Paradise Lost: 12º trabalho de uma controversa discografia

Resenha - Faith Divides Us; Death Unites Us - Paradise Lost

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Na ativa desde 1988, já não é mais mistério para ninguém que o Paradise Lost foi, a partir de certo ponto de sua carreira, modificando gradualmente sua sonoridade e emplacando alguns clássicos do chamado Gothic Doom Metal pelo caminho. Ainda que muitos de seus admiradores ficassem relutantes com vários de seus álbuns em função da acentuada veia pop apresentada, os ingleses seguiram adiante e agora estão liberando o 12º trabalho de sua controversa discografia.

Paradise Lost: banda começará a gravar novo álbum neste mêsDemonstrações de afeto: fotos de rockstars que já se beijaram, parte 1

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O inteligente nome de batismo do disco já mostra toda a esperança depositada na tal confraternização humana: "Faith Divides Us - Death Unites Us". E é com esse pessimismo que o Paradise Lost removeu a maioria daquele insistente pesadelo pop para investir com força na solene opressão dos arranjos Doom, tão bem empregado nos anos 1990. Ou seja, a abordagem é novamente pesada, inclusive reduzindo consideravelmente o papel evocativo que seus refrões possuíam.

Para tal, o guitarrista Gregor Mackintosh demonstra inspiração em riffs com aquele teor áspero tipicamente metálico - inclusive há passagens mais rápidas do que se poderia esperar - com uma abundância de melodias obscuras e, quem diria, até mostrou serviço ao despejar alguns solos por aqui... Nick Holmes continua interpretando com toda a versatilidade desenvolvida nas últimas duas décadas, indo do limpo e novamente usando linhas ásperas quando necessário.

Assim sendo, a maior parte do repertório é dono de ótimas composições, tendo na bem selecionada abertura "As Horizons End" e na mais complexa "Living With Scars" claros exemplos de uma maturidade que geralmente somente os veteranos possuem. É claro que uma banda como o Paradise Lost não iria abandonar as canções mais amenas, onde "Last Regret" e a derradeira "In Truth" são as responsáveis por carregar toda uma poderosa atmosfera amarga.

Ainda que também traga alguns elementos mais modernos, a tendência de "Faith Divides Us - Death Unites Us" é não se desviar da fórmula utilizada nos discos anteriores do Paradise Lost. Pode não possuir a imensidão austera de uma obra-prima como "Draconian Times" (95), mas inegavelmente é um registro tão emocional quanto. Uma respeitável aquisição para os amantes do Doom e Gótico!

Contato:
http://www.paradiselost.co.uk
http://www.myspace.com/paradiselostuk

Formação:
Nick Holmes - voz
Gregor Mackintosh - guitarra
Aaron Aedy - guitarra
Stephen Edmondson - baixo
Peter Damin - bateria

Paradise Lost Faith Divides Us - Death Unites Us
(2009 / Century Media Records - importado)

01. As Horizons End
02. I Remain
03. First Light
04. Frailty
05. Faith Divides Us, Death Unites Us
06. The Rise Of Denial
07. Living With Scars
08. Last Regret
09. Universal Dream
10. In Truth




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Paradise Lost"


Paradise Lost: banda começará a gravar novo álbum neste mês

Bandas extremas: 10 álbuns que causaram surpresaBandas extremas
10 álbuns que causaram surpresa

Capas: mais feias e ridículas feitas por artistas dos quadrinhosCapas
Mais feias e ridículas feitas por artistas dos quadrinhos


Demonstrações de afeto: fotos de rockstars que já se beijaram, parte 1Demonstrações de afeto
Fotos de rockstars que já se beijaram, parte 1

Iron Maiden: os álbuns da banda, do pior para o melhorIron Maiden
Os álbuns da banda, do pior para o melhor


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adGoo336