Resenha - Court In The Act - Satan

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos


Antes de mais nada, vamos esclarecer o caro leitor. Essa banda Satan não tem absolutamente nada de Black Metal e o satanismo fica limitado somente ao nome mesmo...

Rock e Metal: todo artista tem uma fase vergonhosaEddie Van Halen: "Eruption foi um acidente"

Satan e este seu debut "Court In The Act", lançado nos idos de 1983, se tornou um clássico do NWOBHM e provavelmente um dos últimos grandes discos desta era, sendo que a partir desta data o rock pesado norte-americano começou a dominar o mercado mundial e o metal britânico ficaria limitado somente às suas já grandes bandas, como Judas Priest, Saxon e Iron Maiden.

A história do Satan começa em 1979, na cidade de Newcastle, onde os amigos guitarristas Steve Ramsey e Russ Tippins formam a banda ainda na escola. As típicas mudanças de formação ocorrem com alguma frequência, mas seguem definindo e polindo sua música. Em 1982, em plena efervescência do NWOBHM, Satan lança a demo em cassete "Into The Fire Cassete" e ainda o vinil de 7" "Kiss Of Death". Apesar das grandes dificuldades que a banda encontrava para conseguir uma gravadora em função de seu nome ser de gosto um tanto quanto duvidoso, a gravadora Metal Blade resolve arriscar e assina com o Satan.

"Court In The Act" foi gravado em agosto de 1983 tendo em sua formação o grande Brian Ross (Blitzkreig, Avenger) nas vozes, Steve Ramsey e Russ Tippins nas guitarras, Graeme English no baixo e Sean Taylor na bateria. O álbum ainda conta com a participação especial de Alan Hunter da banda Tyson Dog.

Com este disco no mercado, a repercussão foi tão grande que conquistaram fãs em toda a Europa e EUA. O golpe de sorte para o Satan foi ter neste disco a presença de Brian Ross, que possui uma bela e potente voz. Mas a banda não fica atrás, principalmente tendo em sua formação dois excelentes guitarristas muito entrosados e que despejavam excelentes riffs em músicas bem construídas, sejam rápidas ou cadenciadas, de uma energia totalmente Heavy Metal.

Mesmo com o disco muito bem aceito pelo público, ainda tinham dificuldades por causa do nome Satan e, com o intuito de mudar sua imagem, acabam por dispensar Brian Ross. Com novo vocalista de nome Lou Alfaiate, passam a se denominar Blind Fury e lançam um álbum auto-intitulado cuja sonoridade era bem diferente do que a banda havia feito anteriormente.

Tudo deu errado e mudam novamente o nome para Satan (impressionante a indecisão!!!) e, com mais um vocalista chamado Michael Jackson (sem piadas, por favor) lançam dois bons registros, o EP "Into The Future" e o LP "Suspended Sentence", ambos em 1987. E o que acontece? Novamente a banda muda de nome. O que era Satan, Blind Fury, novamente Satan, agora é Pariah, e conseguem sobreviver mais alguns anos, até tudo se acabar...

Bom, nem tudo se acabou na realidade, pois no Satan passaram figuras que se tornaram ilustres. Brian Ross segue ainda em seu velho Blitzkrieg e Steve Ramsey e Graeme English deram origem ao influente e hoje extinto folk metal do Skyclad.

SATAN - The Cout In The Act
(1983 - Metal Blade Records)

01. In To The Fire
02. Trial By Fire
03. Blades Of Steel
04. No Turning Back
05. Broken Treaties
06. Break Free
07. Hunt You Down
08. The Ritual
09. Dark Side Of Innocence
10. Alone In The Dock




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Satan"


Heavy Metal: Alguns discos que são obras-primas pouco lembradas - Parte 3Heavy Metal
Alguns discos que são obras-primas pouco lembradas - Parte 3


Rock e Metal: todo artista tem uma fase vergonhosaRock e Metal
Todo artista tem uma fase vergonhosa

Eddie Van Halen: Eruption foi um acidenteEddie Van Halen
"Eruption foi um acidente"

Guitar World: os 100 piores solos de guitarra da históriaGuitar World
Os 100 piores solos de guitarra da história

Separados no nascimento: Steven Tyler e Márcia GoldsmichSeparados no nascimento
Steven Tyler e Márcia Goldsmich

Iron Maiden: como soa a voz de Bruce Dickinson isolada?Iron Maiden
Como soa a voz de Bruce Dickinson isolada?

Jared Leto: carta de amor e rato vivo para Margot RobbieJared Leto
Carta de amor e rato vivo para Margot Robbie

Rihanna: Slipknot é sua banda favorita, mas eles não compareceram em eventoRihanna
Slipknot é sua banda favorita, mas eles não compareceram em evento


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336