Resenha - Arena - Perpetual Dreams

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

8


Vindo de Blumenau (SC), o Perpetual Dreams está na ativa desde 1995, já possuindo boa experiência e sendo respeitados por fãs e mídia especializada. Tendo em sua formação Eduardo D´Avila (voz), Deny Bonfante (guitarra), Jan Findeiss (teclado), Chris Link (baixo) e Fabio Passold (bateria), este pessoal está lançando agora seu quarto registro via Hellion Records.

O estilo é heavy metal melódico, com ótimos músicos, merecendo ênfase o guitarrista (este é uma fera virtuosa!!! ) e o tecladista, que formam uma dupla formidável, destas que dá realmente prazer em escutar. A parte instrumental de suas canções tem arranjos excelentes, técnica e muito feeling, mostrando algo de Iron Maiden, Malmsteen e até mesmo do grande Rainbow, porém soando bem mais modernos.

publicidade

Ainda sobre seus músicos, o vocalista Eduardo consegue dividir opiniões. Naturalmente alguns apreciarão seu estilo melódico, mas creio que aqui não está perfeitamente adequado às canções, soando forçado em muitos momentos.

Independente deste fato, em "Arena" há grandes músicas. Merece destaque "Push", que explode com muita garra e deixa boa impressão logo no início. "Falling Down" e "My Revenge" mostram uma faceta mais clássica, onde a atuação de Deny e Jan empolgam mesmo; assim como a bonita "Braveheart", que merece citação pelo uso de uma orquestra simples, mas muito bem encaixada.

publicidade

"No More Lies" é um hard rock de primeira linha e aqui a voz de Eduardo realmente funciona de acordo, tornando esta a melhor canção do registro pelo simples fato de mostrar todo o Perpetual Dreams atuando de maneira plena. Por fim, este CD também traz como bônus um vídeo para a faixa "Push".

"Arena" possui uma gravação forte que valoriza cada um dos instrumentos. É com certeza um disco que mostra coesão e homogeneidade muito acima da média quando pensamos em heavy metal melódico brasileiro. Com todo este potencial, não será nada difícil o Perpetual Dreams angariar um bom número de fãs por aqui, mesmo enfrentando concorrência em virtude do grande número de bandas que tocam este gênero musical.

publicidade

Perpetual Dreams – Arena
(2005 - Hellion Records)

01. Arena
02. Push
03. Falling Down
04. Braveheart
05. No More Lies
06. Escape In Em
07. My Revenge
08. Alive
09. Conspiracy
10. Forever Lost In Time
11. Terrorslaves

Push (video-bônus)

Homepage: www.perpetualdreams.net


Outras resenhas de Arena - Perpetual Dreams

Resenha - Arena - Perpetual Dreams

Resenha - Arena - Perpetual Dreams




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metal Catarinense: 10 bandas para se conhecer [Parte 1]Metal Catarinense
10 bandas para se conhecer [Parte 1]

Perpetual Dreams: A coleção dos integrantes da banda catarinensePerpetual Dreams
A coleção dos integrantes da banda catarinense


Osama Bin Laden: O que havia na sua coleção de cassetes?Osama Bin Laden
O que havia na sua coleção de cassetes?

Guns N' Roses: álcool, drogas e intrigas nos primórdios da bandaGuns N' Roses
álcool, drogas e intrigas nos primórdios da banda


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin