Desolate Ways: influência direta do Paradise Lost

Resenha - Tearful - Desolate Ways

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Oras vejam! Em tempos em que muitas bandas vêm dando cada vez mais prioridade às vocalizações femininas aliadas a arranjos escancaradamente voltados ao mainstream, é com grata surpresa que nos deparamos com alguém que adota os caminhos do Gothic/Doom Metal típico da década de 90. O Desolate Ways, quarteto que vem de Torres (RS) e segue na ativa desde 1998, está chegando com "Tearful", um segundo álbum que tem claramente como inspiração o Paradise Lost da era "Draconian Times" (95).
5000 acessosSlipknot: Corey Taylor já pagou fã para deixar plateia5000 acessosMetallica: Falha geral no sistema de som durante show no RIR

Max Lima (voz e guitarra), Elizeu Hainzenreder (guitarra), Rodrigo Fernandes (baixo) e Ricardo Giordano (bateria) mostram 11 canções que unem o Heavy Metal, o Gótico (com seus genes resgatados lá nos anos 80) e o Doom, executadas com grande elegância, vigor emocional e sempre atento aos detalhes de seus arranjos. E todo o harmonioso clima melancólico é realçado graças às bonitas melodias do teclado de Adriano Sperandir, que também cuidou da mixagem do disco.

A voz de Max é uma mescla aproximada de James Hetfield (Metallica) com Nick Holmes (Paradise Lost), agradando e conseguindo grande sinergia com a parte instrumental. No resultado final, fica complicado selecionar algum destaque, tal o nível emotivo de “Tearful”. Talvez “Falling Down”, pela forte presença do Doom, ou a balada sofrida “Forgive Me”. Ou talvez qualquer outra... Esta é uma típica coleção de canções que poderá conquistar admiradores entre os mais variados subgêneros do rock pesado.

A produção ficou excelente e valoriza cada um dos elementos, captando e transmitindo todo o refinamento sombrio e (até mesmo) acessível da proposta do Desolate Ways. Embora totalmente consciente da já citada influência direta do Paradise Lost – já atentaram para a semelhança das ilustrações da capa de "Teaful" com a do clássico "Draconian Times"? – os gaúchos vão, música após música, convencendo cada vez mais e lá pela metade do CD praticamente já não há mais o que ser provado. Um trabalho muito bom, com um carisma que poucos brasileiros já apresentaram neste estilo.

Desolate Ways - Tearful
(2007 / Erpland Records - nacional)

01. Sacred Mortals
02. Cry No More
03. Cold Embrace
04. Drowned In Tears
05. Forgive Me
06. Alone
07. Falling Down
08. Echoes
09. I Try To Forget
10. My Pain
11. Tearful

Homepage: www.desolateways.com

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Desolate Ways"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Desolate Ways"

SlipknotSlipknot
Corey Taylor já pagou fã para deixar plateia

MetallicaMetallica
Falha geral no sistema de som durante show no RIR

OpiniãoOpinião
Headbangers não praticantes: radicalismo no Metal

5000 acessosAlice in Chains: mensagem subliminar na capa de "The Devil Put Dinosaurs Here"5000 acessosSlipknot: causando medo no cantor Latino durante o Rock In Rio5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19835000 acessosIron Maiden: Dennis Stratton comenta morte de Clive Burr5000 acessosBlack Metal: lista de cinco bandas do lado sinfônico do satanismo4437 acessosKiss: Paul Stanley explica o motivo da maquiagem

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online