While Heaven Wept: Muito além dos limites do Doom Metal

Resenha - Triumph Tragedy Transcedence - While Heaven Wept

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Imperdoavelmente ignorado por grande parte do público headbanger brasileiro, o WHILE HEAVEN WEPT é um veterano da Virginia (EUA) e cuja trajetória está completando sua segunda década. O grupo prioriza a qualidade e não a quantidade, tanto que, ao longo deste tempo, lançou apenas três álbuns de estúdio – “Sorrow Of The Angels” (98), “Of Empires Forlorn” (03) e “Vast Oceans Lachrymose” (09) –, que elevaram o grupo à condição de 'cult', principalmente em território europeu.
5000 acessosFotos de Infância: Steven Tyler, do Aerosmith5000 acessosMarilyn Manson: "Sou o monstro do Lago Ness! Sou o Bicho Papão!"

Ainda que muitos insistam em categorizá-lo como sendo Doom Metal, a realidade é que a coisa vai muito, mas muito além dos limites deste estilo. Com o passar dos anos, o WHILE HEAVEN WEPT foi incrementando e se refinando até soar como um amálgama de Doom e Power Metal, com muitas incursões ao Progressivo, generosas cargas de melancolia e atmosferas épicas. O resultado é envolvente, desafiador e realmente artístico.

Agora chegou a vez de seu primeiro álbum ao vivo, apropriadamente batizado como “Triumph: Tragedy: Transcendence”, cujas faixas foram captadas no The Hammer Of Doom Festival, que ocorreu em Würzburg (Alemanha), no dia 6 de fevereiro de 2010. Como de praxe, as canções são longas viagens sonoras, tanto que se mergulha em apenas sete delas por cerca de uma hora de arranjos tão hábeis e grandiosos. Estes facilmente contrariam as conclusões precipitadas sobre esta ser uma banda pretensiosa.

Ainda que emocional, percebe-se o edificante e calculado equilíbrio em cada uma de suas composições, o que funciona muito bem e com uma crescente fluidez, elementos importantíssimos às apresentações ao vivo e bem representados na otimista "Vessel", tão apreciada pelo ativo público. O áudio é alto e claro, e o repertório foi muito bem selecionado, abrangendo um pouco de cada um de seus álbuns de estúdio – ainda assim, "Thus With A Kiss I Die" consegue se sobressair com seus meros 19 minutos.

“Triumph: Tragedy: Transcendence (Live At The Hammer Of Doom Festival)” também está sendo liberado nos formatos vinil duplo, CD + DVD e DVD simples, tudo importado e com um preço consideravelmente alto... Mas fica a dica ao leitor que se sentiu atraído pelo While Heaven Wept: o maravilhoso “Of Empires Forlorn”, de 2003, foi lançado aqui no Brasil, via Rock Machine Records, e passou despercebido do grande público. Que tal correr atrás desta pérola?

Contato:
http://www.whileheavenwept.com
http://www.myspace.com/whileheavenwept

Formação:
Rain Irving - voz
Tom Phillips - voz, guitarra e teclados
Scott Loose - guitarra
Jim Hunter - baixo
Jason Lingle - teclados
Trevor Schrotz - bateria

While Heaven Wept - Triumph: Tragedy: Transcendence (Live At The Hammer Of Doom Festival)
(2010 / Cruz Del Sur Music - importado)

01. Vast Oceans Lachrymose
02. The Furthest Shore (Parts 1-3)
03. Soulsadness
04. The Drowning Years
05. Of Empires Forlorn
06. Vessel
07. Thus With A Kiss I Die

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "While Heaven Wept"

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Steven Tyler, do Aerosmith, muito antes da fama

Marilyn MansonMarilyn Manson
"Sou o monstro do Lago Ness! Sou o Bicho Papão!"

SlayerSlayer
Fãs hardcore dão (literalmente) o sangue pela banda

5000 acessosQueen: ouça a voz isolada de Freddie Mercury em clássicos5000 acessosMusas inspiradoras: as esposas mais lindas dos rockstars5000 acessosGosto duvidoso: As piores capas da história do Rock e Heavy Metal5000 acessosVideo: Metallica, Slayer, Slipknot, Pantera e A7X sem distorção5000 acessosKorn: banda celebra 20 anos do álbum que mudou o Metal pra sempre5000 acessosAndreas Kisser: quem se importa com o que Max pensa?

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online