Blakk Market: fundindo distorção e melodias

Resenha - Self-Improvement: Suicide - Blakk Market

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Ainda que a região de Florianópolis possua uma cena Heavy Metal bastante discreta, suas bandas têm liberado alguns discos muito bons nos últimos anos. E, neste sentido, o Blakk Market está atuando a uma década, tendo o privilégio de participar da seletiva Wacken Metal Battle 2010 e, entre suas inúmeras apresentações, abriu para o Enthroned e Marduk na ocasião de sua passagem por Santa Catarina.

Runaways: Jackie Fox conta como foi estuprada por Kim FowleyMulheres no Rock: resistência em um meio machista

Foram nada menos do que cinco anos desde o início do processo de gravação até o debut "Self-Improvement: Suicide" chegar ao público. Mas, independente de todas as compreensíveis dificuldades, o Blakk Market persistiu mantendo o foco na qualidade e estreou com um disco totalmente profissional. Com muita atenção às estruturas das canções, os catarinenses apostam no chamado Death Metal Melódico e com boas influências do mestre sueco Dark Tranquillity.

Neste sentido, o Blakk Market consegue mesclar muitas características pelas quais o gênero foi se desenvolvendo desde a década de 1990, seja seguindo por uma linha mais belicosa ou com propensão ao isolamento e melancolia. O resultado é uma música galopante e contemporânea, que, mesmo com eventuais teclados bem encaixados, é indiscutível que tudo permaneça denso e pesado. O repertório segue muito linear, mas se sobressaem as ótimas "Putrefaction Guaranteed", "Atlas", "Theater Of Lies" e a mais moderna "Nova".

Com a produção assinada por Alexei Leão (Stormental, Shadow Of Sadness) em parceria com o próprio Blakk Market, o resultado é um produto de primeira linha. Mesmo não oferecendo nada de realmente novo, "Self-Improvement: Suicide" expõe mais um pouco da diversidade da cena underground da região sul do Brasil, sendo um trabalho indicadíssimo a qualquer headbanger que aprecia a fusão de distorção e melodias.

Contato:
http://www.myspace.com/blakkmarket

Formação:
Fernando Melleu - voz
Alexandre Schneider - guitarra
Thiago Rocha - guitarra e voz
Felippe Chiella - baixo
Allan Barbosa - bateria (convidado)

Blakk Market - Self-Improvement: Suicide
(2011 / independente - nacional)

01. Wrist-Slashing Symphony
02. Putrefaction Guaranteed
03. Atlas
04. The Dawn Of The Dead
05. Theater Of Lies
06. Exhumed
07. Nova
08. M.D.K.K.
09. The Wheel Keeps Turning
10. Blakkout
11. Locusta Sapiens




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Blakk Market"


Runaways: Jackie Fox conta como foi estuprada por Kim FowleyRunaways
Jackie Fox conta como foi estuprada por Kim Fowley

Mulheres no Rock: resistência em um meio machistaMulheres no Rock
Resistência em um meio machista

Fotos de Infância: Skid RowFotos de Infância
Skid Row

Dave Mustaine: 10 coisas que você não sabia sobre eleDoom Metal: os dez trabalhos essenciais do estiloChris Cornell: irmão condena teorias de que cantor foi assassinadoTestament: Bostaph comenta momento embaraçoso no palco

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.