Great White: melhor do que no final dos anos 90

Resenha - Back To The Rhythm - Great White

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 7


O Great White, quando liberou o álbum "... Twice Shy" em 1988, figurou entre os conjuntos que morderam um naco da fama no auge do sucesso comercial do Hard Rock norte-americano. Mesmo os subseqüentes "Hooked" (91) e "Psycho City" (92) sendo dois outros importantes trabalhos, sua popularidade começa a cair entre o grande público - não que a banda se importasse muito com isso, pois sua vida sempre foi a estrada, e é lá que estavam os verdadeiros fãs.

Punk: 10 músicos que são mais ricos do que você pensaReb Beach: "Não me importo de dizer que Kirk Hammet é um bosta"

O nome da banda somente volta aos noticiários de todo o globo quando, em 20 de fevereiro de 2002, os efeitos pirotécnicos usados logo no início de um show causaram um enorme incêndio onde morrem 96 pessoas, incluindo aí o guitarrista Ty Longley, em uma apresentação no clube The Station, em Rhode Island. O Great White, naturalmente muito abalado com toda a tragédia, logo a seguir declarou o fim de suas atividades.

Foi somente em 2007 que o grupo retornou aos estúdios para liberar um registro em comemoração aos 25 anos de suas atividades, e o resultado é este bom "Back To The Rhythm", que apresenta boas doses da sonoridade despojada e tão apreciada entre seus fãs. E, mesmo trazendo muitas faixas amenas e acústicas entre seu Rock'n'Roll e Hard Rock infestado de Blues, ainda assim este consegue ser um trabalho bem mais definido do que a irregular fase que marcou seus discos lá pela segunda metade da década de 1990.

Canções como a faixa-título, "Here Goes My Head Again" (bom solo aqui!) e "Still Hungry" mostram um Great White realmente inspiradão. "Play On", "Was It The Night", "I'm Alive" e "Just Yesterday" são algumas das ocasiões por demais melosas que, mesmo estando longe de serem consideradas ruins, contribuem para que "Back To The Rhythm" acabe perdendo o foco mais rock'n'roll que seria o ideal em qualquer disco do gênero.

Mas, ainda que "Back To The Rhythm" não apresente uma banda com o nível de carisma criativo como o foi em seus dias de glória, o importante é que o Great White está de volta, e fazendo o que realmente gosta: blues rock honesto, sem demasiadas decorações e ainda resistente às eternas tendências do mercado fonográfico. E o fato de estarem na estrada há tanto tempo e venderem mais de seis milhões de discos são motivos mais do que suficientes para serem lembrados principalmente por sua música, e não somente relacionados com a já citada tragédia.

Formação:
Jack Russell - voz
Mark Kendall - guitarra
Michael Lardie - guitarra, teclados e percussão
Sean McNabb - baixo
Audie Desbrow - bateria

Great White - Back To The Rhythm
(2007 / Frontiers - importado)

01. Back To The Rhythm
02. Here Goes My Head Again
03. Take Me Down
04. Play On
05. Was It The Night
06. I'm Alive
07. Still Hungry
08. Standin' On The Edge
09. How Far Is Heaven
10. Neighborhood
11. 30 Days In The Hole
12. Just Yesterday

Homepage: www.mistabone.com/band.shtml




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Great White"


Farofa?: 7 bandas estigmatizadas pelo rótulo de hard farofaFarofa?
7 bandas estigmatizadas pelo rótulo de "hard farofa"

Capas: confira as mais belas feitas pelo designer Hugh SymeCapas
Confira as mais belas feitas pelo designer Hugh Syme


Punk: 10 músicos que são mais ricos do que você pensaPunk
10 músicos que são mais ricos do que você pensa

Reb Beach: Não me importo de dizer que Kirk Hammet é um bostaReb Beach
"Não me importo de dizer que Kirk Hammet é um bosta"


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336