Matérias Mais Lidas

imagemO baterista que não tinha técnica alguma e é um dos favoritos do Regis Tadeu

imagemCinco músicas que são covers, mas você certamente acha que são as versões originais

imagemAndreas Kisser pede doação de sangue para sua esposa Patricia

imagemRock in Rio 1991, Maracanã lotado, e o Guns N' Roses ameaçou não subir ao palco...

imagemOs únicos quatro assuntos das conversas nos EUA que enchiam saco de Fabio Lione

imagemCopa do Mundo do Rock: uma banda de cada país que vai disputar a Copa do Catar

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagem"Ninguém imaginava que o Metallica seria maior que o Iron Maiden", diz Scott Ian

imagemDave Mustaine diz que perdoa Ellefson, mas nunca mais fará música com o baixista

imagemSupla explica por que fala sempre misturando português com inglês

imagemJohn Frusciante responde qual foi o motivo de seu retorno ao Red Hot Chili Peppers

imagemRaimundos: Digão acusa Instagram de censura após poucas curtidas em post

imagemNoel Gallagher sobre sua preferida do Pink Floyd: "Adoraria conhecer Roger Waters"

imagemEx-guitarrista dos Stones, Mick Taylor revela qual era sua música preferida

imagemRafael Bittencourt, do Angra, explica por quê está usando unhas postiças


Stamp

Acheron: a guerra final entre as religiões organizadas

Resenha - Final Conflict: Last Days Of God - Acheron

Por Ben Ami Scopinho
Em 22/12/09

Nota: 7

Já conhecido do público brasileiro, o norte-americano Acheron pode ser considerado como mais uma das centenas de boas bandas que está há anos – neste caso, mais precisamente desde 1988 – atuando na obscuridade do underground, porém com uma irregular discografia impedindo que seu nome adquira mais força na cena da música extrema.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas o mentor Vincent Crowley (voz e baixo) não cede e continua liberando álbuns mundo afora. "The Final Conflict: Last Days Of God" é seu sétimo disco de estúdio e tem como conceito a guerra final entre as religiões organizadas do planeta. O tema obviamente não é novo, mas, considerando que parte da vida de seu líder foi ser um pregador satanista convicto que, somado ao fato de ser uma tradição tantas bandas do gênero se posicionar contra os cultos de fé, então está valendo.

Musicalmente, seu Death Metal com resquícios de Thrash tem no trabalho das guitarras grande trunfo. Os riffs estão muito bem estruturados, sujos e com melodias realmente refinadas em várias ocasiões, além de elaborar ótimos solos. Os vocais rosnados de Crowley são exatamente o que se espera do Acheron, e o uso de vozes de fundo gritadas garantem uma considerável dinâmica às composições, em especial na excelente "Blood Oath (Pactum Tacitum)".

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Mas há algo que consegue fazer com que "The Final Conflict: Last Days Of God" perca parte de seu punch. Ainda que o Acheron venha apresentando composições longas há tempos, não é sempre que as mesmas conseguem garantir um repertório verdadeiramente dinâmico. Ainda que, neste sentido, "Godless (We Are Gods!)" e "Power And Might" sejam excelentes amostras do poder-de-fogo da música extrema tradicional, há várias outras faixas proporcionando aquela sensação de repetição desagradável.

Ou seja, como parece ser unanimidade por aí, as melhores músicas deste disco são as mais curtas e diretas. E o melhor exemplo é "I Am Heathen", bem cadenciada e com arranjos mais simples que a tornam distinta das outras composições. De qualquer forma, ainda que peque por alguns excessos, "The Final Conflict: Last Days Of God" possui atributos mais do que suficientes para fazer com que o Acheron obtenha uma maior exposição no underground mundial.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Contato: www.myspace.com/acheron

Formação:
Vincent Crowley - voz e baixo
Maximus Otworth - guitarra
Ash Thomas - guitarra
Kyle Severn - bateria

Acheron - The Final Conflict: Last Days Of God
(2009 / Ibex Moon Records – importado)

01. Intro
02. The Apocalypse
03. Rise Of Rebellion
04. Blood Oath (Pactum Tacitum)
05. I Am Heathen
06. Godless (We Are Gods!)
07. Salvation Through Hatred
08. Power And Might
09. Millennium's End
10. A New Age
11. Anno Armageddon

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

In-Edit
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Garimpeiro das Galáxias: Beldades globais e sua paixão pelo rock


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.