Diva: Fusão de Thrash e Death bastante ríspido e técnico

Resenha - WarsaW - Diva

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Realmente é uma tarefa complicada surgir com uma proposta similar depois que alguma banda acabou se tornando referência pelo mundo... Tendo iniciado suas atividades em 2006, o Diva apareceu na cena do Rio de Janeiro com uma música nos moldes do tal Death Melódico, com a correta dose de agressividade e técnica, e tendo como cantora uma bonita garota que urra como poucas - e é claro que os comentários pipocaram rapidamente.

Metallica: James Hetfield explica suas tatuagens preferidasMassacration: saiba quem é o baterista que tocava "de verdade"

Assim, o EP "WarsaW", liberado em meados de 2010, foi compreensivelmente comparado ao que o sueco Arch Enemy praticou em vários pontos de sua carreira. E, curiosamente, os argumentos de uma resenha publicada aqui mesmo do Whiplash! foram rebatidos por personalidades da cena musical do Brasil, graças a uma curiosa campanha em prol do Diva...

Pois bem, de posse do caprichado material promocional de "WarsaW", a audição revela uma fusão de Thrash e Death Metal bastante ríspido e técnico. O quarteto segue à risca uma fórmula e ainda não encontrou dispositivos que permitam revelar alguma distinção, o que acaba limitando consideravelmente o fator emocional, tão importante para muitos ouvintes - atentem para "Condemned", que até rendeu um vídeo, para citar apenas um exemplo.

Mas algo relevante é que, apesar das ingratas comparações, é inegável que Angélica possui seu próprio estilo de cantar ameaçadoramente e as guitarras de Pedro Viana serem muito boas, em especial no quesito solos. Ou seja, pode ser uma questão de tempo para o Diva filtrar e trabalhar suas influências para desenvolver suas ideias a contento. E, neste sentido, os cariocas soltaram uma prévia do single inédito "World's Collapse", uma atrocidade entorpecente que aparentemente - e só aparentemente - não soa tão 'seco' como o oferecido neste "WarsaW". Vamos ver o que o futuro reserva por aqui...

Contato:
http://www.myspace.com/divaofficial

Formação:
Angélica Burns - voz
Pedro Viana - guitarra
Eduardo Seabra - baixo
Braulio Azambuja - bateria

Diva - WarsaW
(2010 / CD-Demo - nacional)

01. The War Saw (intro)
02. Forged In Blood
03. Condemned
04. Life Goes Off (feat. 7)
05. Angel Of Death


Outras resenhas de WarsaW - Diva

Diva: clichês já batidos ad nauseam por muitos grupos




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Diva"


Metallica: James Hetfield explica suas tatuagens preferidasMetallica
James Hetfield explica suas tatuagens preferidas

Massacration: saiba quem é o baterista que tocava de verdadeMassacration
Saiba quem é o baterista que tocava "de verdade"

Heavy Metal: diagrama explica a origem dos nomes de bandasHeavy Metal
Diagrama explica a origem dos nomes de bandas

David Coverdale e a palavra "Love" - Parte IHeavy Metal: o Diabo e personagens bíblicas nas capasLinkin Park: "gravadora quis me tirar", diz Mike ShinodaRolling Stones: O que acontece se Keith Richards for picado pelo Aedes Aegipty?

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.