Holiness: com certeza, um grupo para se acompanhar

Resenha - Beneath The Surface - Holiness

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

8


Como há novas bandas pipocando por esse Brasil...! O Holiness vem da cidade de Erechim (RS) e seu embrião começou em 2006, de forma até meio descompromissada, com algumas composições de Stéfanie Schirmbeck (voz) e Cristiano Reis (bateria). Mas a dupla foi gostando dos resultados e o que parecia ser um mero projeto, após dois anos se transformou oficialmente em uma banda real.

"Beneath The Surface" marca sua estréia em disco, onde se investiu consideravelmente para que o mesmo tivesse as melhores condições para competir em meio a tantos bons lançamentos que o circuito independente brasileiro veem propiciando. A produção de Aquiles Priester (Hangar) e mixagem e masterização de Tommy Newton, no famoso estúdio alemão Area 51, resultaram em uma sonoridade contemporânea e com a perfeita definição de cada um de seus instrumentos.

publicidade

Tendo bases bem distorcidas e até mesmo cruas, mas sempre com uma atenção toda especial às melodias, é inegável que as estruturas das canções do HOLINESS sejam bastante simples. E, como toda banda que possui uma garota em sua linha de frente, naturalmente Stéfanie será o centro das atenções... Gatíssima e consciente de seu alcance vocal, ela esbanja sensualidade e suavidade com sua interpretação. Tudo somado, os gaúchos convencem com sobras.

publicidade

Vale citar que o disco conta ainda com a participação do tecladista Fabio Laguna (Hangar), e, ainda que em algumas poucas faixas sinta-se a ausência daquele elemento que as tornem realmente explosivas, o repertório está muito, mas muito acima da média. Composições como "What I Want", "Take Me Closer" ou "Into The Light" são excelentes, e confesso que gostaria de ver como soam quando executadas ao vivo.

publicidade

O encarte é gigantesco e até desagradável em seu manuseio, mas o Holiness merece todos os créditos pela preocupação e esforço em debutar com um disco tão bacana. Ainda que as comparações possam estar meio longe da realidade, é o público que aprecia bandas como EVANESCENCE, LACUNA COIL e WITHIN TEMPTATION que provavelmente encontrará afinidades com "Beneath The Surface". Com certeza, um grupo para se acompanhar!

publicidade

Contato: www.myspace.com/officialholiness

Formação:
Stéfanie Schirmbeck - voz
Fabrício Reis - guitarra
Luciano Dorneles - guitarra
Hércules Moreira - baixo
Cristiano Reis - bateria

Holiness - Beneath The Surface
(2010 / independente - nacional)

01. Rise (Intro)
02. The Truth
03. What I Want
04. Higher
05. Waiting For A Change
06. Take Me Closer
07. Mine
08. Into The Light
09. Breath In Time
10. Uninvited (Alanis Morissette cover)

publicidade


Outras resenhas de Beneath The Surface - Holiness

Holiness: Surpresa recente do cenário metálico brasileiro




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Blog Sutil Como Uma Granada: Musas do rock/metal nacionalBlog Sutil Como Uma Granada
Musas do rock/metal nacional


Bruce Dickinson: Ele lamenta não ter dado um soco em Axl RoseBruce Dickinson
Ele lamenta não ter dado um soco em Axl Rose

Cinco contra um?: Roqueiros comentam como a revista Playboy os marcouCinco contra um?
Roqueiros comentam como a revista Playboy os marcou


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin