Resenha - Mystica - Axel Rudi Pell

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

9


Axel Rudi Pell é um destes músicos que expõe todo o feeling do rock´n´roll de forma tão clara como poucos hoje em dia. Com uma fórmula bem sucedida e sem inovações desnecessárias, este guitarrista está chegando a seu décimo-primeiro álbum de estúdio com o mesmo excelente time dos últimos anos, sendo Johnny Gioeli (voz), o próprio Axel (guitarra), Volker Krawczak (baixo), Ferdy Doernberg (teclados) e o monstro Mike Terrana (bateria); e "Mystica" é mais um belo trabalho em sua extensa discografia.

Seu híbrido de Hard Rock com Heavy Metal, mesmo tão calcado na velha escola do rock pesado, nunca deixou de demonstrar certo frescor. Apesar de Axel ser o mestre, ele sempre fez questão de deixar espaço de sobra para os outros músicos mostrarem seu talento, tanto que Johnny Gioeli é outro dos destaques individuais, um cantor e gritador fantástico, com uma voz sensível e poderosa.

publicidade

Basicamente, como não poderia deixar de ser, "Mystica" é totalmente orientado por guitarras com um senso de melodia ímpar, bem pegajosas, e refrãos ainda mais. Não há canções ruins por aqui, mas chamam a atenção no ato "Fly To The Moon", uma faixa típica deste alemão, com muita distorção, solo matador e Terrana fazendo um estrago em sua bateria. "Rock The Nation" impressiona com seus momentos amenos que explodem em puro peso e energia, além de um refrão que será cantado em uníssono durante as apresentações.

publicidade

Sempre com bom gosto para baladas, a bonita e introspectiva "No Chance To Live" é o ponto alto neste quesito, com uma das grandes interpretações de Gioeli nesta banda. E fechando o álbum com honras, a longa "The Curse Of The Damned", épica e tensa, cuja maior característica é a verdadeira batalha entre a guitarra e os teclados, em solos de cair o queixo.

publicidade

É compreensível que muitos achem que seus discos seguem a mesma linha, sem variações entre si. Isto é fato comprovado. Mas, por outro lado, outros tantos não se decepcionam com o "algo especial" que sua música transmite. Se o caro leitor for um destes, corra atrás do seu exemplar, pois "Mystica" continua honrando a carreira bem sucedida de Axel Rudi Pell. Um discão!

publicidade

Um toque: este disco estará sendo lançado no mercado nacional em pouco tempo. Então não sejam precipitados como este que escreve estas linhas, que acabou pagando por um importado de bobeira...

Formação:
Johnny Gioeli - voz
Axel Rudi Pell - guitarra
Volker Krawczak - baixo
Ferdy Doernberg - teclados
Mike Terrana - bateria

Axel Rudi Pell – Mystica
(2006 – SPV/Steamhammer - importado)

publicidade

01. The Mysterious Return (Intro)
02. Fly To The Moon
03. Rock The Nation
04. Valley Of Sin
05. Living A Lie
06. No Chance To Live
07. Mystica
08. Haunted Castle Serenade (Opus # 4 grazioso e agresso)
09. Losing The Game
10. The Curse Of The Damned

Homepage: www.axel-rudi-pell.de


Outras resenhas de Mystica - Axel Rudi Pell

Axel Rudi Pell: hard maduro, evoluído e moderno

Axel Rudi Pell: na linha dos trabalhos anteriores

Axel Rudi Pell: orgulho em não inovar?




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Heavy Metal: Alguns discos que são obras-primas pouco lembradasHeavy Metal
Alguns discos que são obras-primas pouco lembradas


King Diamond: Alguém já o viu sem a maquiagem?King Diamond
Alguém já o viu sem a maquiagem?

Polêmica: as músicas mais controversas da história do RockPolêmica
As músicas mais controversas da história do Rock


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin