Slaver: raízes fincadas lá na prolífica década de 1980

Resenha - Infected By Thrash - Slaver

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

7


Outra banda venenosa com suas raízes totalmente fincadas lá na prolífica década de 1980! Nativo de Brasília (DF), o Slaver – a aparente devoção àquele ‘outro’ Slayer é mera coincidência, ok? – está na ativa desde 2005, mas vem conquistando seu espaço depois do lançamento da demo "Thrash Forces" (puta capa legal, bicho!), liberada em 2006.

Essa demo abriu as portas para, em 2007, o Slaver participar do split "Brazilian Thrash Massacre" junto com o Wardeth, Serial Killer e Beyond The Grave – material que, além do formato CD, também foi lançado em cassete, é mole?!? Mas a banda não parou por aí. Nesse mesmo ano emplacou também a faixa "Nuclear Atack" na coletânea "Thrash Metal Warriors", que alcançou território norte-americano e europeu.

publicidade

Agora chegou a vez do EP "Infected By Thrash", que comprova que seus músicos progrediram consideravelmente. As novas canções estão bem melhores e convencem pelas atitudes ásperas, dinâmicas e, principalmente, apressadas. Ainda que o grande destaque fique por conta de uma faixa-título que fatalmente deverá incendiar o público, o repertório se mantém respeitável graças a boas canções como "Toxic Beer" e "Thrash Force".

publicidade

Após as gravações, infelizmente o conjunto sofreu alteração em metade de sua formação. Sobrou para Cambito (voz e guitarra) e Pipo (baixo) correrem atrás do prejuízo e atualmente o Slaver é um trio que conta com a bateria de Rômulo (Massacre Bestial). Vamos esperar para ver como será a química agora...

De qualquer forma, as seis canções de "Infected By Thrash" são contagiantes e possuem muitos atrativos para o headbanger se divertir tomando as indispensáveis cervejas ao lado de seus bons amigos. Bastante indicado aos fanáticos por Kreator, Destruction, Exodus e Nuclear Assault, que são algumas das influências perceptíveis por aqui.

publicidade

Contato: www.myspace.com/slaverthrash

Formação:
Marcio Cambito - voz e guitarra
Luiz - guitarra
Neto Pipo - baixo
Téo Slaughter - bateria

Slaver - Infected By Thrash
(2009 / Violent Mosh Records - nacional)

01. Infernal Holocaust
02. Infected By Thrash
03. Radioactive Disaster
04. Toxic Beer
05. Thrash Forces
06. Nuclear Attack




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Mulheres no Rock: as mais importantes segundo rádio inglesaMulheres no Rock
As mais importantes segundo rádio inglesa

Slash: guitarrista escolhe seus riffs favoritosSlash
Guitarrista escolhe seus riffs favoritos


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin