Resenha - Still Hungry - Twisted Sister

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10


Quem diria que um moleque viu um vídeo-clipe do Twisted Sister no Fantástico há vinte anos, juntou grana para comprar o vinil "Stay Hungry" e gravou inúmeras fitas cassetes para seus colegas estaria hoje escrevendo algumas linhas aqui no Whiplash sobre o mesmo disco todo regravado depois de tanto tempo...

Doentio: Black Metal composto apenas com gritos de pacientes loucosOops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para os que vivem nas cavernas e não conhecem o Twisted Sister, digo que este quinteto norte-americano foi um dos grandes ícones do hard metal dos anos 80, com suas letras sarcásticas, fantasias que os tornavam muito parecidos a drag queens e clipes inesquecíveis. "Stay Hungry" é seu terceiro álbum e o de maior sucesso, gravado em 1984 e que possui dois grandes clássicos imediatos: "We're Not Gonna Take It" e "I Wanna Rock", canções reverenciadas até os dias de hoje.

A banda lançou ainda mais dois álbuns de estúdio, porém a química entre seus membros já estava desgastada e acabaram por se separar, deixando milhões de saudosos fãs pelo globo. Há alguns anos o Twisted Sister ensaia uma volta à ativa com a mesma formação dos velhos tempos, ou seja, Dee Snider (voz), Jay Jay (guitarra), Eddie Ojeda (guitarra), Mark Mendoza (baixo) e A. J. Pero (bateria). Para celebrar a decisão do retorno, nada como regravar seu histórico registro por completo e acrescentar um monte de canções-extras.

Rebatizado de "Still Hungry", as velhas canções possuem agora algumas pequenas diferenças, em especial nos solos de guitarras e na bateria. Sob a produção de Mark Mendoza (a versão original ficou aos cuidados do excelente Tom Werman), as músicas estão um pouco mais polidas e diretas, mas nada que as diferencie muito das versões originais, o que seria obviamente um grande erro.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

As faixas-bônus são muito boas e não ficam devendo nada às outras canções de "Still Hungry". Todas mantém aquela pegada rock'n'roll com Heavy Metal ora nervoso, ora alto astral e conseguem manter a unidade no CD como um todo. As canções inéditas "Never Say Never" e "Blastin'Fast & Loud" são excelentes sobras das sessões de 1984 e que foram regravadas para esta ocasião.

"Come Back", "Plastic Money", "You Know I Cry" e "Rock'n'Roll Saviers" foram finalmente gravadas em estúdio. Estas canções saíram somente em versões ao vivo nos bootlegs que o Twisted Sister lançou há anos e merecem constar neste registro. E fechando o disco, temos "Heroes Are Hard To Find", música gravada em 2000 e que foi incluída na trilha sonora do filme "Strangeland" estrelado por Dee Snider. Apesar de ser uma boa faixa, é bem mais acessível que o restante do CD.

O projeto gráfico original foi controlado pelos tubarões da indústria musical oitentista. Nesta época, Dee Snider era o personagem central e aparecia na capa segurando uma ossão com restos de carne. Depois de tanto tempo sai a concepção gráfica mais próxima da idéia original que o Twisted Sister queria, com toda a banda numa casa em ruínas na capa, tendo acima de seus integrantes o conjunto maquiado, mantendo a idéia de cinco caras "fudidos" que sonhavam em ser "rock stars".

Apesar de amados por inúmeros fãs, muitos destes teceram críticas quanto às mudanças que o Twisted Sister colocou em canções clássicas. Oras, convenhamos... Eles são os criadores de sua música, é natural que depois de duas décadas tenham ocorrido estas pequeninas modificações. A energia é praticamente a mesma! Para ilustrar isso, cito um claro exemplo bastante pessoal - Durante minha audição preliminar para escrever estas linhas, chega uma garotinha de 12 anos que diz: "Pô, pai, que música legal!!! Quem toca?"

Percebem o que é uma canção mágica e atemporal? Depois de tanto tempo ainda conquista as novas gerações. Basta dizer que esta menina apresentou "Still Hungry" para seus amigos e que alguns destes adoraram. A passagem do tempo muda praticamente tudo na vida, mas o fascínio pelo que é bom permanece inalterado.

TWISTED SISTER - Still Hungry
(2004 / Spitfire Records - 2005 / Hellion Records)

01. Stay Hungry
02. We're Not Gonna Take It
03. Burn In Hell
04. Horror Teria
05. I Wanna Rock
06. The Price
07. Don't Let Me Down
08. The Beast
09. S.M.F.

Faixas-bônus

10. Never Say Never
11. Blastin' Fast And Loud
12. Come Back
13. Plastic Money
14. You Know I Cry
15. Rock' n' Roll Saviors
16. Hereos Are Hard To Find

Homepage: www.twistedsister.com


Outras resenhas de Still Hungry - Twisted Sister

Resenha - Still Hungry - Twisted Sister



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Twisted Sister"


Twisted Sister: a década perdida que poucos conhecemTwisted Sister
A década perdida que poucos conhecem

Dee Snider: cantor critica Cannibal Corpse, mas pede desculpasDee Snider
Cantor critica Cannibal Corpse, mas pede desculpas


Doentio: Black Metal composto apenas com gritos de pacientes loucosDoentio
Black Metal composto apenas com gritos de pacientes loucos

Oops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicosOops!
10 erros eternizados em gravações de clássicos


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline