RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas


Summer Breeze 2024

Resenha - To Mega Therion - Celtic Frost

Por Ben Ami Scopinho
Postado em 30 de junho de 2005

Celtic Frost, formado na Suíça em 1984, causou furor na mídia especializada quando colocaram no mercado este seu terceiro registro de nome "To Mega Therion". Graças a esta pérola do black metal oitentista, este grupo ainda consegue gerar enorme influência no underground metálico mundial até os dias de hoje.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Tom Warrior, seu mentor, já era membro ativo na cena black metal com o conjunto Hellhammer, porém, sua sede de desenvolvimento artístico fê-lo montar o Celtic Frost, musicalmente mais maleável e que começou a angariar um representativo número de apreciadores de sua arte desde seu debut, o bastante cru "Morbid Tales". Lançam ainda em 1985 um EP chamado "Emperor's Return", sempre conquistando mais adeptos.

Porém, a essência da banda está realmente aqui, em "To Mega Therion". Totalmente gravado em Berlin por Horst Müller no estúdio Casablanca no ano de 1985, tudo neste disco chama a atenção, a começar pela belíssima e totalmente anticristã arte da capa. A considero uma das mais inteligentes já feitas dentro do estilo, apresentando o demônio segurando uma imagem de Jesus em posição de crucificado. Esse Cristo serve como uma funda, uma arma, visando o observador. O Mal usando o Bem para atingir o Homem, numa excelente abordagem que dá o que pensar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Além de Thomas Gabriel Warrior na voz e guitarra, este disco contou com a participação de Reed St. Mark na bateria e Martin Eric Ain (também ex-Hellhamer) no baixo em algumas poucas faixas, pois a relação deste com Tom não estava em sua melhor fase. As linhas de contrabaixo da grande maioria das canções ficaram ao encargo de Dominic Steiner.

Musicalmente, muita coisa era diferente na época de seu lançamento. Celtic Frost fez com que "To Mega Therion" fosse o primeiro disco de música extrema a inserir efeitos de orquestrações e vocalizações femininas em seu black metal. Esta linha musical foi a maior herança que deixaram para a próxima geração de bandas européias, sendo seguido por Bathory em alguns destes aspectos e massificando-se depois de uns 10 anos, com a aparição do black metal sinfônico e o gothic metal.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - DEN
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"To Mega Therion" trazia canções relativamente rústicas, porém donas de uma frieza e densidade espantosas, graças aos riffs cavalares e eficazes que são uma das marcas registradas deste disco. A introdução bombástica e sinfônica de "Innocence And Wrath", com seu rufar de tambores, são um excelente prenúncio para a poderosa "The Usurper", Heavy Metal direto e sem concessões.

O lado sinfônico continua na sombria "Dawn Of Meggido" e na última faixa, "Necromantical Screams", que apresenta a bela voz feminina operística e que é uma aula de música obscura e gótica. Fazendo contra-peso com esta inesperada faceta musical que o Celtic Frost apresentava, as outras canções que compõem este registro já vão numa linha musical que mistura bem o som de Motörhead e Venon. "Circle Of The Tyrants", a mais pesada, é um ótimo exemplo do poder de fogo do Celtic Frost, seguido de perto pelas outras faixas, sejam velozes ou cadenciadas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas o ser humano nunca está satisfeito. Mesmo tendo uma verdadeira legião de fãs, alguns anos depois o Celtic Frost praticamente põem tudo a perder com o lançamento do disco "Cold Lake", de 1988. Visando alcançar os dólares do mercado norte-americano, Tom Warrior e Cia. resolvem mudar, adotando o mais perfeito visual glam, aparecendo em roupas coloridas e fazendo mil poses estranhas no novo material promocional, para a mais completa decepção de seus antigos fãs. Muitos destes nunca mais voltaram os olhos para a banda, mesmo quando esta tenta retificar seu erro com seu próximo registro "Vanity Nemesis", mas não teve jeito... A banda encerra suas atividades logo em seguida.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Independente de o caminho trilhado pela banda suíça ter sido o correto ou não, "To Mega Therion" é um trabalho absolutamente poderoso e referência para se compreender o desenvolvimento da atual cena da música extrema. Há poucos anos é que alguns conjuntos black e gothic começaram a fazer uso desta abordagem de maneira inteligente e obterem êxito comercial, tanto que bandas deste estilo viraram uma tendência que já vêm saturando o mercado.

CELTIC FROST - To Mega Therion
(1985 – Noise Records)

01. Innocence And Wrath
02. The Usurper
03. Jewel Throne
04. Dawn Of Meggido
05. Eternal Summer
06. Circle Of The Tyrants
07. (Beyond The) North Winds
08. Fainted Eyes
09. Tears In A Prophet's Dream
10. Necromantical Screams

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - DEN
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

DISCOGRAFIA:
1984 - Morbid Tales
1985 - Emperor's Return [EP]
1985 - To Mega Therion
1986 - Tragic Serenades [EP]
1987 - Into The Pandemonium
1988 - Cold Lake
1990 - Vanity Nemesis

Homepage:
http://www.celticfrost.com

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze 2024

Stratosphere Project: O eco estrondoso da Via-Láctea fundindo-se nas dimensões ocultas

Perc3ption: A arte em situações extremas

"Here Comes The Rain", último registro do Magnum com Tony Clarkin, é mais um bom registro

Resenha - Nebro - Vesperaseth

Sepultura: Em plena forma e com mais um disco brilhante

Deep Purple: Who Do We Think We Are é um álbum injustiçado?

Deep Purple: Stormbringer é um álbum injustiçado?

Megadeth: recuperando a fúria que faltava


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | Andre Facchini Medeiros | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Jesus Leitão Souza | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Roberto Andrey C. dos Santos | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".
Mais matérias de Ben Ami Scopinho.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS