Resenha - Exposures In Retrospect And Denial - Dark Tranquility

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  


O sueco Dark Tranquility, ao lado de In Flames e At The Gates, foram os responsáveis diretos pela explosão do chamado death metal melódico ou Gothenburg Sound em meados dos anos 90. Sua carreira começou em 1989, inclusive com Anders Fridén, atual voz do In Flames, cantando no Dark Tranquility. O tempo foi passando, algumas poucas e naturais mudanças ocorreram na formação e na sua música; no death metal foram acrescentados teclados e muitas melodias, forjando um novo estilo e conseguindo ultrapassar as fronteiras de seu país.

publicidade

E hoje, com o Mikael Stanne nas vozes, Niklas Sundin e Michael Niklasson nas guitarras, Martin Henriksson no baixo, Martin Brandstrom nos teclados e Anders Jivarp na bateria, o Dark Tranquility, com oito álbuns de estúdio, vem comemorar seu 15º aniversário, colocando no mercado o CD duplo especial "Exposures In Retrospect And Denial".

O disco número um traz em mais de 60 minutos ótimas faixas inéditas e também canções que somente saíram em edições limitadas, todas retiradas das seções de gravação de seus três últimos álbuns: a fase em que a banda começou a ter flertes com o gótico no álbum "Projector" (99), das excelentes linhas de teclados e refinado peso no "Haven" (00) e a volta à agressividade melódica das origens no "Damage Done" (02). Ainda apresenta canções que realmente estavam no limbo, retiradas da antiga fita-demo "Trail Of Life Decayed" de 1991 e do EP 7" chamado "A Moonclad Reflection" de 1992, com canções de puro e simples death metal e com isso observamos como a banda evoluiu em termos de composições e melodias com o passar dos anos.

publicidade

Já o disco dois, esse é um rolo-compressor ao vivo, em canções captadas das gravações de seu DVD "Live Damage" num show na Polônia em 2002. São mais de 70 minutos de pura energia, peso e grandes melodias, onde se percebe claramente o entrosamento e a descontração dos músicos, não podendo deixar de mencionar a estupenda voz de Stanne, uma das melhores neste estilo. As músicas aqui apresentadas não englobam seus dois primeiros discos, provavelmente pelo fato do Dark Tranquility ainda não ter definido o estilo que o consagrou nestes álbuns.

publicidade

"Exposures In Retrospect And Denial" é uma celebração de perseverança, muita vontade de não se limitar artisticamente e um presentão para os fãs e para quem não conhece o trabalho desta grande banda.

DARK TRANQUILITY – Exposures In Retrospect And Denial
(2004 – Century Media)

DISC 1 (rare & unreleased):
1. Static
2. The Poison Well
3. Misery In Me
4. In Sight
5. Cornered
6. Exposure
7. No-One
8. Yesterworld
9. Unfurled By Dawn
10. Midwinter/Beyond Enlightenment
11. Vernal Awakening
12. Void Of Tranquility

publicidade

DISC 2 (live):
1. The Wonders At Your Feet
2. The Treason Wall
3. Hedon
4. White Noise/Black Silence
5. Haven
6. Punish My Heaven
7. Monochromatic Stains
8. Indifferent Suns
9. Format C: For Cortex
10. Insanity's Crescendo
11. Hours Passed In Exile
12. Sun Fired Blanks, The
13. Damage Done
14. Lethe
15. Not Built To Last
16. ThereIn
17. Zodijackyl Light
18. Final Resistance
19. Ex Nihilo

Home Page
http://www.darktranquillity.com

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Dark Tranquillity: banda lança "Identical To None", música do próximo álbum

Dark Tranquility: banda divulga a primeira música do próximo álbum de estúdio

Dark Tranquillity: Moment, novo álbum da banda, será lançado em novembro


Metal sueco: site elege as dez melhores bandas da SuéciaMetal sueco
Site elege as dez melhores bandas da Suécia


Metallica: os fantasticos carros de James HetfieldMetallica
Os fantasticos carros de James Hetfield

Frances Bean Cobain: assustada com tatuagem de fãFrances Bean Cobain
Assustada com tatuagem de fã


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin