Rhevan: quando o trabalho honesto gera frutos

Resenha - One More Last Attempt - Rhevan

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Quem acompanha a trajetória do Rhevan deste o discreto “Perpetually” (09), sabe as dificuldades de uma banda que se prontifica a executar Symphonic Gothic Metal em pleno Mato Grosso do Sul. Mas o conjunto manteve-se atuante, liberando EPs, encarando os palcos até mesmo do Paraguai, e toda esta dedicação rendeu a participação na comentada coletânea “Hellstouch”, promovida pela Shinigami Records em meados de 2012.

5000 acessosMetallica: Jason explica o baixo apagado de And Justice For All5000 acessosAndre Matos: o que ele faria se fosse mulher por um dia?

E não deu outra: após a coletânea chegar ao mercado, a própria Shinigami se prontificou a firmar parceria para o lançamento de um disco com a qualidade que o Rhevan almejava há anos. “One More Last Attempt” segue ainda mais refinado e com maior e natural preocupação para com os detalhes, mas mantendo exatamente a mesma proposta, fisgando o padrão melódico, vocalizações contrastantes e orquestrações que caracterizam ícones como Nightwish, Within Temptation e Epica.

Independente das influências, o Rhevan faz por merecer muitos elogios pelo seu grande poder comunicativo. Destaques imediatos vão para a incisiva abertura “Brute Instinct” e a já conhecida (mas ainda memorável) “One More Last Attempt”. E o repertório segue digno de cuidadosa atenção, em especial pela ambiciosa “Gothic Love Affair”, com nada menos do que 13 minutos para encerrar a audição de forma grandiosa.

O áudio novamente ficou aos cuidados do baixista Aldo Carmine no Anubis Estúdio, em Campo Grande (MS), que resultou na equilibrada presença de cada instrumento, com a polidez necessária e sem perder o fator distorção. Aliás, enquanto produto, “One More Last Attempt” somente peca pela falta de unidade do projeto gráfico, uma verdadeira colcha de retalhos com a presença das imagens que ilustraram seus antigos registros.

De qualquer forma, este é um trabalho honesto, com o Rhevan provando aos céticos que o trabalho duro poder, sim, gerar os merecidos frutos. Dúvidas quanto a isso? Bom, há algumas semanas o grupo assinou contrato com a gravadora alemã Metal Del Mundo para o lançamento deste álbum e também o do já citado debut "Perpetually", que alcançarão várias nações pelo globo. É por aí, pessoal!

Contato:
http://www.rhevan.com
http://www.myspace.com/rhevan

Formação:
Dani Navarro - voz
Thiago Azevedo - guitarra e voz
Gleydson Keyler - guitarra
Aldo Carmine - baixo
Matheus Mattos - bateria

Rhevan - One More Last Attempt
(2012 / Shinigami Records – nacional)

01. Brute Instinct
02. Disguised
03. One More Last Attempt
04. Dark Sunrise
05. Mistake Number Five
06. Couldn´t Read Your Lies
07. Drunk With The Blood Of Saints
08. Lady Of The Forest
09. Sleep, Sleep Quietly
10. The Dungeon
11. Rainland
12. You Parasite
13. Gothic Love Affair

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net

Outras resenhas de One More Last Attempt - Rhevan

457 acessosRhevan: eles não reinventam o estilo, nem têm intenção594 acessosRhevan: Gothic/Simphonic Metal de qualidade!384 acessosRhevan: Esforços para se posicionar no chamado Gothic Metal


0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Rhevan"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Rhevan"


MetallicaMetallica
Jason explica o baixo apagado de And Justice For All

Andre MatosAndre Matos
O que ele faria se fosse mulher por um dia?

Classic Rock MagazineClassic Rock Magazine
Os piores discos das grandes bandas

5000 acessosMegadeth: o guitarrista que poderia ter ficado com a vaga de Kiko5000 acessosQuentin Tarantino: o Top 5 do rock n' roll na carreira dele5000 acessosChildren Of Bodom: Natal, comilança, álcool e chutes no saco5000 acessosThe Beatles: John quis Eric Clapton no lugar de George5000 acessosBlack Sabbath: quem é Mick Wall, o cara que "detonou" a banda?5000 acessosSlipknot: o que Joey Jordison achou do álbum gravado sem ele?

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 29 de novembro de 2012


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.