Resenha - Thorns And Blood - Hawthorn

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

7


O chamado Black Metal Cristão sempre vai gerar polêmicas, mas parece que o Hawthorn está preparado para rebater todas as prováveis acusações que lhe serão dirigidas. A banda tem sua origem na Curitiba (PR) de 2004, e a partir daí liberou o EP "Down Of Blood" (08) e o debut "Thorns And Blood" (10), registros que lhe permitiu tocar bastante por aí, inclusive abrindo para o suíço Eluveitie, em passagem por sua cidade natal no começo deste ano.

Em termos de composição e produção, "Thorns And Blood" apresenta um considerável salto em relação ao EP que o antecedeu. A linha musical segue basicamente o que foi proposto pelo underground da Noruega na década de 90, ou seja, aquele Black Metal ríspido que rapidamente se espalhou pelo planeta, influenciando as gerações posteriores a usar melodias obscuras, velocidade hipnótica e generosas doses sinfônicas, macabras e dramáticas.

publicidade

Assim, se o Hawthorn não apresenta, propositadamente, nada de novo, é inegável que seus músicos exploram muito bem as possibilidades dos arranjos, tornando tudo bem movimentado e diversificado, em especial pela forma como trabalham com as vozes. Amanda possui uma voz gutural que é perfeita ao estilo, e a banda oferece ainda muitos rosnados, vocalizações líricas e masculinas limpas por toda a audição.

publicidade

Alguns pontos poderiam ser revistos no futuro, em especial a opção em dar tanto ênfase aos teclados, que conseguem encobrir consideravelmente as guitarras. E também faltou certa coerência na linha lírica, pois, mesmo que o homem perceba várias facetas no Deus cristão, é estranho uma letra falando de 'Deus do Amor' (inclusive a faixa "Eternal Lord" é uma verdadeira oração), seguida por outra pedindo forças ao 'Deus da Guerra'.

publicidade

Independente dos naturais julgamentos em divulgar as virtudes cristãs usando como veículo a agressividade típica do Black Metal, o Hawthorn segue trabalhando e colhendo seus frutos, tanto que "Thorns And Blood" gerou interesse entre os gringos e está sendo liberado no mercado internacional através dos selos Sullen Records e Intense Millennium Records. Opiniões contrárias à parte, este disco possui muitos elementos para atrair o público que curte o hipnotismo típico das bandas extremas dos países nórdicos. Confira e tire suas conclusões!

publicidade

Contato:
http://www.hawthorn.com.br
http://www.myspace.com/hawthornband

Formação:
Amanda - voz
Keisie - guitarra
Totti - teclados
Wilian - baixo
Guilherme - bateria e voz

Hawthorn – Thorns And Blood
(2010 / Thorn Records - nacional)

publicidade

01. Empty Soul
02. Master Of Lies
03. Dark Veil
04. Dark Night
05. Deadly Dreams
06. Eternal Lord
07. Lord Of War
08. Battle Mind
09. Thorns




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Simone Simons: Rammstein me faz querer mexer a bundaSimone Simons
"Rammstein me faz querer mexer a bunda"

Judas Priest: 10 fatos que comprovam que eles são Heavy MetalJudas Priest
10 fatos que comprovam que eles são Heavy Metal


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin