Resenha - World Asylum - Leatherwolf

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Oras, vejam... quem está vivo sempre aparece! O Leatherwolf foi uma das muitas bandas cheias de potencial que apareceram nos idos anos 80 e, inclusive nós, brasileiros, fomos brindados em 84 com o lançamento de seu primeiro EP auto-intitulado (um discão!). Mas nunca estouraram realmente, e as mudanças com sua formação - passaram cinco vocalistas pela banda - sempre prejudicaram uma continuidade que pudesse fazer alguma diferença para a carreira destes norte-americanos.

Paul Está Morto?: Um Beatle morreu em 1964? O maior boato da históriaMotorhead: Segundo Lemmy Kilmister, "Rap não é música"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Apesar de tudo, o Leatherwolf sempre conseguiu separar as coisas, nunca deixando que os problemas prejudicassem sua música. A qualidade de seus discos sempre foi inquestionável, tanto que os caras até colocaram a faixa "Alone In The Dark" na trilha sonora do filme Living Dead II.

Depois de apenas 17 anos afastados dos estúdios (mas continuando a liberar demos e álbuns ao vivo), a potência sonora continua em "World Asylum", seu quinto registro que, como não poderia deixar de ser, traz novos integrantes, sendo que atualmente a banda conta com Wade Black (Crimson Glory, Seven Witches), Carey Howe (guitarra), Pete Perez (baixo - Riot, Spastic Ink), Geoff Gayer (guitarra) e Dean Roberts (bateria), sendo estes dois últimos os únicos membros da formação original.

E não é que, mesmo mudando sua direção sonora, o pessoal continua em grande forma? "World Asylum" se afasta um pouco das melodias e parte para um peso absurdo, com arranjos bem mais power metal, veloz e direto, e há ainda alguns elementos progressivos, algo impensável há 20 anos. Em meio a tudo isso, Wade se mostra esforçado e também faz um trabalho muito bom no microfone.

A sequência de faixas "I Am The Law ", numa abertura matadora e repleta de solos, "King Of The Ward" e "Behind The Gun", mostram muito bem o fôlego dos músicos, cujo pique segue alto em praticamente todo o disco. E, em termos de fôlego, é de espantar os solos de Gayer, um verdadeiro mestre nas seis cordas.

Depois de tanto tempo, o Leatherwolf parece dar a volta por cima, se renovando de forma agradável e honrando o apelido que ganhou de forma merecida nos velhos tempos: "Triple Axe Attack". Muito indicado a quem curte Heavy Metal visceral, feito por veteranos.

Leatherwolf - World Asylum
(2006 / Massacre Records - importado)

01. I Am The Law
02. King Of The Ward
03. Behind The Gun
04. Live Or Die
05. Disconnect
06. Dr. Wicked (Rx O.D.)
07. Institutions
08. Derailed
09. The Grail
10. Never Again

Homepage: www.leatherwolfmusic.com

Nota: 08




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Leather Wolf"


Paul Está Morto?: Um Beatle morreu em 1964? O maior boato da históriaPaul Está Morto?
Um Beatle morreu em 1964? O maior boato da história

Motorhead: Segundo Lemmy Kilmister, Rap não é músicaMotorhead
Segundo Lemmy Kilmister, "Rap não é música"


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336