Resenha - Whips And Roses - Tommy Bolin

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

8


Nascido em 1951, este norte-americano da cidade de Iowa passou por inúmeras bandas entre 1964 e 1975, e sua participação em discos como "Spectrum" (73), de Billy Cobham; "Bang" (73) e "Miami" (74), com James Gang, são comentadas frequentemente. Quando Tommy Bolin lançou seu primeiro álbum-solo, "Teaser" (75), sua fama como guitarrista já era grande, tanto que neste mesmo ano Bolin teve o privilégio de substituir o "insubstituível" Ritchie Blackmore no Deep Purple, e ainda teve fôlego para liberar "Private Eyes" (76), seu segundo e último disco-solo.

Mas, além de ótimo guitarrista, Bolin era também usuário de todo o tipo de drogas que se possa imaginar, e acabou por ter uma overdose fatal com heroína no final de 1976, o que ajudou o Deep Purple a dar uma longa parada em suas atividades. De qualquer forma, sua morte prematura foi uma grande perda para o mundo da música, mas de tempos em tempos a família Bolin, herdeira dos direitos do artista, descola algumas gravações perdidas em seus arquivos e as liberam em coletâneas, como é o caso deste "Whips And Roses", que, segundo dizem por aí, foi um título considerado para seu segundo disco-solo, o já citado "Private Eyes".

publicidade

"Whips And Roses" apresenta 10 canções entupindo todo o espaço do CD e que resgatam parte da história deste virtuoso guitarrista. São versões alternativas para músicas que constavam em seu primeiro álbum-solo, experimentos que o guitarrista fazia nos arranjos, que consequentemente ficaram diferentes dos originais e com resultado muito bom, como é o caso da própria faixa "Teaser" e "Savannah Woman".

publicidade

As seis canções instrumentais podem ser consideradas como o ponto alto do registro. Algumas oscilando entre 10 e 15 minutos, mostram o talento instintivo de Tommy Bolin em seus improvisos que percorriam os mais variados estilos, do rock´n roll ao jazz. Além de ser um compositor bastante reconhecido, estes improvisos ao vivo naturalmente contaram muitos pontos para seu merecido sucesso.

publicidade

Mas a adoção de alguns critérios não fica clara por aqui. Por que alterar o nome de algumas canções? Para dar a impressão de algo novo, enquanto está apenas bem diferente? Para citar algumas destas distorções, temos a instrumental "Fandango", originalmente "Crazed Fandango"; e duvido que "Cookoo" nada mais seja do que uma jam de "Homeward Strut"... A instrumental "inédita" foi batizada como "Blowin Your Cookie", mas na realidade não é uma canção no sentido literal da palavra, e sim uma jam do guitarrista com membros da banda G.I.T. tocada no Seven Seas Lounge Bar em Miami, Flórida, em 2 de dezembro de 1976, ou seja, dois dias antes de sua morte.

publicidade

O encarte traz muitas outras informações interessantes sobre as canções que aqui constam, além de uma coleção de fotografias do finado Bolin com as cores alteradas por computador, com resultado final apenas razoável. Os envolvidos neste projeto, o produtor Greg Hampton e o irmão de Tommy, John Bolin, também poderiam enriquecer ainda mais esta compilação se colocassem algumas músicas de "Private Eyes", além de informações sobre os músicos que tocaram nestas antigas gravações. Claro que, em função das circunstâncias, poderia não haver registros destes nomes, o que seria lamentável.

publicidade

As canções são excelentes e, mesmo com o fã um pouco mais exigente tendo a ligeira sensação de que tentaram ludibriá-lo, não dá para negar que este é um item indispensável para colecionadores. Fica também um conselho à garotada que está aprendendo a curtir o rock´n roll agora, e que reclamará que tudo aqui soa por demais datado: dê uma chance a "Whips And Roses". Pode ter aquele cheirão de mofo, mas que este mofo fornece uma fantástica viagem musical depois de compreendido, ah, isso é fato...

publicidade

Tommy Bolin - Whips And Roses
(2005 – SPV Records / Hellion Records – nacional)

01. Teaser
02. Fandango
03. Wild Dogs
04. Cookoo
05. Savannah Woman
06. Marching Powder
07. Flyin' Fingers
08. Dreamer
09. Just Don't Fall Down
10. Blowin Your Cookie

Homepage: www.tbolin.com


Outras resenhas de Whips And Roses - Tommy Bolin

Resenha - Whips And Roses - Tommy Bolin




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Pré-Clube dos 27: 10 astros do rock que morreram antes dos 27 anosPré-Clube dos 27
10 astros do rock que morreram antes dos 27 anos

Tommy Bolin: Os excessos estavam acabando com aquele caraTommy Bolin
Os excessos estavam acabando com aquele cara


Osama Bin Laden: O que havia na sua coleção de cassetes?Osama Bin Laden
O que havia na sua coleção de cassetes?

Guns N' Roses: álcool, drogas e intrigas nos primórdios da bandaGuns N' Roses
álcool, drogas e intrigas nos primórdios da banda


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin