Balls: Puro rock' n'roll brazuca cheio de irreverência

Resenha - Balls - Balls

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


E aí, vamos voltar no tempo? O Balls é mais uma dessas bandas com longo tempo de estrada e que, aos poucos, está conseguindo sair da obscuridade. Natural da capital paulista e com mais de duas décadas tocando por aí, inclusive marcando presença no palco alternativo do Lollapalooza Brasil 2012, o pessoal mostrou persistência e agora está estreando em disco com o auto-intitulado “Balls”.
5000 acessosLars Ulrich: Ele deu urina de Zakk pros fãs beberem?5000 acessosTreta: Zakk Wylde cuspiu cerveja em James Hetfield?

E “Balls” está recheado de Hard Rock com toda aquela malícia e irreverência que tanta história gerou na saudosa década de 1970. Desde os primeiros acordes já dá para sacar que o pessoal realmente tem muito tempo de estrada, as composições estão perfeitamente maduras e muito, mas muito bem executadas. Some aí uma produção que valorizou cada um dos instrumentos e temos um belo disco, animado o suficiente para não ser tão facilmente esquecido.

As letras, todas cantadas na língua portuguesa, também seguem uma abordagem retrô, cheia de malícia, malandragem e sacanagem correndo solta. E, mesmo que várias delas exalem certa ingenuidade, é inegável que tudo se encaixa adequadamente, tanto que “A Noite Inteira é Rock”, “Até Agora”, “Brincando com Fogo” e “Pela Passarela” são alguns dos exemplos excepcionalmente atraentes ao longo dos 45 minutos de audição.

O Balls é puro rock´n´roll brazuca cheio de irreverência e que será apreciado pelos fervorosos devotos de todo o alto astral que somente o gênero pode proporcionar! Se o leitor aprecia a Casa das Máquinas, Mutantes, Kiss, AC/DC, Rolling Stones e Aerosmith, pode conferir sem medo. E, em tempo: “Balls” está sendo liberado no formato SMD (semi metalic disc), o que garante um preço insignificante!

Contato:
http://www.balls.com.br
http://www.myspace/bandaballs

Formação:
Danilo Martire - voz
Fernando Gargantini - guitarra
Pi Malandrino - guitarra
Alexandre Fávero - baixo
Lauro Santhiago - bateria

Balls – Balls
(2011 / independente – nacional)

01. A Noite Inteira é Rock
02. Ela Tem Tudo
03. Até Agora
04. Brincando com Fogo
05. Fazer Nada
06. Do Homem Pra Mulher
07. Eu Era Como Um Rei
08. Tocando a Gente Se Entende
09. Pela Passarela
10. A Próxima
11. Seguindo Em Frente

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Balls"

Lars UlrichLars Ulrich
Ele deu mijo de Zakk pros fãs beberem?

Treta históricaTreta histórica
Zakk Wylde cuspiu cerveja em James Hetfield?

LGBTLGBT
Confira alguns músicos que não são heterossexuais

5000 acessosMTV: experts indicam as maiores bandas de Heavy Metal5000 acessosAvenged Sevenfold: bêbados, os caras resolvem tocar em bar na Finlândia5000 acessosRadiohead: nome da banda veio de música do Chico Buarque?5000 acessosBruce Dickinson: vencer o câncer foi um "aprendizado de vida"5000 acessosIron Maiden: Paul Di'Anno fala sobre saúde de Clive Burr3141 acessosIron Maiden: as relações de Duna com o mundo musical

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online