Ansata: técnica não sobrepuja a vazão de sentimentos

Resenha - Crux Ansata - Ansata

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Mais uma excelente banda estreando em disco! Natural de Piracicaba (SP) e tendo sua trajetória se iniciado em 1997, o Ansata também enfrentou várias mudanças em sua formação e, ainda que tenha emplacado a faixa “Above Them All” na coletânea “Rock Soldiers Vol. 07”, o pessoal optou por encerrar as atividades em 2004. Mas eis que depois de quatro anos o Ansata retorna liberando rapidamente um debut independente batizado como “Crux Ansata”, que tem tudo para atrair as atenções de quem aprecia Heavy Metal repleto de técnica.
5000 acessosOficina G3: Juninho Afram critica líderes evangélicos por ódio5000 acessosSlash: Alucinações, sexo, dinheiro e armas de fogo no auge do vício

Com uma produção bastante caprichada que ficou aos cuidados de Rafael Romani, guitarrista e principal compositor, o grupo possui grande preocupação para que toda esta técnica não sobrepuje a tão importante vazão de sentimentos. E atinge esse objetivo com folgas, com arranjos construídos com bases que vão desde o Hard Rock até o Progressivo propriamente dito, mesclados àquela faceta mais exótica e oriental, que remete ao que o Iron Maiden já soube explorar com maestria no passado.

Ainda que em várias ocasiões apareçam passagens que exponham diretamente suas influências – em especial Dream Theater, Symphony X e Rush – é inegável que seus músicos possuem recursos para exibir sua própria identidade. E os caras são muito bons, chamando a atenção Thomás Barcelos e sua constante viagem com os teclados, além da agradável versatilidade vocal de Malagueta, que, guardadas as óbvias proporções, consegue lembrar algo de Bruce Dickinson.

A audição beira os 60 minutos e é tão bacana que é difícil se controlar para não apertar o ‘play’ novamente... Faixas como a trilogia “Crux Ansata”, a balada “Sands Of Time”, “Forces” e “Above Them All” são donas de tal flexibilidade que, com certeza, encontrarão admiradores entre os que apreciam o Prog Metal. E o disco chamou a atenção a ponto de rapidamente conseguir uma boa distribuição através do selo Rock Symphony. Confira, pois é um prato cheio aos amantes do estilo!

Formação:
Malagueta - voz
Rafael Romani - guitarra
Thomás Barcelos - teclados
Daniel Defari - baixo
Thiago Siqueira - bateria

Contato:
http://www.ansataonline.com
http://www.myspace.com/ansataonline

Ansata – Crux Ansata
(2008 / independente – nacional)

01. Crux Ansata - Part I: Beyond Mortal Life
02. Crux Ansata - Part II: Wrath Of The Gods
03. Crux Ansata - Part III: Redemption
04. Infinitive
05. Choices
06. Lord Of The Dead
07. Forces
08. Sands Of Time
09. Above Them All
10. Misty Fate

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Ansata"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Ansata"

Oficina G3Oficina G3
Juninho Afram critica líderes evangélicos por ódio

SlashSlash
Alucinações, sexo, dinheiro e armas de fogo no auge do vício

Marty FriedmanMarty Friedman
"Não percam seu tempo com música instrumental"

5000 acessosRolling Stones: as 10 melhores segundo a... Rolling Stone5000 acessosSilverchair: Daniel Johns surge bêbado e de batom nas ruas de Sydney5000 acessosDarkthrone: Fenriz fala sobre Sepultura, Sarcófago, Gal Costa e Caetano Veloso4787 acessosRichie Blackmore explica influência renascentista5000 acessosAngra: Rafael Bittencourt fala de racismo, carnaval e Megadeth5000 acessosInvisible Oranges: os 5 melhores momentos Metal dos filmes

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online