Nervochaos: incansável e vigorosamente caótico

Resenha - To The Death - Nervochaos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Incansável é um adjetivo que se aplica perfeitamente ao Nervo Chaos... Os paulistanos lançaram em 2010 o caprichadíssimo “Battalions Of Hate”, partiram em uma excursão pelo Velho Mundo que resultou no ano seguinte no álbum ao vivo “Live Rituals” e agora o pessoal está liberando seu quinto álbum de estúdio, “To The Death”. E, naturalmente, já caíram novamente na estrada, agora seguindo pelos tortuosos caminhos do México.
89 acessosNervoChaos: assista documentário sobre turnê latino-americana5000 acessosDoom Metal: os dez trabalhos essenciais do estilo

Novamente o Nervo Chaos passou por consideráveis mudanças em sua formação, com Daniel ‘Blasphemoon’ deixando seu posto e o guitarrista Guiller também assumindo o microfone, e, aproveitando a fase, acrescentaram ainda Quinho para a segunda guitarra. Essas alterações, naturalmente, resultaram em uma nova dinâmica no tradicionalismo do Death Metal das novas composições, com guturais não tão profundos e solos de guitarras mais melodiosos.

Organizado para soar vigorosamente caótico, os destaques recaem sobre "Mark Of The Beast", "To The Death", “Hate” e “Wolves Curse”. De qualquer forma, há muita coisa envolvendo o repertório, pois “To The Metal” conta com a presença do João Gordo (Ratos de Porão), Carlos Zhema (Vulcano), Antônio Araújo (Korzus), Ralph Santolla (Deicide) e a pôrra louca da Cherry (Hellsakura) para engrandecer ainda mais a obra.

O áudio é de primeira, com a gravação acontecendo no estúdio carioca Flames Studios, dividida entre o próprio Nervo Chaos e os engenheiros Igor e Victor; enquanto a masterização ocorreu na Itália, ficando ao encargo de Alex Azzali (Behemoth, Rotting Christ, Marduk); e ponto positivo para a arte belicista do conceituado Joe Petagno (Motörhead, Pink Floyd, Led Zeppelin).

Um discão lançado pela Cogumelo Records e que merece constar na prateleira de qualquer aficionado pelo Heavy Metal extremo made in Brazil, valendo o aviso de que esta primeira prensagem traz como brindes um patch e adesivo exclusivos. E estão dizendo por aí que este registro também encontrará sua versão no formato vinil. É isso aí!

Contato: www.myspace.com/nervochaos

Formação:
Guiller - voz e guitarra
Quinho - guitarra
Felipe Freitas - baixo
Edu Lane - bateria

Nervochaos - To the Death
(2012 / Cogumelo - nacional)

01. Mark Of The Beast
02. Sheep Amongst Wolves
03. Your World´s Trend
04. Gospel Of Judas
05. The Exile
06. To The Death
07. Hate
08. Smoking Mortal Remains
09. Mind Under Siege
10. Delusions And Lies
11. Destroyer Of Worlds
12. Warlords Unbound
13. Wolves Curse

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de To The Death - Nervochaos

445 acessosNervoChaos: Death Metal feito na medida certa784 acessosNervochaos: em time que está ganhando não se mexe652 acessosNervochaos: talvez o melhor disco de sua carreira até hoje

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 06 de janeiro de 2013

89 acessosNervoChaos: assista documentário sobre turnê latino-americana0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Nervochaos"

Death MetalDeath Metal
5 álbuns nacionais que não se pode deixar de escutar

KrisiunKrisiun
Se não tivessem agido rápido, a banda poderia ter sido presa

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Nervochaos"

Doom MetalDoom Metal
Os trabalhos essenciais segundo o About.com

Lemmy KilmisterLemmy Kilmister
A vida dele fazia Keith Richards parecer uma menininha

TragédiasTragédias
10 das piores ocorridas em shows de Rock e Metal

5000 acessosCoincidências: Imagens usadas por grandes bandas em outras capas?5000 acessosKing Diamond: As opiniões do rei sobre Satanismo5000 acessosMike Mangini: um dos bateristas mais rápidos do mundo?5000 acessosMetallica: James Hetfield elege suas bandas de Thrash favoritas5000 acessosElvis não morreu: seria este o Rei do Rock agora em 2017?5000 acessosÁlbuns Conceituais: Loudwire elege o Top 10 do Metal

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online