Resenha - Illusion Industries - Psy-Kick

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Aqui temos um conjunto paulistano que está debutando com uma sonoridade que não é algo que aparece com muita freqüência aqui pelo Brasil. O Psy-Kick foi formado no início de 2004 quando dois membros de bandas do cenário Black Metal, Zasvanna (ex-Alocer) e Virus (ex-Unearthly), se uniram para fazer algo voltado ao Cyber Metal (mais um rótulo, mas que se aplica totalmente por aqui).
5000 acessosLars Ulrich: O motivo pelo qual o Big Four tocou "Am I Evil"5000 acessosO lado escuro do rock: você acredita em magia negra?

Depois de alguns ajustes em sua formação, o Psy-Kick se estabilizou com Zasvanna (voz), Virus (voz, guitarra, sintetizadores), Scorn (guitarra), Seven (baixo) e Error (bateria), e estas figuras de visual carregadíssimo estão lançando de forma independente seu primeiro álbum denominado “Illusion Industries”, que se revela um excelente primeiro passo, destes dignos de servir de exemplo a alguns conjuntos que estão há tempos na estrada.

Com uma produção de primeira que ficou aos cuidados da própria banda, o resultado é high-tech, pesadíssimo, obscuro e convulsivo, com um equilíbrio convincente entre as várias camadas de sintetizadores e o lado metálico da coisa. Tanto musical como liricamente, o conjunto expõe de forma muito cáustica a impressão que possui da sociedade contemporânea sobre esta esfera azul, em arranjos que transmitem puro inconformismo e certa melancolia.

O desempenho de toda a banda é excelente, mas a atuação de Zasvanna é digna de nota. O estilo agonizante desta menina ficou perfeito e está totalmente encaixado na proposta do Psy-Kick, seja cantando de forma rasgada (lembrando algo de Danny Filth, do Cradle Of Filth), e mostrando ainda uma bela voz nas poucas ocasiões em que canta limpo. Suas vocalizações são ainda complementadas ou sobrepostas às de Virus, que segue uma linha mais grave, e o resultado final é muito bom mesmo.

Mesmo com algumas poucas repetições nos efeitos e tendo algumas guitarras que também soam relativamente similares entre si – algo que provavelmente será ajustado com o passar do tempo – o Psy-Kick mostra muito potencial e um estilo já definido com seu delirante “Illusion Industries”, deixando para trás muitas das bandas gringas que seguem este gênero. Totalmente indicado aos admiradores de The Kovenant, Deathstars, etc.

Contato:
http://www.psykick.com.br
ronaldo.gollo@gmail.com

Psy-Kick - Illusion Industries
(2006 / independente – nacional)

01. Mass Of Despair
02. Start The Grieving
03. God´s Stupid Planet
04. Temptation
05. Lifeless Modern Life
06. Superior
07. Deadly Land
08. Disintegrate / Deteriorate
09. Dance To Reality

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Psykick"

Lars UlrichLars Ulrich
O motivo pelo qual o Big Four tocou "Am I Evil"

GhostGhost
O lado escuro do rock: você acredita em magia negra?

BizarricesBizarrices
Ozzy Osbourne, Rolling Stones, The Who e outros

5000 acessosMegadeth: "Magia negra arruinou minha vida", diz Mustaine5000 acessosMetallica: por que 9 entre 10 fãs odeiam "Load" e "Reload"?5000 acessosVício: Phil Anselmo relata como é ser viciado em heroína5000 acessosMetal Extremo: os logos mais ilegíveis já criados5000 acessosTestament: Como alguém gosta de Sabbath e Led e odeia os Beatles?5000 acessosMetal/Hard: Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuais

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online