Bad Trip: paulistanos no sentido oposto da modernidade

Resenha - Yellow Tree - Bad Trip

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  


Bem legal essa demo! Enquanto tantas bandas procuram seguir a tendência do momento ou realmente modernizar sua música, o paulistano Bad Trip vai ao sentido oposto. Fundado em 2006, o grupo foi alterando sua formação até se estabilizar com Victor Dehe (voz e guitarra), Daniel Stunges (guitarra), George Erwin (baixo) e Rafael Tatani (bateria), que, enfim, encontraram a linha musical que consideraram ideal.

E seu estilo é totalmente retrô. Tendo como clara influência o rock britânico dos anos 1960 e 1970, o Bad Trip vai um pouco além e se sai positivamente criativo com seus experimentos e flertes de funk e soul, que resultam em algo com um jeitão meio viajante e progressivo. E o mais importante nisso tudo é que há bom senso mais do que suficiente para não soarem pretensiosos - pelo contrário, a coisa toda flui de forma muito natural.

publicidade

São apenas duas faixas, "The Yellow Tree" e a introspectiva balada "Dark Hair", que deixarão aquele ouvinte apreciador de velharias (no melhor dos sentidos, por favor!) na expectativa de como será a estréia em disco do quarteto, que, pelo que tudo indica, já está saindo do forno. Fica a sugestão de o leitor que está sempre procurando por sons mais alternativos acessar www.badtriponline.com para conhecer algumas de suas músicas. O Bad Trip está de parabéns. Mesmo!

publicidade

Bad Trip - The Yellow Tree
(2008 / CD-Demo – nacional)

01. The Yellow Tree
02. Dark Hair




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Punk Rock: seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabeloPunk Rock
Seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabelo

Metallica: Veja como fica seu nome com o formato do logo da bandaMetallica
Veja como fica seu nome com o formato do logo da banda


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin