Shakra: sem assumir riscos com "Infected"

Resenha - Infected - Shakra

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

8


Mantendo a tradição, o Shakra segue liberando um novo trabalho a cada dois anos, e vem se dando bem pela Europa e Japão, tanto em vendas quanto em resposta do público durante as apresentações. E estes provavelmente são alguns dos motivos dos suíços novamente preferirem não assumir riscos com "Infected", um sexto álbum de estúdio que segue basicamente o mesmo padrão de seus últimos registros, revisitando toda a atmosfera nostálgica do Hard Rock oitentista, mas com uma produção devidamente polida do mestre Dennis Ward (Pink Cream 69), sempre antenado nas sonoridades modernas.

A habilidade se comprova faixa a faixa. Se por um lado o Shakra possui despojamento mais do que suficiente para elaborar suas canções com estruturas relativamente simples, por outro mostra um cuidado todo especial com as melodias de extremo bom gosto e explosivos riffs de guitarra, além de toda a classe da já conhecida voz rouca de Mark Fox, o ponto de referência mais do que lógico na música do grupo.

publicidade

Mesmo com algumas canções com arranjos bastante óbvios, em sua grande maioria as mesmas impõem respeito e procuram ser bem variadas entre si, com momentos mais distorcidos como a abertura "Make Your Day", "The Other Side" e a explosiva "Inferno", cujas guitarras e jogo de vozes a elevam à categoria de grande destaque do álbum. "Playing With Fire" e "Vertigo" flertam com andamentos bem acessíveis e que tem tudo para alcançar o cobiçado mainstream e, é claro, a indispensável balada clássica do gênero, "Love Will Find A Way", bem na linha de Bon Jovi.

publicidade

Não há muito mais o que adicionar. O álbum não oferece nenhuma surpresa, e se o leitor apreciou "Rising" (03) e "Fall" (05), ambos lançados no Brasil, com certeza não terá nenhum problema com "Infected"... Indicado a quem curte as melodias otimistas e grudentas de Aerosmith, Bon Jovi, o bom e velho Bad Company, Gotthard e similares. Um bom álbum, que mostra que a inovação muitas vezes se mostra desnecessária em se tratando de Hard Rock.

publicidade

Formação:
Mark Fox - voz
Thomas Muster - guitarra
Thom Blunier - guitarra
Oli Linder - baixo
Roger Tanner - bateria (ex-Evidence One)

Shakra - Infected
(2007 - AFM Records / Rock Brigade Records - nacional)

01. Make Your Day
02. Inferno
03. The One
04. Playing With Fire
05. Dance With Madness
06. Love Will Find A Way
07. Vertigo
08. The Conquest
09. Higher Love
10. Cardiophobia
11. Look At Me
12. The Other Side
13. Acherons Way

publicidade

Homepage: www.shakra.ch




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Two and a Half Men: Participações de astros do rockTwo and a Half Men
Participações de astros do rock

Iron Maiden: o passado vergonhoso registrado em fotosIron Maiden
O passado vergonhoso registrado em fotos


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin