Sonic Syndicate: habilidade e referências de respeito

Resenha - Only Inhuman - Sonic Syndicate

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

8


Nada mal para uma banda com tão pouco tempo de estrada já ter seus discos sendo distribuídos pelos quatro cantos do planeta... Formado na Suécia em 2002, o Sonic Syndicate estreou três anos depois com "Eden Fire", liberado por um pequeno selo e, provavelmente por este motivo, não conseguiu chamar muita atenção. Mas isso foi por poucos meses, pois logo a seguir a banda foi vencedora do "Bandcontest", concurso promovido pela gravadora Nuclear Blast em que concorreram mais de 1500 grupos.

Seu prêmio foi um contrato que resultou neste disco. Apesar da natural pressão e expectativas sobre o Sonic Syndicate, "Only Inhuman" é fruto de uma habilidade incontestável, ainda que tenha muita, mas muita influência direta de Soilwork, Dark Tranquillity e Scar Symmetry, o que, convenhamos, são referências de respeito. Embora muitos venham apregoando por aí que a banda deu uma simplificada em sua música em relação ao que fazia no passado, o fato é que este trabalho ainda assim soa muito pesado e agressivo, ainda que extremamente límpido em seus detalhes.

publicidade

Contando agora com um segundo cantor, Roland Johasson, o Sonic Syndicate apresenta um cuidado todo especial com sua seção de vozes. São várias camadas que vão do rasgado ao melódico, e excelentes refrões. Tudo é bastante moderno, com guitarras coesas executadas com habilidade decente, mas que insistem em ignorar os solos, infelizmente. Os arranjos são intrincados na medida correta, um monte de melodias bem exploradas, tendo os teclados e efeitos eletrônicos grande importância neste quesito (e curiosamente não há nenhum tecladista creditado...), como em, por exemplo, na amena "Enclave", uma típica balada deste nosso novo milênio.

publicidade

Com uma produção magnífica de Jonas Kjellgren (guitarrista do Scar Symmetry) e timbres de tirar o fôlego, destacam-se ainda muitas outras canções, como a excelente abertura "Aftermath", "Double Agent 616" e a faixa-título. Também merece citação "Denied", pois apresenta um trabalho vocal realmente inspirado, e "All About Us", cover do duo-pop russo t.A.T.u., transformado em outro dos grandes momentos do álbum e que consegue diferir do restante do repertório.

publicidade

Como foi citado acima, o Sonic Syndicate tem pouco tempo de estrada, tanto que seu álbum anterior é praticamente uma compilação de suas demos. É perfeitamente compreensível a falta de originalidade, mas este fato não impede que "Only Inhuman" seja um trabalho de nível elevado, com um vigor digno de uma banda veterana. Merece uma boa conferida, tendo a certeza de que será uma boa experiência por parte dos amantes de Heavy Metal Melódico com leves sugestões de Metalcore.

publicidade

Formação:
Richard Sjunnesson - voz
Roland Johasson - voz
Roger Sjunnesson - guitarra
Robin Sjunnesson - guitarra
Karin Axelsson - baixo
John "Runken" Bengtsson - bateria

Sonic Syndicate - Only Inhuman
(2007 - Nuclear Blast / Laser Company – nacional)
01. Aftermath
02. Blue Eyed Fiend
03. Psychic Suicide
04. Double Agent 616
05. Enclave
06. Denied
07. Callous
08. Only Inhuman
09. All About Us
10. Unknown Entity
11. Flashback
12. Freelancer (bônus)

publicidade

Homepage: www.sonicsyndicate.com




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Chris Cornell: ele não dava sinais de que se mataria, diz esposaChris Cornell
Ele não dava sinais de que se mataria, diz esposa

Slipknot: veja a evolução das máscaras de cada integrante da estreia aos dias atuaisSlipknot
Veja a evolução das máscaras de cada integrante da estreia aos dias atuais


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin