Resenha - Nether Hell - Scars

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

10


Formado em 1991 na cidade de São Paulo e tendo muita história bacana para contar (veja a entrevista já publicada aqui no Whiplash!), o Scars chega agora com seu segundo registro chamado "The Nether Hell", um EP com seis raivosas faixas, onde o incorformismo com os rumos de nossa sociedade é destilado com o melhor que se pode esperar em termos de thrash com doses de death e até mesmo algo de black metal.

Este registro conta com Régis Frederico (voz), Alex Zeraib, (guitarra), Eduardo Boccomino (guitarra), André Sterzza (baixo) e contou com a participação de Fabrício Ravelli, um verdadeiro monstrinho na bateria. O trabalho de produção da própria banda com Tito Falaschi no Lumen Studios garantiu uma distorção nítida, com todos os instrumentos aparecendo homogeneamente. Em especial adorei o som que se extraiu da bateria.

publicidade

O Scars usou o Inferno do clássico "A Divina Comédia" de Dante Alighieri para mostrar através de sua música que a sede de poder, a forma como o homem faz uso do mesmo e suas conseqüências não mudaram através dos séculos. Vale mencionar ainda que toda a concepção gráfica do CD traz ilustrações e frases desta obra-prima da literatura universal.

publicidade

"Creatures That Come Alive In The Dark" e "Warfare" mostram que, mesmo depois de um bom tempo parados, os paulistanos não perderam o pique para o puro thrash metal com influências da velha escola do gênero. Porém, creio que o destaque absoluto vai para a faixa-título, dona de passagens rápidas e cadenciadas, solos melodiosos, uma canção irretocável. A presença do death e black metal é claramente notada principalmente em "Hidden Roots Of Evil", que fecha o disco com um peso avassalador.

publicidade

"The Nether Hell" não é indicado, meu amigo. É INDISPENSÁVEL aos headbangers amantes do thrash de riffs bem definidos, sendo um dos grandes discos lançados em 2005 neste estilo. Confira e tire suas próprias conclusões...

SCARS – The Nether Hell
(2005 – independente)

01. Creatures That Come Alive In The Dark
02. Warfare
03. Nether Hell
04. Legions (Forgotten By The Gods)
05. Return To The Killing Ground
06. Hidden Roots Of Evil

publicidade

Homepage: www.scars.com.br


Outras resenhas de Nether Hell - Scars

Resenha - Nether Hell - Scars




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Scars: em Predatory, banda mostra o homem como predador de si mesmo e do planeta

Scars: Cicatrizes thrash metal paulistanas


Edu Falaschi: os dez vocalistas brasileiros preferidos deleEdu Falaschi
Os dez vocalistas brasileiros preferidos dele


Music Radar: Os maiores frontmen de todos os temposMusic Radar
Os maiores frontmen de todos os tempos

Mini Iron Maiden: tocando Ghost Of The Navigator na escolaMini Iron Maiden
Tocando "Ghost Of The Navigator" na escola


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin