Matérias Mais Lidas

imagemMarcello Pompeu agradece mobilização de fãs

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemAs composições de Paul McCartney nos Beatles preferidas de John Lennon

imagemEvanescence coloca baixista no cargo de guitarrista e anuncia nova baixista

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemGene Simmons compartilha tweet com meme da ex-presidente Dilma Rousseff

imagemDave Mustaine, do Megadeth, inicia vida de youtuber e mostra o ônibus de turnê da banda

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemFrank Zappa disse a Steve Vai que ele soava como "um pão com mortadela elétrico"

imagemO clássico do Helloween que fez Angra mudar nome original de "Running Alone"

imagemMetade das pessoas com menos de 23 anos desconhecem Pink Floyd, David Bowie e Bon Jovi

imagemDee Snider cutuca bandas com falsas aposentadorias e ingressos caros

imagemOzzy Osbourne diz que "tinha muito o que provar" com "No More Tears"

imagemJen Majura disse que sair do Evanescence não foi decisão dela e recebe apoio dos fãs


Insidious Disease: Tendo como foco o Death Metal

Resenha - Shadowcast - Insidious Disease

Por Ben Ami Scopinho
Em 31/07/11

Nota: 7

Os selos Mutilation Productions e Encore Records firmaram uma parceria para liberar o primeiro registro do Insidious Disease, projeto que conta com figuras bem conhecidas da cena underground mundial: Silenoz (guitarra, Dimmu Borgir), Jardar (guitarra, Old Man’s Child), Later Shane Embury (baixo, Napalm Death, Brujeria), Laureano (bateria, Angelcorpse, Nile) e, finalizando, Marc Grewe (voz, Morgoth).

Apesar de ter tomado forma na Noruega de 2004, é compreensível que, devido aos compromissos de cada músico com suas respectivas bandas, seu debut tenha demorado tanto para chegar ao público. A estreia em disco ocorreu somente em 2010, após o Insidious Disease obter ótimo feedback por parte do público e crítica durante a apresentação no Wacken Open Air no ano anterior, o que culminou em um contrato com a Century Media Records.

Assim, "Shadowcast" viu a luz do dia... Com um áudio de primeira linha, sua música tem como foco o Death Metal, mas o álbum permanece ainda mais interessante pelo fato de a experiência coletiva de seus membros também oferecer outras abordagens, se estendendo para os lados do Thrash e Black, incorporando grooves e várias melodias cáusticas, mas que não esmorecem o clima obscuro que insiste em permear por todo o repertório.

Muitos certamente não se recordam de Marc Grewe, que há décadas fez história no alemão Morgoth, mas o vocalista consegue ser um dos destaques individuais por aqui, com rosnados ríspidos, mas compreensíveis. Ainda que o repertório seja respeitável, os melhores momentos ficam representados por "Nuclear Salvation", que abre a audição com muita velocidade, solos alucinantes e Laureano despejando blast beats; "Boundless" e "Abortion Stew", com boas doses de groove; e "Rituals Of Bloodshed", que conta também com a voz de Frank ‘Killjoy’ (Necrophagia). E, em tempo: há um cover para "Leprosy", do saudoso Death.

A realidade é que o Insidious Disease não tem como intenção ser inovador, e sim oferecer composições bem escritas, tocadas com precisão e habilidade para tornar tudo muito consistente. Impossível prever se haverá uma continuidade neste projeto, mas, por ora, "Shadowcast" está aí, aportando em território brasileiro e bastante recomendável ao público que aprecia Death Metal, próximo do que era elaborado no final dos anos 1980 e início da década seguinte. Dêem uma conferida!

Contato: www.myspace.com/insidiousdisease

Formação:
Marc Grewe - voz
Silenoz - guitarra
Jardar - guitarra
Shane Embury - baixo
Tony Laureano - bateria

Insidious Disease – Shadowcast
(2010 - Century Media Records / Mutilations Productions / Encore Records - nacional)

01. Nuclear Salvation
02. Boundless
03. The Essence Of Neglect
04. Abortion Stew
05. The Desire
06. Rituals Of Bloodshed
07. Facemask
08. Insomaniac
09. Value In Flesh
10. Abandonment
11. Leprosy (cover do Death)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.