Blakk Market: fundindo distorção e melodias

Resenha - Self-Improvement: Suicide - Blakk Market

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Ainda que a região de Florianópolis possua uma cena Heavy Metal bastante discreta, suas bandas têm liberado alguns discos muito bons nos últimos anos. E, neste sentido, o Blakk Market está atuando a uma década, tendo o privilégio de participar da seletiva Wacken Metal Battle 2010 e, entre suas inúmeras apresentações, abriu para o Enthroned e Marduk na ocasião de sua passagem por Santa Catarina.
5000 acessosBruce Dickinson: vocalista elege seus 5 álbuns preferidos5000 acessosOzzy Osbourne: "o morcego era quente e crocante"

Foram nada menos do que cinco anos desde o início do processo de gravação até o debut “Self-Improvement: Suicide” chegar ao público. Mas, independente de todas as compreensíveis dificuldades, o Blakk Market persistiu mantendo o foco na qualidade e estreou com um disco totalmente profissional. Com muita atenção às estruturas das canções, os catarinenses apostam no chamado Death Metal Melódico e com boas influências do mestre sueco Dark Tranquillity.

Neste sentido, o Blakk Market consegue mesclar muitas características pelas quais o gênero foi se desenvolvendo desde a década de 1990, seja seguindo por uma linha mais belicosa ou com propensão ao isolamento e melancolia. O resultado é uma música galopante e contemporânea, que, mesmo com eventuais teclados bem encaixados, é indiscutível que tudo permaneça denso e pesado. O repertório segue muito linear, mas se sobressaem as ótimas “Putrefaction Guaranteed”, “Atlas”, “Theater Of Lies” e a mais moderna “Nova”.

Com a produção assinada por Alexei Leão (Stormental, Shadow Of Sadness) em parceria com o próprio Blakk Market, o resultado é um produto de primeira linha. Mesmo não oferecendo nada de realmente novo, “Self-Improvement: Suicide” expõe mais um pouco da diversidade da cena underground da região sul do Brasil, sendo um trabalho indicadíssimo a qualquer headbanger que aprecia a fusão de distorção e melodias.

Contato:
http://www.myspace.com/blakkmarket

Formação:
Fernando Melleu - voz
Alexandre Schneider - guitarra
Thiago Rocha - guitarra e voz
Felippe Chiella - baixo
Allan Barbosa – bateria (convidado)

Blakk Market - Self-Improvement: Suicide
(2011 / independente – nacional)

01. Wrist-Slashing Symphony
02. Putrefaction Guaranteed
03. Atlas
04. The Dawn Of The Dead
05. Theater Of Lies
06. Exhumed
07. Nova
08. M.D.K.K.
09. The Wheel Keeps Turning
10. Blakkout
11. Locusta Sapiens

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Blakk Market"

Bruce DickinsonBruce Dickinson
Vocalista elege seus 5 álbuns preferidos

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
"O morcego era quente e tinha uma textura crocante!"

HumorHumor
O que os fãs de rock pedem para beber em um bar?

5000 acessosSilverchair: a história por trás da capa de Freak Show5000 acessosAerosmith: Steven Tyler e três mulheres nuas no chuveiro5000 acessosIron Maiden: o pior momento de Bruce Dickinson no palco5000 acessosKiss sobre Secos e Molhados: "há quem acredite em OVNIs"5000 acessosRodolfo Abrantes: "Raimundos como banda não me interessa"5000 acessosGuns N' Roses: assista os primórdios da banda em 1986

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online