Skid Row: ainda com combustível para queimar

Resenha - Revolutions Per Minute - Skid Row

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

7


Demorou, mas enfim está chegando ao mercado brasileiro o mais novo álbum do Skid Row! A banda vem conseguindo passar por cima de todos os problemas que apareceram na última década e, depois do apenas razoável "Thickskin" (03), o pessoal mostra que seu rock n´roll ainda tem muito combustível para queimar em "Revolutions Per Minute", deixando definitivamente para trás a insistente sombra de Sebastian Bach.

O texano Solinger está bem confortável atrás do microfone, algo que não era tão perceptível no registro anterior. Contando com o novo baterista Dave Gara, este álbum se mostra bem mais maduro e, naturalmente, segue buscando novos caminhos para o Hard Rock que rodou o mundo em seus dias de glória. Não faria sentido se a atitude do Skid Row fosse outra, e o mais importante é que seus músicos exibem uma garra que não se encontra em boa parte das bandas do gênero que vem liberando discos atualmente.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Revolutions Per Minute" traz muito peso sem o grupo descartar suas origens, mesclando-as sabiamente com arranjos mais atuais. As 11 faixas (mais um bônus) estão bem diversificadas, com guitarras insanas e refrões bem elaborados, tendo como base o Hard Rock, flertando descaradamente com o Heavy Metal e com momentos de Punk Rock, sem praticamente perder a unidade como um todo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O disco começa com o impacto de pesos-pesados do porte de "Disease" e "Another Dick In The System", e mantém o pique com a banda novamente mostrando seu apreço pelo lado punk da coisa em "White Trash" e "When God Can't Wait", esta última com um inesperado alto-astral onde fica impossível o ouvinte não assobiar suas melodias pegajosas. Há momentos em que o Skid Row dá sinais de perder parte desta vitalidade, como em "Pulling My Heart Out From Under Me" ou "Your Lie". Pouca coisa, pois a bomba novamente explode em "Love Is Dead" e "Let It Ride".

Embora muitos não apreciem a idéia, o Skid Row sempre manteve certos laços, ainda que tênues, com o rock underground, laços que agora estão mais fortes. "Revolutions Per Minute" é um registro que tem tudo para atrair os interessados em rock pesado e agressivo, mesmo o Skid Row tendo como estigma ser uma banda de Hard Rock 'farofa', o que é uma injustiça desde "Slave To The Grind". Vale uma conferida, pois a banda continua tão legal quanto quase sempre foi!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Formação:
Johnny Solinger - Voz
Snake Sabo - Guitarra
Scotti Hill - Guitarra
Rachel Bolan - Baixo
Dave Gara - Bateria

Skid Row - Revolutions Per Minute
(2006 / Steamhammer - 2007 / Hellion Records)

01. Disease
02. Another Dick In The System
03. Pulling My Heart Out From Under Me
04. When God Can't Wait
05. Shut Up Baby, I Love You
06. Strength
07. White Trash
08. You Lie
09. Nothing
10. Love Is Dead
11. Let It Ride
12. You Lie (versão alternativa)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Homepage: www.skidrow.com


Outras resenhas de Revolutions Per Minute - Skid Row

Skid Row: os anos 80 não ficaram para trás

Resenha - Revolutions Per Minute - Skid Row




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Sebastian Bach: em vídeo, a jam com Zakk Wylde em 1987 que o fez entrar no Skid RowSebastian Bach
Em vídeo, a jam com Zakk Wylde em 1987 que o fez entrar no Skid Row

Chris Jericho: vocalista rebate Sebastian Bach com tirada sensacionalChris Jericho
Vocalista rebate Sebastian Bach com tirada sensacional

Van Halen: Sebastian Bach diz que foi cotado para ser o vocalista da banda em 1996Van Halen
Sebastian Bach diz que foi cotado para ser o vocalista da banda em 1996

Sebastian Bach: vocalista critica Chris Jericho por nome de turnê (realizada em 2017)Sebastian Bach
Vocalista critica Chris Jericho por nome de turnê (realizada em 2017)

Skid Row: Rachel Bolan diz que ele e Sebastian Bach não eram amigos, apenas parceirosSkid Row
Rachel Bolan diz que ele e Sebastian Bach não eram amigos, apenas parceiros

Chadwick Boseman: Mick Jagger, Slash e outros músicos lamentam morte do atorChadwick Boseman
Mick Jagger, Slash e outros músicos lamentam morte do ator


Sebastian Bach: Vinnie Paul amava viver e merecia ter envelhecidoSebastian Bach
"Vinnie Paul amava viver e merecia ter envelhecido"

Skid Row: nota oficial sobre Harnell e boatos de turnê com o GN'RSkid Row
Nota oficial sobre Harnell e boatos de turnê com o GN'R


Legião Urbana: a versão de Renato Rocha sobre a sua saídaLegião Urbana
A versão de Renato Rocha sobre a sua saída

Manowar: o dia em que a banda arregou pro Twisted SisterManowar
O dia em que a banda arregou pro Twisted Sister


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Cli336 Cli336 CliHo Cli336 Cli336