Matérias Mais Lidas

imagemO hit da Legião Urbana cuja letra fala sobre esperança de Renato em se curar da AIDS

imagem"Babá de Artista" do Rock in Rio diz que Iron Maiden não dá trabalho e são "gentleman"

imagemTom Morello explica por que o RATM se reúne, mas não lança novas músicas

imagemMax e Iggor convidam Jairo, detonam no Rio e alfinetam: "Verdadeiro Sepultura"

imagemA lenda do Rock que se arrepende de nunca ter dormido com Jimi Hendrix

imagemMetallica e as duas músicas do "Black Album" que retratam traumas de James Hetfield

imagemNando Reis e a enigmática música que ele queria usar para seduzir Marisa Monte

imagemDinho lembra quando entrevistou Robert Plant sem poder falar sobre Led Zeppelin

imagemQuando Slash tentou entrar pro Kiss mas foi rejeitado por um motivo cruel

imagemPearl Jam: guitarrista se empolga e destrói equipamento e site faz conta do prejuízo

imagemPodcast diz que prática comum no black metal hoje seria "coisa de esquerdomacho"

imagemO hit dos Engenheiros do Hawaii com citação de canção soviética sobre defender a pátria

imagemPink Floyd: Roger Waters relembra a última vez que viu Syd Barrett

imagemRoger Waters defende Rússia e China e ataca EUA em entrevista

imagemPrika explica critérios para entrar na Nervosa: "Fascista na minha banda não toca!"


Dream Theater 2022

Astafix: fruto das brigas internas no CPM22

Por Ben Ami Scopinho
Em 09/03/10

Quem diria que, um dia, um dos caras do CPM22 iria gerar um grupo furioso como o Astafix... Wally reuniu um time de ótimos músicos – o guitarrista Paulo Schroeber (Almah), o baixista Ayka (Chipset Zero) e o baterista Thiago Caurio – e liberou um álbum de estréia que responde pelo título "End Ever", que é puro Heavy Metal com grande aproximação de sua faceta extrema, e que mostra como o guitarrista estava artisticamente deslocado em sua ex-banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O trabalho é respeitável e vem chamando a atenção da mídia especializada, e o Whiplash! foi saber um pouco mais sobre a banda. Mas só um pouco, pois, como é de conhecimento de (quase) todos, Wally tem grande propensão a respostas curtas e diretas!

Whiplash!: Olá Wally. Antes de mais nada, quero parabenizá-lo pelo álbum "End Ever", que está matador! Bom, gostaria de começar nosso papo pelo óbvio: desavenças pessoais, musicais, decepção com a indústria fonográfica... Algo que nunca ficou claro foi o real motivo de sua saída do CPM22. O que aconteceu, afinal?

Wally: Valeu velho! Fiquei muito satisfeito com o resultado final de "End Ever". Falando sobre a minha saída, foi uma soma de tudo o que rolou nos últimos anos, o desgaste da convivência, brigas internas, eu pensava muito diferente e por isso decidi seguir o meu caminho.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Whiplash!: É claro que você deve manter seus contatos na indústria musical, mas, considerando toda a estrutura por trás do sucesso comercial de sua antiga banda, como é recomeçar do zero, e com uma sonoridade tão anticomercial como a do Astafix? Quais os prós e contras em ser uma banda independente no Brasil?

Wally: É ducaralho! Estou fazendo algo que me agrada, então eu acho que isso já vale muito a pena. Os prós são a liberdade de compor e gravar, do seu jeito, sem pressões externas. Os contras são a falta de espaço em geral, como tocar em rádios e TV.

Whiplash!: "End Ever" vem tendo uma excelente recepção por parte do público e mídia especializada, e sei que muitos consideram o Astafix como uma das revelações de 2009. Neste sentido, nenhum selo ou gravadora se dispôs a lançar o disco?

Wally: O "End Ever" está sendo distribuído pela Voice Music no Brasil, e estamos fazendo contatos para tentar distribuir o disco em outros países.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Whiplash!: O fato de o guitarrista Paulo Schroeber (Almah) e o baterista Thiago Caurio morarem na distante Caxias do Sul (RS), não atrapalha os ensaios e criação de novas canções?

Wally: Não atrapalha, a gente acaba se encontrando todo mês e fazemos alguns ensaios, e existem planos de eles se mudarem para SP em breve.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Whiplash!: Agora que o Astafix é uma banda real, qual o caminho a seguir? Vocês possuem alguma preocupação em desenvolver um estilo próprio ou continuarão com a liberdade de flutuar por vários subgêneros mais extremos do Heavy Metal, como foi apresentado no repertório de "End Ever"?

Wally: Com certeza vamos sempre estar inovando nosso som, procurando cada vez mais um estilo próprio.

Whiplash!: "End Ever" é um tanto quanto pessimista em relação ao rumo que a raça humana vem seguindo. Para você, em sua posição como músico, é importante explicitar toda essa desesperança, ou esses temas estão aí, superficiais, apenas para complementar todo o clima sombrio das composições?

Wally: Sim, e muito importante. O mundo está doente!

Whiplash!: O Astafix realizou sua primeira apresentação no Festival Palco do Rock, em pleno carnaval de Salvador (BA). Como foi a reação do público ao novo estilo musical que você adotou? Suponho que muitos não aceitem um cara que passou por uma banda que fez grande sucesso comercial entre o público adolescente esteja agora tocando um Heavy Metal tão denso, não?

Wally: A aceitação do público foi muito boa. O Astafix é uma banda nova, tenho músicos espetaculares ao meu lado. Acho que o público, em sua grande maioria, vê desse jeito.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Whiplash!: Os formatos digitais veem preocupando escritores, cineastas e, principalmente, os músicos. É consenso que a internet ajuda em muito a divulgação das novas bandas, mas o quanto você acha que os downloads ilegais realmente prejudicam a profissionalização do artista?

Wally: Eles prejudicam muito, mas até agora todos parecem estar perdidos em relação ao futuro da música, gravadoras, artistas. O que fazer? E uma questão bem complicada.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Whiplash!: E os planos para 2010? Turnês, novo álbum, o que o público pode esperar por parte do Astafix?

Wally: Shows. Queremos mostrar agora o "End Ever" ao vivo.

Whiplash!: Ok, cara. O Whiplash! agradece pela entrevista. O espaço é de vocês para os comentários finais.

Wally: Valeu todos do Whiplash! E todos que curtem o Astafix!

Contato: www.myspace.com/astafix

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Ultimate Classic Rock: os 100 maiores clássicos do rock

Supergrupos: Os melhores e piores na opinião da Metal Hammer


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.