Tribuzy: na história do Heavy Metal brasileiro

Resenha - Execution Live Reunion - Tribuzy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

8


Gostem ou não da idéia, Tribuzy garantiu uma boa posição na história do Heavy Metal brasileiro com o disco "Execution" (05). E não somente pelas participações de Bruce Dickinson, Michael Kiske, Matt Sinner, Roland Grapow, etc, etc... As canções eram realmente excelentes e foram devidamente elogiadas ao redor do globo. Mesmo assim, na época achei que seria pouco provável acertar as agendas de tantas estrelas e colocá-las sobre o mesmo palco para os shows ao vivo.

Mas não é que o carioca Renato Tribuzy conseguiu este feito, arregimentando a maioria dos convidados que colaboraram em estúdio? Gravado em 12 de novembro de 2005 no Credicard Hall (SP), produzido por Roy Z e o próprio Renato, "Execution Live Reunion" apresenta o mesmo repertório do álbum de estúdio, com as faixas numa seqüência diferente e ainda contando com "The Means", um bônus acústico de estúdio originalmente liberado somente para a versão japonesa de "Execution".

publicidade

E sua audição parece uma viagem de retorno ao tempo, tal a influência que a energia e peso do metal clássico e oitentista exerce em suas composições, ainda que haja seus momentos mais progressivos e thrash. Renato se esforça para inflamar a platéia, que dá as devidas boas-vindas a cada convidado que entra no palco, onde quem obteve a aclamação mais calorosa foi, compreensivelmente, Bruce Dickinson, que correspondeu com o carisma que lhe é peculiar.

publicidade

Se os duetos entre os convidados, os solos, os refrões – e que refrões! – praticamente tudo, consegue arrancar aquele sorriso de satisfação de quem está apenas escutando o CD – então imaginem a reação da platéia que estava assistindo tudo ao vivo! Como o próprio Renato Tribuzy disse durante a apresentação, "... os caras viajaram horas e horas no oceano para estar com vocês...", então o negócio é curtir um bom show, bem gravado e executado.

publicidade

Para o Renato em particular, este terá muita história para contar a seus filhos e netos, tendo como prova sua música e imagens ao lado de personalidades que, mesmo num mundo de negócios, se mostram felizes por tocar para aquela que é reconhecida mundialmente como uma das platéias que mais dá vazão ao que sente em relação à música – seja qual for ela.

publicidade

... Pena que a grande jam, onde todos os músicos envolvidos neste show participaram do cover de "Tush" (ZZ Top), ficou de fora do CD, constando apenas no DVD...

Formação:
Renato Tribuzy – voz
Gustavo Silveira – guitarra
Frank Schieber – guitarra
Ivan Guilhon – baixo
Flávio Pascarillo – bateria

Participações Especiais:
Bruce Dickinson – voz
Ralph Scheepers – voz
Matt Sinner – voz e baixo
Kiko Loureiro – guitarra
Andréas Kisser – guitarra
Roland Grapow – guitarra
Roy Z – guitarra
Chris Dale – baixo
Sydney Sohn – teclados

publicidade

Tribuzy - Execution Live Reunion
(2007 / Hellion Records – nacional)

01. Intro
02. Aggressive
03. Divine Disgrace
04. The Attempt
05. Forgotten Time (com Kiko Loureiro)
06. Nature Of Evil (com Mat Sinner)
07. Absolution (com Ralph Scheepers e Roland Grapow)
08. Web Of Life (com Roland Grapow)
09. Execution (com Kiko Loureiro)
10. Beast In The Light (com Bruce Dickinson e Roy Z)
11. The Means

publicidade

Homepage: www.tribuzy.com

Nota: 08


Outras resenhas de Execution Live Reunion - Tribuzy

Tribuzy: DVD para qualquer pessoa que curta heavy metal

Tribuzy: estrelas do metal mundial em show histórico

Tribuzy: DVD bem feito contendo um show coeso

Tribuzy: registro de um dos melhores shows do Brasil




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Andre Matos: covers de Iron e Manowar com Dreadnox e Tribuzy em 1995Andre Matos
Covers de Iron e Manowar com Dreadnox e Tribuzy em 1995

Heavy Metal: 50 lições para ser um vocalista brasileiro do gêneroHeavy Metal
50 lições para ser um vocalista brasileiro do gênero


Top 10: dez roqueiros que se foram aos 27 anos de idadeTop 10
Dez roqueiros que se foram aos 27 anos de idade

A História Impopular dos Rolling StonesA História Impopular dos Rolling Stones


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin