Matérias Mais Lidas

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemSentado em cadeira de rodas, Paul Di'Anno faz primeiro show em sete anos

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemAndre Matos sempre foi de esquerda e reprovaria governo atual, diz irmão do maestro

imagemDo Ozzy ao Slayer: veja os momentos mais metal do desenho South Park

imagemAngra: Quantos shows seguidos a voz aguenta sem restrições? Fabio Lione responde

imagemSyd Barrett em 1967 analisando os principais singles lançados em julho

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis

imagemA visão de Arnaldo Antunes sobre sua timidez no período da adolescência

imagemDaniel Cavanagh, do Anathema, sobrevive a tentativa de suicídio

imagemOzzy Osbourne dá sua opinião sobre o streaming e dispara contra Spotify; "É uma piada"

imagemComo CDs e MP3s decepcionaram Jimmy Page

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"


Stamp

Resenha - Generacion Perdida - Corazones Muertos

Por Ben Ami Scopinho
Em 08/01/05

Aproveitando a vinda dos Corazones Muertos ao Brasil, numa excursão que começa em Rio Claro/SP, passa pela capital São Paulo, Campinas/Sp, Belo Horizonte/MG e termina em Florianópolis/SC agora em janeiro de 2005, a gravadora argentina Bourbon Records vem colocar no mercado o debut "Generacion Perdida", lançado originalmente em 2003 em seu país natal.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

E o que los hermanos vizinhos tocam? Que tal uma mistura de New York Dolls, Ramones e algo do hard rock norte-americano lá dos anos 80? Pois é exatamente isso, tudo bem sujo e desleixado, com aquele cheirão de banda de garagem. Esses gringos desconhecem completamente o que é técnica na hora de tocar, mas em compensação os riffs pegajosos, a energia cheia de alto astral que flui de suas canções compensa com sobras esse "detalhe".

Os Corazones Muertos são Joe (voz e guitarra), Zeki (guitarra), Pelke (baixo), Bonnie (bateria) e Bonnie (backing vocals), todos fazendo cara de "meninos malvados", mas usando roupa de oncinha... E como o argentino tem o maior respeito pela sua língua, então obviamente todo o álbum é cantado em castelhano, o que dá para acompanhar na boa as canções, que falam sobre festas, desilusão, mulheres, desilusão, biritas, mais desilusão... pô, o disco foi composto em plena crise Argentina, há alguns anos, só assim tanta desilusão. Mas é um puta disco, dedicado somente em nome da diversão, rebeldia e sacanagens.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O destaque vai para "Vagabunda", cujo refrão fica colado na mente (minha mulher ficou me enchendo o saco de tanto ficar cantando isso pela casa), "Cuantas Veces", que tem um arranjo perfeito e simples, "Em el Altar" com sua letra espertíssima e impagável, e por aí vai, são ótimas canções que a galera que curte hard rock farofa e rock n´ roll bem sujo vai curtir muito.

CORAZONES MUERTOS – Generacion Perdida
(2003 – Bourbon Records)

01. Vagabunda
02. Cuantas Veces
03. Viciosa
04. Em El Altar
05. Sucio Estilo
06. Dulce Sueno
07. Mala Suerte
08. Mi Rock n´ Roll
09. Uma Más
10. El Tren Del Vicio

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.