Draco: Quarteto gaúcho faz Rock Pesado sem frescura

Resenha - Contramão - Draco

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 6

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Draco é um quarteto gaúcho que está na luta desde 2003 e, graças a inúmeras apresentações pelo circuito underground de sua região, conseguiu espaço em jornais, revistas, programas de TV e, naturalmente, em diversos veículos especializados na web. E toda a experiência adquirida neste período lançou as bases para que a banda iniciasse os preparativos de seu primeiro trabalho autoral chamado "Contramão".

Steven Tyler: primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeasMetallica: Jason Newsted, 14 anos de humilhação

Independente, "Contramão" é um disco bastante simples e sem grandes pretensões. As canções são relativamente bem estruturadas, mas nem sempre tão criativas em uma proposta que se envereda pelos lados daquele velho e sujo Rock'n'Roll, com boas doses do Hard, repleto de referências do blues e tão pesadão que, sob certo prisma, até consegue se aproximar do que o Black Sabbath andou fazendo em seus primórdios.

Uma característica que torna "Contramão" interessante é o fato de o Draco fazer uso de dois vocalistas - Leo Jamess e Dani Wilk - se revezando pelo repertório e soltando o verbo na língua portuguesa em temas que refletem o cotidiano do cidadão comum. O repertório tem seus momentos, como a faixa-título, "Lugar Algum" (com um dos melhores desempenhos de Dani atrás do microfone, além de coros com vozes femininas muito bacanas), "Vingança" e a ótima "Contrato com o Diabo"; além de contar com Jacques Maciel (Rosa Tattooada), colocando sua voz em "Louco da Estrada".

Enfim, é mais ou menos como o próprio Draco se define: 'Rock Pesado, sem frescura!'... Se o leitor se identifica com o gênero, fica a sugestão em dar uma conferida. O pessoal é esforçado e, apesar de algumas limitações, a audição flui bem, e sempre será melhor se for acompanhada de alguns bons camaradas tomando cervejas.

Contato: www.myspace.com/dracorock

Formação:
Leo Jamess - voz e guitarra
Dani Wilk - voz e guitarra
Beto Pompeo - baixo
Vinicius Rymsza - bateria

Draco - Contramão
(2009 / independente - nacional)

01. O Inferno é Aqui
02. Contramão
03. Vingança
04. Contrato com o Diabo
05. Lugar Algum
06. Louco da Estrada
07. Morra por Mim
08. Sem me Arrepender
09. Seja Você
10. Escuridão
11. Dentro de um Pesadelo
12. Uma Dose
13. Botar pra Correr
14. Morra por Mim (Bônus Track)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Draco"


Steven Tyler: primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeasSteven Tyler
Primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeas

Metallica: Jason Newsted, 14 anos de humilhaçãoMetallica
Jason Newsted, 14 anos de humilhação

Dinheiro não é tudo mas ajuda: 5 Rock Stars que nasceram ricosDinheiro não é tudo mas ajuda
5 Rock Stars que nasceram ricos

Roqueiro poser: 100 regras essenciais para se tornar umAs regras do Prog MetalThe Gauntlet: "melhores músicas para fazer air guitar"Ozzy Osbourne: "quando Randy entrou, achei que era uma fada"

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.