Asphyx: uma verdadeira e extrema pérola old school

Resenha - Last One On Earth - Asphyx

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Tendo iniciando sua carreira na Holanda de 1987, o Asphyx primou por uma trajetória turbulenta, pois sua formação sempre foi irritantemente instável a ponto de suas atividades serem interrompidas em diversas ocasiões. Ainda assim, a banda se tornou um importante nome na música extrema mundial, em especial depois que passou a contar com a voz de Martin Van Drunen, então recém-saído do Pestilence.
5000 acessosMotorhead: Lemmy responde perguntas dos fãs5000 acessosAvenged Sevenfold: cheirando cocaína com The Rev após a rehab

E é nesta fase que o álbum “Last One On Earth” se encontra. Liberado originalmente em 1992, sua tiragem se esgotou a ponto de novamente ser relançado em 2006, então com vários bônus. Considerado por muitos como o mais marcante registro de sua discografia, a boa notícia é que esta mesma versão estendida chegou ao Brasil no ano passado através de uma elogiável iniciativa do selo Kill Again Records.

E, se com a estréia “The Rack” (91), o Asphyx percebeu que havia muito para progredir em termos de produção, com certeza foi com o sucessor “Last One On Earth” que o problema se resolveu. Com as guitarras bem à frente, bateria e baixo perfeitamente audíveis, além das sempre incríveis linhas vocais profundamente agonizantes de Van Drunen – que fez questão de utilizar uma abordagem relativamente distinta da aplicada em sua ex-banda – tudo enfim soava realmente poderoso. A mescla de Death e Doom Metal resultante é dona de uma densidade que impressiona por seu dinamismo, tornando o repertório atraente do início ao fim.

Mas, ainda assim, são dignos de destaque monumentos como “M.S. Bismarck” e “Asphyx (Forgotten War)”. Também merece citação a ‘sabbática’ “Streams Of Ancient Wisdom”, já conhecida por constar no single “Mutilating Process” (89) e cantada originalmente pelo falecido Theo Loomans. E, além das oito faixas originais, o novo repertório foi presenteado com o EP “Crush The Cenotaph” (92) e o “Promo '91“, que o público somente conhecia no formato fita-cassete.

Sempre foi difícil acrescentar sua marca para manter alguma personalidade neste segmento da música extrema. Mas foi com a simplicidade de suas canções, tão brutais em sua cadência e velocidade, que o Asphyx deu à luz uma verdadeira pérola ‘old school’. “Last One On Earth” é uma verdadeira aula no que concerne a uma das mais polêmicas vertentes do Heavy Metal, imprescindível aos devotos do estilo!

Formação:
Martin Van Drunen - voz
Eric Daniels - guitarra
Ron Van Pol - baixo
Bob Bagchus - bateria

Asphyx - Last One On Earth
(1992 / Century Media Records – 2008 / Kill Again Records – nacional)

01. M.S. Bismarck
02. The Krusher
03. Serenade In Lead
04. Last One On Earth
05. The Incarnation Of Lust
06. Streams Of Ancient Wisdom
07. Food For The Ignorant
08. Asphyx (Forgotten War)

Bônus: EP “Crush The Cenotaph” (92)
09. Crush The Cenotaph
10. Rite Of Shades
11. The Krusher
12. Evocation (live)
13. Wasteland Of Terror (live)

Bônus: Demo-Tape “Promo '91“
14. The Sickening Dwell
15. Conjuration Of Choronzon (Evocation)
16. Diabolical Existence

Homepage: www.myspace.com/officialasphyx

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Asphyx"

HailMetal.comHailMetal.com
Os cinqüenta melhores álbuns de Death Metal

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Asphyx"

MotorheadMotorhead
Lemmy Kilmister responde perguntas dos fãs

Avenged SevenfoldAvenged Sevenfold
Cheirando cocaína com The Rev após a rehab

PoeiraPoeira
A fúria de Ian Anderson pra cima do Led Zeppelin

5000 acessosLGBT: confira alguns músicos que não são heterossexuais5000 acessosCapas de álbuns: agora com gatos em discos clássicos5000 acessosSteve Grimmett: o quinto colocado para substituir Bruce5000 acessosMascotes: blog elege o top 10 dos mais imponentes do Metal5000 acessosSergiy Putyatov: o guitarrista mais rápido do mundo?5000 acessosAndreas Kisser: "Lemmy Kilmister era maior do que Jimi Hendrix"

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online