Matérias Mais Lidas

imagemA resposta de John Lennon quando perguntado se retornaria aos Beatles em 1975

imagemO clássico dos Paralamas que Gilberto Gil escreveu a letra e ditou pelo telefone

imagemPaul McCartney lista os cinco músicos que formariam sua banda dos sonhos

imagemCinco músicas que são covers, mas você acha que são as versões originais - Parte 2

imagemRitchie Blackmore em 1978 sobre o Kiss, Fleetwood Mac, Yardbirds e Led Zeppelin

imagemO clássico da Legião inspirado em novela da TV Globo e acusado de plagiar The Doors

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1988 é um ano inesquecível

imagemCinco curiosidades sobre "The Sick, The Dying... And The Dead!", do Megadeth

imagemQuantos discos o Guns N' Roses vendeu no Brasil e no mundo? Veja os números

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1984 é um ano vital para o metal

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagemBob Dylan explica a diferença entre suas composições e as de Paul McCartney

imagemCadáveres, sangue e girombas: a história da capa de "Reign In Blood", do Slayer

imagemKiss: Tommy Thayer responde se Gene Simmons e Paul Stanley se dão bem

imagemOzzy pediu permissão para instalar "acolhedouros de morcegos" em mansão


Resenha - Homem Inimigo do Homem - Ratos de Porão

Por Ben Ami Scopinho
Em 30/05/06

Nota: 8

O Ratos de Porão, com 25 anos de atividades e participações em uma infinidade de discos, chega com seu mais novo registro, "Homem Inimigo do Homem". E pode-se dizer que marca uma nova fase na carreira da banda, pois além de ser estréia na gravadora Deckdisc, este registro traz a participação do novo baixista Paulo Sangiorgio (Discarga, Point Of No Return), veterano da cena hardcore paulista.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Conhecido por ser o primeiro conjunto brasileiro a derrubar as fronteiras entre o punk e o metal há 20 anos, o Ratos segue a fórmula que o consagrou, pois seu crossover está tão impecável como sempre, com riffs calcados no thrash metal oitentista mesclado com a fúria punk, tudo sujo e agressivo (ops!), além de obviamente João Gordo continuar com sua eterna língua afiada.

Sem perdão verbal para o novo Papa e as tendências que a Igreja católica tem em encobrir seus escândalos sexuais em "Pedofilia Santa"; e outro tema que não sai da mídia e a banda explora muito bem é "Expresso da Escravidão", falando sobre o trabalho escravo numa das melhores letras do CD. E, enquanto o Ratos de Porão se sai bem em temas mais politizados, mostra também um lado mais infantil e radical, destilando veneno descartável contra a galera emocore em "Equivocado".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Detalhe curioso aconteceu com o produtor Billy Anderson (Melvins, Eyehategod), que já trabalhou com o Ratos de Porão nos discos "Carniceria Tropical" (97) e "Sistemados Pelo Crucifa" (01). Apesar de tudo estar acertado para ele produzir "Homem Inimigo do Homem", o gringo literalmente sumiu sem dar maiores satisfações... A alternativa foi apelar aos amigos Bernardo Pacheco e Daniel "Ganjaman", que cuidaram da produção e mixagem, e fizeram um ótimo trabalho, permitindo que o esporro sonoro ficasse bem definido.

Mais um bom disco que traz todos os elementos que se esperam do Ratos de Porão. Provavelmente não vai mudar muito sua já consolidada carreira no underground, mas garantirá algum divertimento a seus fãs.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Formação:
João Gordo - voz
Jão - guitarra
Paulo Sangiorgio - baixo
Boka - bateria

Ratos de Porão - Homem Inimigo do Homem
(2006 / Deckdisc)

01. Pedofilia Santa
02. Covardia de Plantão
03. Expresso da Escravidão
04. O Equivocado
05. Otário Involuntário
06. H.I.D.H.
07. Testemunhas do Apocalipse
08. Ao Pé da Forca
09. DNA da Pilantragem
10. PMs de Satã
11. Quem te Viu...
12. Lucidez

Homepage: www.ratos.com.br


Outras resenhas de Homem Inimigo do Homem - Ratos de Porão

Resenha - Homem Inimigo Do Homem - Ratos de Porão

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Ratos de Porão: Pecúlio Discos relançará álbuns da banda em CD

Krisiun e Ratos de Porão são atrações do Circle Of Infinity Fest, em Limeira




Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.