Matérias Mais Lidas

Rodolfo Abrantes: O sonho da minha mãe era eu voltar aos RaimundosRodolfo Abrantes
"O sonho da minha mãe era eu voltar aos Raimundos"

Carlinhos Brown: ele diz que provocou garrafadas no Rock in Rio 2001 e explica razãoCarlinhos Brown
Ele diz que provocou garrafadas no Rock in Rio 2001 e explica razão

Guns N' Roses: Bumblefoot revela quais músicas mais gostava de tocar ao vivoGuns N' Roses
Bumblefoot revela quais músicas mais gostava de tocar ao vivo

Yngwie Malmsteen: aos 10 anos ele fazia solos de Blackmore e enganava os amigosYngwie Malmsteen
Aos 10 anos ele fazia solos de Blackmore e enganava os amigos

Nirvana: Kurt Cobain cuspiu no piano de Elton John pensando ser de Axl Rose.Nirvana
Kurt Cobain cuspiu no piano de Elton John pensando ser de Axl Rose.

New York Dolls: morre o guitarrista Sylvain Sylvain, aos 69 anosNew York Dolls
Morre o guitarrista Sylvain Sylvain, aos 69 anos

Jon Schaffer: Todd La Torre se diz chocado, mas não surpreso com atos do guitarristaJon Schaffer
Todd La Torre se diz chocado, mas não surpreso com atos do guitarrista

Accept: Fomos a primeira banda de metal da Alemanha, afirma Wolf HoffmannAccept
"Fomos a primeira banda de metal da Alemanha", afirma Wolf Hoffmann

Kurt Cobain: ele não curtia Led Zeppelin e Aerosmith devido às letras machistasKurt Cobain
Ele não curtia Led Zeppelin e Aerosmith devido às letras machistas

AC/DC: Axl Rose sempre sugeria músicas esquecidas para shows (mas em cima da hora)AC/DC
Axl Rose sempre sugeria músicas esquecidas para shows (mas em cima da hora)

Sebastian Bach: ele volta a criticar Chris Jericho e diz que wrestling é uma m*rdaSebastian Bach
Ele volta a criticar Chris Jericho e diz que wrestling é uma m*rda

Accept: confira vídeo oficial de Zombie Apocalypse, mais uma música do novo álbumAccept
Confira vídeo oficial de "Zombie Apocalypse", mais uma música do novo álbum

Eddie Van Halen: ele chorou quando Wolfgang mostrou música que fala sobre perdaEddie Van Halen
Ele chorou quando Wolfgang mostrou música que fala sobre perda

Zakk Wylde: ele não abandona a guitarra nem para fazer o número 2Zakk Wylde
Ele não abandona a guitarra nem para fazer o número 2

Megadeth: Magia negra arruinou minha vida, diz MustaineMegadeth
"Magia negra arruinou minha vida", diz Mustaine


Matérias Recomendadas

Filhas de Rockstars: conheça algumas das mais bonitasFilhas de Rockstars
Conheça algumas das mais bonitas

Os mais feios: Gene Simmons, Lemmy Kilmister, Alex Van Halen...Os mais feios
Gene Simmons, Lemmy Kilmister, Alex Van Halen...

Rachel Sheherazade: uma bela versão de Iron Maiden a capella em novo vídeoRachel Sheherazade
Uma bela versão de Iron Maiden a capella em novo vídeo

Avenged Sevenfold: The Rev dizia que não passaria dos 30Avenged Sevenfold
The Rev dizia que não passaria dos 30

Mastodon: Brent Hinds diz que Dream Theater é uma banda Gay!Mastodon
Brent Hinds diz que "Dream Theater é uma banda Gay!"

Baladas de Sangue
Stamp

Carro Bomba: Heavy Metal com veia bluesy espessa e carnuda

Resenha - Carcaça - Carro Bomba

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho, Tradução
Enviar Correções  

9


Algo sempre gratificante é observarmos uma banda garantir o merecido espaço seguindo seu próprio instinto, sem ‘rabo preso’ com ninguém e passando à margem das sempre discutíveis tendências da cena musical. Em pouco menos de 10 anos, o Carro Bomba foi modelando sua proposta e se posicionando entre os melhores nomes quando o assunto é rock pesado cantado na língua portuguesa.

Se com "Nervoso" (08) ficou claro que a ideia era injetar uma distorção que afastasse o Carro Bomba da veia hard setentista dos discos anteriores, é com "Carcaça" que os paulistanos mostram não somente a estabilização desta proposta, mas também uma maior homogeneização de sua assinatura Heavy Metal com uma veia bluesy fortíssima, espessa e carnuda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Assim, a maior referência em "Carcaça" é o Black Sabbath, em especial o da fase em que tinha como vocalista Ronnie Dio – atentem para as espetaculares "Combustível" e "Mondo Plastico". O fato é que o repertório é irrepreensível, com arranjos muito bem trabalhados e uma genuína ‘crueza’ de emoção, com temas expostos de forma incisiva e desprovidos de grande refinamento poético, mas condizentes com a alma urbana que sempre vai almejar por dias melhores.

Novamente adotando o Mr. Som (SP) como estúdio, e agora sob a tutela da Laser Company Records, "Carcaça" é motivo de orgulho para qualquer um que compartilhe a paixão pelo rock pesado da velha escola e cantado na língua portuguesa. O Carro Bomba, ao lado do Motorocker e Baranga (um certo editor deve estar feliz! - Yeah, valeu Ben!!!), podem ser considerados como a tríade que representa o que há de mais significativo neste segmento! Se houvesse uma excursão itinerante pelo Brasil envolvendo essas feras...!

Contato:
http://www.carrobombaoficial.com.br
http://www.myspace.com/carrobomba

Formação:
Rogério Fernandes - voz
Marcello Schevano - guitarra
Fabrizio Micheloni - baixo
Heitor Shewchenko - bateria

Carro Bomba - Carcaça
(2011 / Laser Company Records – nacional)

01. Bala Perdida
02. Queimando a Largada
03. Carcaça
04. Combustível
05. O Medo Cala a Cidade
06. Mondo Plastico
07. Blueshit
08. Corpo Fechado
09. O Foda-se III
10. Tortura


Outras resenhas de Carcaça - Carro Bomba

Carro Bomba: Exemplos de como viver em Sampa é um inferno

Carro Bomba: Com justiça, no topo do Heavy Metal brasileiro


Tunecore
Receba novidades de Rock e Heavy Metal por Whats App


Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Carro Bomba: revisitando os velhos tempos

Carro Bomba: banda lança novo videoclipe


Metal SP: documentário sobre Heavy Metal em São PauloMetal SP
Documentário sobre Heavy Metal em São Paulo


Humor: Namore um cara que goste de MetalHumor
Namore um cara que goste de Metal

Exemplos: 10 músicos com deficiências ou problemas de saúdeExemplos
10 músicos com deficiências ou problemas de saúde


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.