmagadora, coerente e funcional

Chimaira: tradição de soar distinto de trabalhos anteriores

Epica: com orquestra, melhor que Metallica ou Kiss

Blazing Dog: pegada que muitos tentam alcançar

Queensryche: simplório para os critérios progressivos

Slasher: elementos do Thrash com fúria urbana do Hardcore

Tim Ripper: empurrado goela abaixo de um certo Jon Schaffer

Sinister: um pouco de quase tudo o que já foi apresentado

Asphyx: uma verdadeira e extrema pérola old school

FLH: Thrash Metal que oscila entre o rude e o polido

Criedsky: Grunge com alguma distorção típica do Heavy Metal

Mork: Black Metal Sinfônico feito na capital federal

Coldblood: mesclando Death Metal dos 90 com a escola sueca

Brutal Truth: a volta de uma lenda do Grindcore

Mr Ego: adotando uma sonoridade cada vez mais rebuscada

Samael: pode até soar como Black Metal, mas não o é

Schenker: destaque numa discografia de altos e baixos

Reason To Kill: metalcore honesto apesar do dejavu

Twiggy: audição que flui entre mais altos do que baixos

Unliver: banda de uma versatilidade que impressiona

Absu: identidade bem diferente do que se poderia esperar

Mercuryo: um nome para se respeitar na cena nacional

Aborted: mantendo-se nos limites da música extrema

Tren Loco: prato cheio do mais belo e tradicional Heavy

Liquido: diversificado, inteligente e atraente, mas pop

Bible Of The Devil: proposta retrô cativa pela nostalgia

Command6: sonoridade atualizada e muito recomendada

Waterland: Power Metal com características mais AOR

Infernal Void: Death Metal Melódico extremamente hostil

Sarkaustic: verdadeiro desfile do mais puro Thrash Metal

Impellitteri: conquistando o mais exigente dos headbangers

Agathocles: começando a se repetir após duas décadas

Pestilence: modificando sua sonoridade ao longo dos anos

God Forbid: moderno, mas atento às raízes do Heavy Metal

Der Wahnsinn: curiosa banda paulistana de Metal Industrial

Carro Bomba: esperando algo ainda mais esporrento

Unearth: um dos vitoriosos de uma cena que deu certo

Cattle Decapitation: "Salve o Planeta! Suicide-se!"

Sirenia: resgatando parte da distorção com quarto álbum

Incinerador: Death Metal com doses do Thrash oitentista

Kamala: Thrash metal que soa insanamente moderno

Pactum: um convite perfeito para se bater cabeças

Der Wahnsinn: Metal High Tech eficaz, insano, sem frescuras

Broken Melody: debut que mostra potencial e equívocos

Ansata: técnica não sobrepuja a vazão de sentimentos

Arkona: potencial de sobra para atingir grandes públicos

Lordi: monstrengos arranjaram tempo para quinto álbum

Uli Jon Roth: tão cinematográfico que transcende rótulos

Ekoa: Heavy Metal bastante sintonizado com o Metalcore

Voodoo Circle: neoclássico envolto no espírito setentista

Molly Hatchet: ofuscado entre outros álbuns da discografia

Folkearth: repertório um tanto quanto desequilibrado

Tesla: Hard para ser apreciado pelos antigos e novos fãs

Kingdom Come: bom e velho Hard Rock por demais escondido

Blackberry Smoke: simplicidade e sujeira de ótimos riffs

Dragonforce: turbinando o (para muitos) manjado Power Metal

Undefined: honrando o nome do projeto, canções irrotuláveis

Bad Trip: paulistanos no sentido oposto da modernidade

Enforcer: laços com a faceta mais tradicional do Heavy

Mortaes: excelente amálgama entre elementos Thrash e Death

Seita: tupiniquins causando estragos na Holanda

Brutal Exuberância: Thrash, Crossover e algo de Heavy

Magician: um algo mais difícil de encontrar no gênero

Blackmass: profissional ao extremo (literalmente!)

Queiron: destilando rebelião desenfreada a cada nota

Hammurabi: pegada consistente não negligenciando a técnica

Lycanthropy: Thrash e Death Metal com forte veia oitentista

The Quireboys: rock'n'roll acessível e regado ao blues

Randy Piper's Animal: sonoridade próxima à do velho WASP

Cradle Of Filth: quase como no início de sua carreira

Velhas Virgens: esbravejando – e praguejando – em português

Haggard: fusão da Música Clássica, Medieval e Death Metal

5 Star Grave: repertório vigoroso, moderníssimo, peçonhento

Theodore Ziras: guitarrista grego com time de primeira

Rygel: se desvencilhando das armadilhas da mesmice

Don Capone: rock cru e sujo, cheio de referências ao blues

Masterpiece: paixão pelo lado tradicional do Heavy Metal

Stormbane: simples, mas com pegada enérgica e furiosa

Scania: Heavy Metal direto e sem frescura alguma

Communic: se afastando mais da sonoridade do Nevermore

Gamma Ray: terceiro registro ao-vivo saindo da geladeira

Into Eternity: das mais incríveis bandas canadenses atuais

Unborn: registro matador e o mais profissional possível

Rhevange: agregando vários dos subgêneros do Metal

Thyrfing: freqüentes passagens perfeitas para bater cabeça

Scar For Life: ambição pelo lado mainstream do rock pesado

Chipset Zero: elementos que remetem à cultura do Brasil

Dialeto: conjunto paulistano de Art-Rock formado em 1987

Neal Morse: sonoridades do Spock's Beard e Transatlantic

Cotton Soeterboek: puro alto-astral em forma de rock n'roll

Enslaved: sonoridade modelada e remodelada há tempos

Lira: um bom trabalho, que mostra muito potencial

Chema Herrero: capacidade de expressão extremamente refinada

Tanatron: nada de novo, e com certeza não é essa a proposta

Poisonblack: honrando com folgas o termo "heavy"

Manilla Road: segredo bem-guardados do underground

Evergrey: recuperando muito do prestígio que conquistou

Waylander: nova onda do Folk Metal gerando bons álbuns

Dream Theater: coletânea sem suas reais epopéias

All Shall Perish: boa música quase extrema norte-americana

Vlad V: importante nome no underground da região sul

Beyond The Void: sem inovação mas com um bom trabalho

Trendkillers: passeando por suas influências Hard Rock

Symphony Draconis: boas idéias sem sacrificar a brutalidade

Scars: retornando com o ótimo "Devilgod Alliance"

Devastation: em 1991, lutando contra a extinção

Lacryma Sanguine: Doom com instrumentos não convencionais

Lothlöryen: Heavy Metal que exala alguma modernidade

Anaal Nathrakh: nada menos que absolutamente brilhante

Tenebrys: profunda tristeza e distorção metálica

Tiwaz: guerras, misticismo, honra e anti-cristianismo

Eluveitie: para fãs de Folk e Death Metal Melódico

Álgida: desconforto e desesperança em relação à existência

Uncle Trucker: grande banda da nova geração do Hard Rock

It's All Red: senso underground com ambição mainstream

Mothercow: Rock'n'Roll e Country Music com uma veia Thrash

Embrio: Heavy Metal venenoso até a última glândula

Mindtrigger: rock distorcido, grudento e totalmente urbano

Acariya: fama de ser a "banda mais barulhenta ao vivo"

Luis Wasques: um ano de trabalho que valeu a pena

Avoid The Pain: demo com gravação e visual acima da média

Canobliss: mainstream sem detrimento de inteligencia

Mythological Cold Towers: música, madura e bem estruturada

Suidakra: Death Metal melódico repleto de elementos folk

Diphtheria: bom senso em composições simples

Sacrament: buscando algo que os diferencie no cenário

Impaled Nazarene: bom, mas não ao nível dos clássicos

Enthroned: contemporâneo, mas honrando a tradição profana

Corporate Death: música extrema e sem concessões

Arnion: Thrash cristão é bem focado nas décadas de 80 e 90

1349: Black Metal enraizado até o fundo da alma norueguesa

Miasthenia: indo muito além do puro ódio desenfreado

Nattefrost: abordagem punk no Black Metal de Rasmussen

Rei Lagarto: anos 70 com roupagem digna da década seguinte

Crystal Lake: mescla de Thrash e Hardcore direto e curto

Bloody: Thrash Metal oitentista soando contemporâneo

Sabbat: obra-prima finalmente no mercado brasileiro

Die Apokalyptischen Reiter: absurdo sonoro coerente

Keep Of Kalessin: resultado final de grande atmosfera épica

Torture Squad: seqüência óbvia de uma grande fase

Ossiação: precursores do Rock'n'Roll de Juiz de Fora

Lutemkrat: projeto brasileiro remetendo à Escandinávia

Semblant: ingredientes básicos de Gothic Metal presentes

Symmetrya: debutando em álbum com um excelente trabalho

MindFlow: soando extremamente moderno e pesadíssimo

Mayhem: surreal, denso e de um frenesi mórbido e doentio

King Bird: produção apurada, mais pesado e cristalino

Honeymoon Suite: misto óbvio de rockaços com boas baladas

Iced Earth: incômoda aura burocrática em parte do álbum

Royal Hunt: classe que raras bandas não-européias têm

Harem Scarem: uma roupagem mais atualizada à sua música

Mortifer Rage: trabalho que merece ser verificado

Chrome Division: Shagrath exibindo influência de Motorhead

Moonspell: um dos trabalhos mais profundos na discografia

Mourning Beloveth: discografia curta mas muito consistente

Hail Of Bullets: resgate do Death Metal da velha escola

Blackwinds: padrão da música extrema dos países nórdicos

Headhunter: gravação moderna interferindo positivamente

Whitechapel: Death Metal intercalado com seções melódicas

Gigan: não limitados somente ao rótulo Death Metal

Nahtaivel: agressividade e proximidade com pistas de dança

Grand Magus: sabiamente equilibrado entre o polido e o sujo

Virgin Sin: veteranos que aparentemente não desistem nunca

Hungryheart: garantindo a perpetuação do Hard com classe

Revolution Renaissance: nome óbvio e álbum mais que óbvio

Ihsahn: sem o Emperor e honrando o termo "solo"

Michael Kiske: furor entre os apaixonados pelo Metal

Hell N' Diesel: peso, simplicidade e alto-astral

Septic Flesh: brutalidade metal e atmosfera clássica

Children Of Bodom: reconciliação com os antigos fãs

Xandria: finalmente rumo a um novo patamar

Blotted Science: poderoso, dinâmico, nunca cansativo

Distort: Thrash tão pesado quanto descompromissado

Página 57: estréia digna do esforço dos maranhenses

A.C.T.: pop sofisticada muito longe do descartável

Released Anger: Thrash honestíssimo, fruto da raiva

Burn: 30 longos anos de amor à música em novo álbum

Taste Of Silver: camadas e mais camadas de ruído

Revel: com recursos, mas longe de um estilo coerente

Root: proposta inusitadas e longe do grande público

Necropsya: sonoridade poderosa e com personalidade

Savant: grande ligação com o passado Thrash e Speed

Nocturnal Breed: velocidade, sujeira e rebelião

Insaintfication: preparado para alcançar o Brasil

These Are: underground furioso e anticomercial

Tenebre: cria do jurássico Sisters Of Mercy

Virgin Black: descrição não faz jus à complexidade

Dragonheart: interessante compilação para fãs

Hudson Cadorini: salvação ou heresia Hard Rock?

Still Living: AOR e pinceladas do Rock Progressivo

Still Life: pesado, sujo, melódico e desencanado

Yun-Fat: estranha sobre os mais variados aspectos

Réus Anjos: seguindo a cartilha das bandas glam

Ecliptyka: afiadíssimos em primeiro CD de divulgação

Rondrakamm: trabalho implacável de Ribeirão Preto

Throwdown: Heavy Metal e antiga veia Hardcore

Rob Zombie: finalmente o esperado registro ao vivo

Hostile Inc.: fruto espinhoso do nordeste brasileiro

Van Zant: parceria familiar e descontração evidente

Korpiklaani: os trolls mais divertidos da Finlândia

Hollenthon: pequena e rara obras-prima do Metal

Loverboy: rock'n'roll com raízes fincadas nos 80

Vesania: violência e requinte do Black sinfônico

Solitude Aeturnus: álbum com muito a ser absorvido

Bassinvaders: apenas interessante para ser conferido

Rob Rock: o álbum mais pesado da carreira

Whitesnake: sobrevivendo às modas por três décadas

Hellfueled: próximo da vibração lamacenta do Stoner

Soturnus: sem inovação, mas lúcido e bem resolvido

Baranga: tudo o que faz parte do folclore rock

Hollowmind: peso do Heavy e musicalidade do Prog

COA: influências de tudo o que for barulhento

Naglfar: Black Metal de natureza gélida

Shining Star: melhor que a fórmula de bandas gringas

Fist In Nail: para fãs do Pantera, Sepultura, Mudvayne

New City Rockers: estréia esbanjando confiança

Cult: doses menores de Gótico e Hard Rock

Municipal Waste: arte da velha escola do Crossover

House Of Shakira: esgotando os bons adjetivos

As I Lay Dying: barulhento com faceta melódica

EndeverafteR: a coisa está melhorando para o Hard

Sahg: Heavy Metal clássico com doses de psicodelia

Soulless: escondida no mais profundo do underground

Static X: vibração bem mais Heavy Metal

Khrophus: preparando terreno para álbum completo

Zero Down: uma aula visceral de rock'n'roll

Skitsystem: música mais robusta no decorrer dos anos

Disrupt: precursores na mescla de Metal e Hardcore

Ensiferum: para fãs de Viking, Power e Folk Metal

Skitsystem: pouca duração e melodia, muito impacto

Threat: produto final bastante coeso e moderno

Agathocles: repugnante caldeirão de extremismo

Destruction's End e Bandanos: rebelião e raiva

Agathocles: os belgas mais barulhentos do planeta

Vader: consistente nome do Death Metal mundial

Sabre: Hard Rock simples mas repleto de carisma

Gorefest: tradição do Death Metal com aditivos

Austhral: Black Metal e música tradicional sulista

Cause For Effect: sem padrão comercialmente viável

Uli Jon Roth: rock'n'roll recheado de melodias

Hangar: nada revolucionário, mas empolgante

Era Vulgaris: sonoridade de difícil digestão

Eden's Curse: prato cheio para os amantes do Hard

Hammerfall: tão true que chega às vias do ingênuo

Molestrike: estréia ainda com muito a ser lapidado

Cobalto: porrada na orelha do início ao fim

Mortaes: inabalável compromisso com a excelência

Michael Schenker: fase aparentemente mais tranqüila

ChthoniC: o Black Sabbath asiático atinge as massas

Suidakra: investindo em melodias muito fortes

Victory: Hard Rock alemão na ativa desde 1985

Dremora: sem o requinte cristalino do Velho Mundo

Enslavement Of Beauty: grudento e metálico

Korpiklaani: Folk Metal alto-astral escandinavo

Doomsday Ceremony: fundamentalmente Black Metal

Seduced By Suicide: exteriorizando sentimentos

Great White: melhor do que no final dos anos 90

Mekong Delta: Thrash Metal técnico e intrincado

Hargos: pouca estrada mas potencial de sobra

Samael: a fase de experimentações ficou para trás

Otep: mais consistente que mero entretenimento

Svartsot: para ouvir com os punhos no ar

Black Cobra: veia metálica bem mais evidente

Devilish Impressions: Black e Death beirando o Prog

Crashdïet: uma bem-vinda dose extra de distorção

Monster Magnet: rock'n'roll pesadão mais direto

Sebastian Bach: ainda muito para oferecer ao público

Darkest Seed: Metal e Hard da mais alta qualidade

Elevare: cheio de ótimas idéias e profissional

Damned Celebration: duas ótimas bandas do sul

Barros: com vocais de Rafael Gubert, do Akashic

Orange Goblin: feito para se escutar bem alto

Poets & Pornstars: convincente, despojado, cativante

Exodus: procurando seguir adiante no Thrash

Gamma Ray: transpirando sentimento oitentista

Soilwork: brutalidade sendo deixada de lado

Lizzy Borden: flertando descaradamente com NWOBHM

Wolves In The Throne Room: longe de clichês satanistas

Myotonia: Heavy Metal, ainda que fora dos padrões

Dark Tranquillity: referências a tudo já feito

Arcane Aeon: uma das demos destaque de 2007

Tarot: a outra banda de Marco Hietala, do Nightwish

Lilith's Spell: boas idéias com muito a ser melhorado

Adviser: fusão madura de Death com outros gêneros

Arch Enemy: canções ainda mais diretas e funcionais

Nightwish: o mais apoteótico disco da banda?

Iced Earth: o álbum menos agressivo da discografia

Subcyde: começo promissor embora sem diferencial

Private Line: um dos melhores álbuns de Hard do ano

Somberlain: ódio contra instituições e limitações

Tunes Of Grey: um clone brasileiro do Sentenced?

The Grief: Black Metal gélido e mórbido do Equador

Lawmaker: Heavy Metal em toda a sua essência

Nox Eterna: batalhando por espaço desde 1996

SOD: riffs e idéias aleatórias inspiradas pelo Hardcore

Demencia: canções burocráticas e cansativas

Shift: interessante independente made in USA

Backwash: bons momentos sem nenhuma surpresa

Crimson Thorn: a mais brutal das bandas cristãs

Suidakra: canções orgulhosamente Heavy Metal

Dr Sin: a espera de sete anos valeu a pena

Desolate Ways: influência direta do Paradise Lost

Sonic Syndicate: habilidade e referências de respeito

Headhunter D.C.: Death da velha e relevante escola

Abhorrance: Thrash, Hardcore e sutis doses de Punk

Bandanos: Thrash e Hardcore executados com raiva

Liberty n' Justice: positividade e resgate de valores

Sonic X: indicando novos rumos para o Hard Rock

Caliban: um forte nome do Metalcore europeu

Terrorizer: pedaço de história de volta à ativa

Van Canto: Heavy Metal sem guitarras é Heavy Metal?

Ken Hensley: muito mais do que um disco

At Vance: reciclando boas idéias que deram certo

Girlschool: raridades, B-sides, versões, covers

Paul Rodgers: fãs do porte de Dylan, Page e May

Lake Of Tears: distorção com melodias tristes

Hatesphere: fiel ao nervosismo de sua proposta

Obliteration: apego à tradição em "Perpertual Decay"

Amorphis: o que há de mais pesado e melódico

Epica: mais progressivo e mais agressivo

Vader: retorno ao ciclo veloz e violento

Shakra: sem assumir riscos com "Infected"

Fohat: o velho espírito ainda se mantém

Asia: carisma que traz algo de atemporal

Violent Storm: estrelas que não empolgam

Nile: Death Metal brutal, extremamente técnico

Corja: sarcasmo e energia bruta e espontânea

Gypsy Pistoleros: Hard com influência flamenca?

Trixie: Hard Rock tão bacana quanto há 20 anos

Ebony Ark: tecnicamente sofisticado e emocional

Ador Dorath: Black Doom com clima psicótico

Finntroll: longe das origens mas ainda folk

Root: clássicos torcidos em algo mais obscuro

Apocalypse: tentando corrigir uma injustiça

Machinery: explorarem facetas do Heavy Metal

Flagellation: promessa do underground sueco

Light This City: audição que dura uma eternidade

Sabaton: nada de novo no front

Dark Empire: sem frescuras, rápido e pesado

Children Of Bodom: comemorando uma boa fase

Venom: dos cantos mais profundos do inferno

Tribuzy: na história do Heavy Metal brasileiro

Novembers Doom: essência Doom Metal intacta

Magnanimus: mais profundo underground do Chile

Sades: digno do rico cenário extremo do nordeste

Menacer: um belo primeiro passo

Poema Arcanus: Doom nas fronteiras do Prog

Bewitched: tributo ao Heavy Metal oitentista

Beautiful Sin: bom disco que merece ser conferido

A Season In Hell: originalidade e difícil digestão

Postwar: Thrash sem pretensão em inovar

Ancesttral: prato cheio para qualquer headbanger

Paradise In Flames: Black caótico e pomposo

Thorny Woods: violento, amargo e veloz

Cavalar: o que bandas consagradas perderam

Deep Purple: ainda causando boa impressão

Cage: nostalgia em trabalho mais que decente

Trimonium: vitorioso pelo vigor e inspiração

Graveworm: difícil de ser caracterizado

Trouble: sem toda a potência de outrora

Månegarm: bom Pagan Metal vindo da suécia

Vintersorg: um álbum positivamente modesto

Shadows Fall: encerrando uma fase da carreira

Evidence One: nome promissor do Power Metal

Devildriver: furioso, preciso, totalmente Metal

Grand Lux: sem originalidade mas ainda bom

Hatebreed: básico e brutal em "Supremacy"

Meldrum: mais uma banda com vocal feminino

Black Majesty: prato cheio para fãs de power

Scorpions: o clássico "Tokio Tapes" comentado

Evocation: honrando com folgas o Death sueco

Burn: peça da história do rock pesado brasileiro

Iced Earth: expectativa pelo novo álbum

Magician: ótimo single antes do full-length

Dissection: diferente do Black Metal de outrora

U.D.O.: extensão musical do Accept

Gotthard: talento e criatividade inesgotáveis

Fortkamp: Heavy Metal da capital catarinense

Dew-Scented: muito direto e sem concessões

REO Speedwagon: rock e as baladas AOR

Resenha - Home - Oliver Hartmann

American Dog: esporrento e regado a cerveja

Freedom Call: novos rumos para uma fórmula

Unmaker: grata revelação do underground

Resenha - Final Solution - Thorn

Resenha - Rock n'Roll Again - Hollywood Suicide

Rotting Christ: além das fronteiras do Black Metal

Slipknot: não espere algo convencional

New York Dolls: bem mais polido e acessível

Endrah: death metal de contornos perturbadores

Vougan: heavy metal de arranjos incrementados

I: força suficiente para se firmar no cenário

W.A.S.P.: tão bom como quase sempre foi

Unleashed: Death Metal cada vez mais refinado

Dimmu Borgir: temática profana e típica da banda

Nightrage: o termo "super-grupo" se foi

Daath: brutal, melódico, épico, e além

Masterplan: um novo álbum ainda mais inspirado

Chimaira: de volta com muita coisa nova

Skid Row: ainda com combustível para queimar

Destruction: atualizado e muito mais pesado

Neo Natural Freaks: hard com senso melódico

Sideburn: pesado, bem retrô e meio lisérgico

Killswitch Engage: sucesso com estilo saturado

Tristania: trilhando caminhos mais tranqüilos

Sirenia: mais "gothic" e menos "metal"

Arkona: a Rússia está infestada de bárbaros?

Mastodon: reflexo da instabilidade de nossos tempos

Alabama Thunderpussy: pesadão e retrô

Korn: fase capenga confirmada em acústico

Skyforger: black metal com instrumentos folk

Danny Vaughn: sobrevivente da fase dourada do Hard

Satyricon: talento sem o antigo extremismo

Gilby Clarke: de blues a hard sem medo do pop

Cruachan: elementos celtas no Heavy Metal

Vader: acertando em cheio na escolha do vocal

Destroy Destroy Destroy: Viking Metal made in USA

Sinner: volta às raízes e distância do Primal Fear

Brand New Sin: rock n'roll com veia metálica

Astral Doors: paixão palpável em "Astralism"

Demon Angels: hard variado, melódico e convincente

Resenha - Forsaken - Antestor

Resenha - Crusade - Trivium

Resenha - Runway To The Gods - Zeno

Resenha - Malevolent Rapture - Legion Of The Damned

Resenha - As Rapture Comes - Grave

Review: Mercenary é melódico, pesado e inspirado

Resenha - Whips And Roses - Tommy Bolin

Resenha - Ruined Nation - Terrodrown

Resenha - Gothic Kabbalah - Therion

Resenha - God That Never Was - Dismember

Resenha - Tetragrammatical Astygmata - Averse Sefira

Resenha - Completion Makes The Tragedy - Coldseed

Resenha - Illusion Industries - Psy-Kick

Resenha - Doomsday Rock 'N Roll - Chrome Division

Resenha - Good And Loud - Güdenläwd

Resenha - Score; An Epic Journey - Epica

Resenha - Sacrament - Lamb of God

Resenha - Live Apocalypse - Arch Enemy

Resenha - Scattering Of Ashes - Into Eternity

Resenha - Astronomy - Dragonland

Resenha - Army Of One - Riot

Resenha - Origin - Borknagar

Resenha - Fraught With Violence - Infernal Void

Resenha - Thornography - Cradle Of Filth

Resenha - Hypocrisy - 10 Years Of Chaos And Confusion

Resenha - Slaughterhouse - Eternal Devastation

Resenha - In-Existence - Censored

Resenha - Hell & Heaven - GOD

Resenha - Bang Your Heads - Herege

Resenha - Chemical Assault - Violator

Resenha - Fire Angel - Sabatan

Resenha - One Night Stand - Slunt

Resenha - Liar Flags - Runic

Resenha - Come What(ever) May - Stone Sour

Resenha - Ragnarok - Tyr

Resenha - Bat Out Of Hell III; The Monster Is Loose - Meat Loaf

Resenha - Acoustic Verses - Green Carnation

Resenha - People Like People Like People Like Us - Backyard Babies

Resenha - God Has A Plan For Us All - Angtoria

Resenha - Him - Michael Sweet

Resenha - Hellraiser - Krokus

Resenha - Spit It Out - Naked Beggars

Resenha - Power & The Glory Hole - Faster Pussycat

Resenha - Memorial - Moonspell

Resenha - Mystica - Axel Rudi Pell

Resenha - With Oden On Our Side - Amon Amarth

Resenha - Art Of Balance - Shadows Fall

Resenha - Farsotstider - Thyrfing

Resenha - Mein Rasend Herz - In Extremo

Resenha - Toxic Touch - God Dethroned

Resenha - Brother's Keeper - Fair Warning

Resenha - Lust Stained Despair - Poisonblack

Resenha - War Songs - WarFX

Resenha - Damaging Souls - Across

Resenha - Of Vengeance And Violence - Dry Kill Logic

Resenha - Kiske - Michael Kiske

Resenha - After The Mourning - Blacklist Union

Resenha - Waves Of Visual Decay - Communic

Resenha - A New Darkness Upon Us - Stampin'Ground

Resenha - 667 - Vampires In The Church - St. Madness

Resenha - Rendez-Vous - Rosa Tattooada

Resenha - Welcome - Haven

Resenha - Pact Of Silence - Hyde River

Resenha - Twilight Chronicles - Ten

Resenha - Devastation Of Musculation - Thor

Resenha - Fang Bang - Wednesday 13

Resenha - Welterwerk - Drottnar

Resenha - Monday Morning Apocalypse - Evergrey

Resenha - Nowhere Land - Slamer

Resenha - Celebrators Of Becoming - Therion

Resenha - Rock Did It - Dirty Rig

Resenha - Continuum - Prototype

Resenha - III: In The Eyes Of Fire - Unearth

Resenha - Hundus - Burning Saviours

Resenha - Legend And The Truth - Dezperadoz

Resenha - R ao Contrário - Plebe Rude

Resenha - American Heartbreak - American Heartbreak

Resenha - Truth - Bleeding Through

Resenha - New Black - Strapping Young Lad

Resenha - ...Of Old Wisdom - Andras

Resenha - Ruun - Enslaved

Resenha - Somewhere Along The Highway - Cult Of Luna

Resenha - Stripped - Stephen Pearcy

Resenha - Double X - Bonfire

Resenha - Speak Of The Dead - Rage

Resenha - Monotheist - Celtic Frost

Resenha - Almah - Edu Falaschi

Resenha - Bells Of Doom - Darkager

Resenha - Spirit - Eluveitie

Resenha - Unsaved - Deadstar Assembly

Resenha - Gathering Of The Faithful - Shark Island

Resenha - Darkest Red - Agony Scene

Resenha - Ascendancy - Trivium

Resenha - Slave To The System - Slave To The System

Resenha - Pitch Black Progress - Scar Symmetry

Resenha - Visions World Apart - Predatory

Resenha - DEMOníaca vol. 01 - Cartel da Cevada

Resenha - Mark - Saint

Resenha - Denial of Death - Brain Surgeons NYC

Resenha - We Rule The Night - Midnight Idols

Resenha - When Times Turn Red - Perzonal War

Resenha - Scarecrows - KS3

Resenha - Old Time Revival - Zero Down

Resenha - Let The Tempest Come - Neaera

Resenha - When Excuses Become Antiques - Phoenix Mourning

Resenha - World Asylum - Leatherwolf

Resenha - Clouds Taken By The Wind - Scud

Resenha - King Size - Rockefellers

Resenha - Live Roadkill - Manilla Road

Resenha - IV: Constitution Of Treason - God Forbid

Resenha - Pitch Black Brigade - Vreid

Resenha - Long Time... No Sing - John West

Resenha - Light In The Dark - Metal Church

Resenha - Killswitch Engage - Killswitch Engage

Resenha - Oath Bound - Summoning

Resenha - Hellforces - Majesty

Resenha - Slaves Will Serve - Insane Devotion

Resenha - Black Waltz - Kalmah

Resenha - Bombshell - Hydrogyn

Resenha - I, Monarch - Hate Eternal

Resenha - Time Like Vines - She Said Destroy

Resenha - Metal Black - Venom

Resenha - Scare Yourself - D.A.D.

Resenha - Storm - Theatre of Tragedy

Resenha - A Place Called Bad - Black League

Resenha - Homem Inimigo do Homem - Ratos de Porão

Resenha - Duke - Jorn

Resenha - Rebel Meets Rebel - Rebel Meets Rebel

Resenha - Paradise In Flames - Axxis

Resenha - Violent Divine - Violent Divine

Resenha - A New Day's Dawn - Pure Inc

Resenha - Fury Of Our Maker's Hand - Devildriver

Resenha - Born Again - Warrant

Resenha - Empire Of Dark Salvation - Gothminister

Resenha - Essential Collection 1995 2005 - Ten

Resenha - Dominion Gate - Nightmare

Resenha - Wig Wam - Wig Wamania

Resenha - Enigmatic: Calling - Pagan's Mind

Resenha - Distant Island Universe - Kyle Honea

Resenha - WitchCraftt - Witchcraftt

Resenha - Helleluiah - Ancesttral

Resenha - Fuck The World - Stoner Kings

Resenha - Valley Of Desecreation - Dark Season

Resenha - 12th Level - Scala Mercalli

Resenha - Best Of... And More - Millenium

Resenha - From the Darkness - Mastifal

Resenha - Defleshed - Reclaim The Beat

Resenha - Forty Deuce - Nothing To Lose

Resenha - Aeolian - Ocean

Resenha - Sincerely Yours - Twenty Ripped Angel

Resenha - Wait Of Glory - Proto-Kaw

Resenha - Nosferatu - Bloodbound

Resenha - Chimaira - Chimaira

Resenha - Leave Now!!! - Karma

Resenha - Drama Of The Ages - Jacobs Dream

Resenha - Visions - Ian Parry

Resenha - Craving - Lastpain

Resenha - Inhuman Rampage - Dragonforce

Resenha - Explosive Band Inside - Hard Rocket

Resenha - Thousand Hearts - Temblor

Resenha - Apocaliptic Celebration - Doomsday Ceremony

Resenha - Listen To The Doctors - Dr Sin

Resenha - Sick World - Cruscifire

Resenha - Mythological Occult Metal 91-01 - Absu

Resenha - Primeval Force - Tharaphita

Resenha - For Death & Glory - Thronar

Resenha - Axes 2 Axes - Eddie Ojeda

Resenha - Get Some - Nashville Pussy

Resenha - Eclipse - Amorphis

Resenha - Best Of - Bai Bang

Resenha - Vain City Chronicles - Crest

Resenha - 25 To Live - Grave Digger

Resenha - Unclenching of Fists - Firstborn

Resenha - September EP - Anorexia Nervosa

Resenha - Septem - Winds Of Creation

Resenha - Weakness Sows It's Seeds - Reckoning

Resenha - Pain Exposed - Bloodparade

Resenha - Thrash Killing Machine - Pitch Black

Resenha - Arena - Perpetual Dreams

Resenha - For Yours We Wait - Hematoma

Resenha - Fulminant - Claustrofobia

Resenha - Of Forest And Fire (Special Extended Edition) - Black Jade

Resenha - A Drug For All Seasons - F5

Resenha - Tales From The Strip - L.A. Guns

Resenha - Nightvision - Nightvision

Resenha - Place Vendome - Place Vendome

Resenha - Gathering Wilderness - Primordial

Resenha - Grand Materia - Morgana Lefay

Resenha - 91 Suite - Times They Change

Resenha - Wet Animal - Wet Animal

Resenha - Opposite From Within - Caliban

Resenha - Tinnitus - Backyard Babies

Resenha - Sideshow Symphonies - Arcturus

Resenha - For A Fistful Of Dollars - Soul Doctor

Resenha - 9.0: Live - Slipknot

Resenha - Kings Of Damnation - Black Label Society

Resenha - One Nation Underground - Ill Niño

Resenha - Sagas Of Iceland Vol. 01 - Rebellion

Resenha - Their Rock Is Not Our Rock - Fireball Ministry

Resenha - Incoming Destiny - Spellbound

Resenha - Ophiolatry x Abhorrence - Split CD

Resenha - Non-Human Level - Non-Human Level

Resenha - Stryper - Reborn

Resenha - Recipe For Disaster - Brand New Sin

Resenha - More Live Than Never - Orquídea Negra

Resenha - God The Lux - Vesania

Resenha - Gates Of Hell - Black Rain

Resenha - Summoning Of Hate And Pleasure - Forest Of Demons

Resenha - Alea Lacta Est - Lux Salutis

Resenha - Elegies - Machine Men

Resenha - Puppet On A String - Nikki Puppet

Resenha - Forged By Fire - Firewind

Resenha - Doomfoxx - Doomfoxx

Resenha - Dawn Of Dying - Desperados

Resenha - Foamin'At The Mouth Live - American Dog

Resenha - Nether Hell - Scars

Resenha - Spyeyes - Suprema

Resenha - Deuce - Beautiful Creatures

Resenha - Sliver: The Best Of The Box - Nirvana

Resenha - Starbreaker - Starbreaker

Resenha - Start A War - Static X

Resenha - Intra - Ram-Zet

Resenha - Greatest Hits - Blink 182

Resenha - Scream - Tony Martin

Resenha - Usual Suspects - Joe Lynn Turner

Resenha - Highest Hopes The Best Of - Nightwish

Resenha - Unchain - Unchain

Resenha - Rocked, Wired & Bluesed - Greatest Hits - Cinderella

Resenha - Mission No X - UDO

Resenha - Living On The Edge - Sandalinas

Resenha - Sardonic Wrath - Darkthrone

Resenha - Scream That Tore The Sky - Stargazer

Resenha - From One Who Stopped Dreaming - Obskure

Resenha - Have A Nice Day - Bon Jovi

Resenha - Holy Hell - Rob Rock

Resenha - Inferno Museum - Allhelluja

Resenha - Influences - Clamus

Resenha - Let The Demon Rock 'N' Roll - Edge Of Forever

Resenha - Facada - Facada

Resenha - Obsession - Fear Traders

Resenha - Alice's Inferno - Forever Slave

Resenha - Ember To Inferno - Trivium

Resenha - Greenhouze - Greenhouze

Resenha - Jaywalker - King Bird

Resenha - Better The Devil You Know - Demon

Resenha - Death Comes In 26 Carefully Selected - Impaled Nazarene

Resenha - Pulse of Decay - Hades Almighty

Resenha - 8 Deadly Sins - Manticora

Resenha - Gates Of Fire - Manilla Road

Resenha - How The Great Have Fallen - Raging Speedhorn

Resenha - Interaction - Bruno Rock

Resenha - Primo Victoria - Sabaton

Resenha - Circle Of Life - Freedom Call

Resenha - Hall Of Flame - Edguy

Resenha - Elegy - Leaves Eyes

Resenha - Magic - Apocalypse

Resenha - Five Men Live - Talisman

Resenha - Awaken Pagan Gods - Goddess Of Desire

Resenha - Killing Hopes - Disharmonic Fields

Resenha - Towersound - Towersound

Resenha - A Dark Land - Ynis Vitrin

Resenha - Unknown - Dynahead

Resenha - Behind The Wall - Shattered

Resenha - Super Metal - Powerful

Resenha - Suicide Note - Airhead

Resenha - Echoes From Mind - Fabio Lentola

Resenha - Still Hungry - Twisted Sister

Resenha - From The Cradle To The Stage - Rage

Resenha - Majestic - Gamma Ray

Resenha - Lipservice - Gotthard

Resenha - Trashed, Lost & Strungout - Children Of Bodom

Resenha - Doomsday Machine - Arch Enemy

Resenha - Red, White & Crue - Motley Crue

Resenha - Catch 33 - Meshuggah

Resenha - Funeral Album - Sentenced

Resenha - Dancing With The Dead - Pain

Resenha - Free Fall Into Fear - Trail Of Tears

Resenha - Nattfödd - Finntroll

Resenha - Rising - Shakra

Resenha - Consign To Oblivion - Epica

Resenha - Descent Into Chas - Nightrage

Resenha - Live - A Night To Remember - Evergrey

Resenha - Calling - Statetrooper

Resenha - In Distortion We Trust - Crucified Barbara

Resenha - Colours - NEXX

Resenha - Lost To Apathy - Dark Tranquillity

Resenha - Live! In Europe - Rory Gallagher

Resenha - Last Command - W.A.S.P.

Resenha - To Mega Therion - Celtic Frost

Resenha - Still Life - Still Life

Resenha - Character - Dark Tranquillity

Resenha - Guardiões do Tempo - Guardiões do Tempo

Resenha - Humanure - Cattle Decapitation

Resenha - Last Supper - Grave Digger

Resenha - Accidentaly On Purpose - Gillan & Glover

Resenha - Chapter V: Unbent, Unbowed, Unbroken - Hammerfall

Resenha - Ohmwork - GZR

Resenha - Pure Inc - Pure Inc.

Resenha - Nameless Disease - Old Dead Tree

Resenha - Insomnia - Human Temple

Resenha - Tyranny Of Souls - Bruce Dickinson

Resenha - Evil Or Divine - Live In New York City - Dio

Resenha - Graveyard Classics 2 - Six Feet Under

Resenha - ReliXIV - Overkill

Resenha - Back For My Life - Masterplan

Resenha - Our Cross, Our Sins - Rondinelli

Resenha - Live Album - Grand Funk Railroad

Resenha - Double Live Gonzo! - Ted Nugent

Resenha - Strangers In The Night - UFO

Resenha - Rogues En Vogue - Running Wild

Resenha - Aeronautics - Masterplan

Resenha - Monster Show - Lordi

Resenha - We Have Seem The Enemy And The Enemy Is Us - Enemy Is Us

Resenha - Bring 'Em Bach Alive! - Sebastian Bach

Resenha - Dark Discovery - Evergrey

Resenha - Terrorizer - Dispatched

Resenha - Tattooed Heart - Evidence One

Resenha - Whitchcraft - Thy Devise

Resenha - Tipo Bicho - Matacavalo

Resenha - Blessed Sacred Blast - Fullgore

Resenha - Desert Dreams - Shiva

Resenha - Out To Every Nation - Jorn Lande

Resenha - Houses Of The Molé - Ministry

Resenha - Infinity Chaos - Black Horizon

Resenha - Evil Lives - True Metal Tribute to Black Sabbath

Resenha - Reign Of Light - Samael

Resenha - Alive and Well - Quiet Riot

Resenha - Worlds Apart - Silent Force

Resenha - Sirens - Astarte

Resenha - IV - Kick Axe

Resenha - Saints Will Conquer Live - Armored Saint

Resenha - Metal / Invasion - Manilla Road

Resenha - FWX - Fates Warning

Resenha - Archetype - Fear Factory

Resenha - Demigod - Behemoth

Resenha - Fates Of Norns - Amon Amarth

Resenha - All For You - Annihilator

Resenha - Traces Of Sadness - Vanilla Ninja

Resenha - Enemy Of God - Kreator

Resenha - Slider - T. Rex

Resenha - Court In The Act - Satan

Resenha - Just The Two Of Us... Me and Them - Mindflow

Resenha - Sagovindars Boning - Otyg

Resenha - Black Brick Road - Lake Of Tears

Resenha - War Within - Shadows Fall

Resenha - Kommander of Kãos - WOW

Resenha - Icon - Paradise Lost

Resenha - Free Live - Free

Resenha - Five Man Acoustical Jam - Tesla

Resenha - Just Inside My Head? - Exit 11

Resenha - Art Of Dying - Death Angel

Resenha - Slave To The Grind - Skid Row

Resenha - Faster Pussycat - Faster Pussycat

Resenha - Neon God Part 2; The Demise - W.A.S.P.

Resenha - Loco Gringos Have a Party - vários

Resenha - Firestorm - Tvangeste

Resenha - Nymphetamine - Cradle Of Filth

Resenha - Inferno - Motorhead

Resenha - End Of Heartache - Killswitch Engage

Resenha - Serpent's Embrace - Agathodaimon

Resenha - Memories Of An Evolution - K-Again

Resenha - Menki - Menki

Resenha - Lovelorn - Leave's Eyes

Resenha - Exposures In Retrospect And Denial - Dark Tranquility

Resenha - Sanctus Diavolos - Rotting Christ

Resenha - Ampeauty - Pungent Stench

Resenha - Grimjaur - Siebenburgen

Resenha - This Is Hell - Dimension Zero

Resenha - Tales Of A Holy Quest - Storyteller

Resenha - Volume One - Hellfueled

Resenha - Blot - Einherjer

Resenha - Arrival - Hypocrisy

Resenha - Inner Circle - Evergrey

Resenha - Wuthering Heights - Far From The Madding Crowd

Resenha - An Elixir For Existence - Sirenia

Resenha - Focusing Blur - Vintersorg

Resenha - Strykes - Blackfoot

Resenha - W.A.S.P. - W.A.S.P.

Resenha - Live - Foghat

Resenha - Momentum - Enne

Resenha - Broken Dreams - Triarchy

Resenha - Exceptional - Wicked Sensation

Resenha - Welcome To Illusion - Shylock

Resenha - Fiendish Regression - Grave

Resenha - A Letter From Hell - Trator

Resenha - Generacion Perdida - Corazones Muertos

Resenha - Dead Eyes See No Future EP - Arch Enemy

Resenha - Revolver - Haunted

Resenha - Down - Sentenced

Resenha - Overload - Harem Scarem

Resenha - Stabbing The Drama - Soilwork

Resenha - Frail Words Collapse - As I lay Dying

Resenha - Cradle Of Filth - Nymphetamine - Nova Edição Dupla

Resenha - Sworn Allegiance - Unleashed

Resenha - Ashes - Tristania

Resenha - Loreia - Siebenburgen

Resenha - Beast - Vader

Resenha - Fates Of Norns - Amon Amarth

Resenha - Armageddon, Mon Amour - Hearse

Resenha - Atlantis - Atrocity

Resenha - Cast Into Fields Of Evil Pleasure - Illnath

Thin Lizzy: Somente 25% de Live And Dangerous é ao-vivoThin Lizzy
Somente 25% de "Live And Dangerous" é ao-vivo

Resenha - Sirenian Shores - Sirenia

Resenhas de Shows

Glenn Hughes: review e fotos do show em FlorianópolisGlenn Hughes
Review e fotos do show em Florianópolis

Joe Lynn Turner: ótima noite para os amantes do Hard RockJoe Lynn Turner
ótima noite para os amantes do Hard Rock

Maiores e Melhores

Melhores de 2012: as escolhas do redator Ben Ami ScopinhoMelhores de 2012
As escolhas do redator Ben Ami Scopinho

Melhores 2011: as escolhas de Ben Ami Scopinho

Ben Ami Scopinho: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net