Resenha - Rising - Shakra

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Shakra é uma banda suíça que é praticamente desconhecida do público brasileiro, porém, desde o lançamento de seu primeiro registro em 1998, tornou-se muito respeitada em sua terra natal e, com o passar dos anos e dos lançamentos de seus bons discos, foram expandindo suas fronteiras e conquistando fãs por vários países, em especial Alemanha e Japão.

Como batizar a criança: os nomes de bandas mais estúpidosOs mais feios: Gene Simmons, Lemmy Kilmister, Alex Van Halen...

"Rising" é seu quarto álbum de estúdio, tendo sido colocado no mercado em 2003 e chega ao Brasil neste ano via Big Rock Music. Este disco conta com a estréia do novo vocalista Mark Fox ocupando a vaga de Pete Wiedmer, que deixou a banda por problemas com sua saúde. A formação se completa com Thom Blunier (guitarra), Thomas Muster (guitarra), Oli Linder (baixo) e Roger Tanner (bateria).

Mark Fox realmente honra seu posto atrás do microfone e soa de maneira semelhante a Pete em algumas passagens; e o Shakra, apesar de executar um hard rock bem melódico e bastante simples, o faz muito bem feito, lembrando em vários momentos algo de AC/DC, Pink Cream 69 e até mesmo Bon Jovi. O trabalho da dupla de guitarristas é muito acima da média, criando melodias cativantes e apresentando os famosos refrãos que o ouvinte já sai assobiando logo após a primeira audição, sejam nas canções mais pesadas ou na bonita balada "I Will Be There", que poderia fazer parte da programação de qualquer rádio.

A Suíça se tornou famosa no meio musical por mostrar ao mundo conjuntos como o legendário Krokus e Gotthard, mas os anos vão passando e dando espaço a uma nova geração de boas bandas, e o Shakra é com certeza uma delas. Os amantes de hard rock devem conferir este quinteto, pois "Rising" é um disco forte, direto e dono de excelente produção.

SHAKRA - Rising
(2003 / Point Music - 2005 / Big Rock Music)

01. Now or Never
02. Done Me Wrong
03. Too Good for Me
04. I Will be There
05. Rising High
06. Little Stories
07. My Life - My World
08. Sign in the Sky
09. Run Away
10. Fight the Fire
11. Anything
12. Trapped

Homepage - www.shakra.ch




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Shakra"


Como batizar a criança: os nomes de bandas mais estúpidosComo batizar a criança
Os nomes de bandas mais estúpidos

Os mais feios: Gene Simmons, Lemmy Kilmister, Alex Van Halen...Os mais feios
Gene Simmons, Lemmy Kilmister, Alex Van Halen...

Trues quase infartaram: Obituary mitou ao lado de Joelma e ChimbinhaTrues quase infartaram
Obituary mitou ao lado de Joelma e Chimbinha

Raul Seixas: Perguntas e respostas e curiosidades diversasRaul Seixas
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Metallica: NME elege as 10 melhores músicas do grupoMetallica
NME elege as 10 melhores músicas do grupo

Velvet Revolver: guitarrista explica por que demitiram ScottVelvet Revolver
Guitarrista explica por que demitiram Scott

Dave Grohl: o que ele pensou no dia seguinte à morte de Kurt Cobain?Dave Grohl
O que ele pensou no dia seguinte à morte de Kurt Cobain?


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336