True: interessante estética folk em meio a muita distorção

Resenha - Still Life - True

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

7


O True é natural de Samobor (Croácia), e desde 2003 vem conseguindo se distinguir no cenário underground por inserir em seu Death Metal melodias tocadas pela tambura, instrumento de cordas e acústico, de origem persa (mas alguns croatas dizem que são seus criadores...), de aspecto similar ao mandolim. E, apesar de todas as dificuldades que enfrentaram, estão, enfim, estreando com "Still Life" via Geenger Records, novo selo que vem dando suporte às bandas daquela região.

E o True, ao trabalhar essa estética folk em meio a tanta distorção, consegue soar interessante. "Still Life" é basicamente Death Metal, daqueles bem cadenciados e da velha escola, com os ultra guturais de rtz666 (pseudônimo misterioso, não?); e a tal tambura é utilizada como uma espécie de substituto de uma guitarra em todas as canções, fornecendo os solos e funcionando surpreendentemente bem com o exótico contraste de seu som acústico. Muito True.

publicidade

Ainda sobre contrastes, outra característica bastante forte em "Still Life" é seu mergulho em passagens melancólicas em meio a toda a agressividade típica da música extrema. Mas nem tudo são flores por aqui... Apesar de todos os méritos oferecidos, após algum tempo de o disco estar girando, pode-se esperar uma fórmula semelhante que às vezes pode ficar redundante, sensação que se torna mais latente especialmente em algumas das composições que ultrapassam os oito minutos.

publicidade

Gravado pela própria banda no Studio Kotecrude, de sua cidade natal, é inegável que o True e suas aventuras com a tambura proporcionam um híbrido bastante incomum. O caminho é esse, o de procurar experimentar e conquistar sua marca pessoal. Os resultados gerais de "Still Life" são mistos, mas certamente este é um primeiro disco cujo estilo irá se lapidando com o passar do tempo, o que não será difícil, pois os croatas já rodaram a Europa e chegaram ao México...

publicidade

Contato: www.myspace.com/truezrud

Formação:
rtz666 - voz
Filip Fabek - guitarra
Nikola Radovanić - tambura
Marko Balaban - baixo
Kovač Luka - bateria

True - Still Life
(2010 / Geenger Records - importado)

01. Intro
02. Once
03. Massacre
04. The End
05. Okus Crnila
06. Who Am I?
07. I Kill For Nothing




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Varg Vikernes: ele diz odiar o Brasil e cita brasileiros como inferioresVarg Vikernes
Ele diz odiar o Brasil e cita brasileiros como "inferiores"

Axl Rose: como ele pegava todas as garotas que Slash conquistavaAxl Rose
Como ele pegava todas as garotas que Slash conquistava


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin