HellLight: Seis canções em oitenta minutos de Funeral Doom

Resenha - And Then,The Light Of Consciousness Became Hell - HellLight

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

8


Entre os inúmeros subgêneros pelo qual o Heavy Metal foi se diversificando ao longo das décadas, muitos consideram o chamado Funeral Doom como o mais maldito. De qualquer forma, existem muitos grupos liberando registros excelentes para um público fiel, como é o caso do HellLight, veterano de São Paulo na ativa desde 2001 e que está liberando seu terceiro álbum, "…And Then, The Light Of Consciousness Became Hell…".

publicidade

E se há algo que consegue enriquecer "…And Then, The Light Of Consciousness Became Hell…", é a abordagem adotada, que incrementa suas composições com inspiradas melodias de guitarras (os solos são maravilhosos!), o que, aliado a um trabalho vocal bem elaborado que flui do rosnado agonizante às linhas mais limpas, causam uma considerável sensação de conforto em meio à maciça opressão e tanta desesperança, elementos fundamentais à proposta.

publicidade

O resultado final pode não apresentar algo novo, mas adquiriu os contornos de uma forte aura pagã que convence e, como já foi percebido por aí, possui indiscutíveis laços com o sueco Bathory. Alguns poderão achar a audição repetitiva, mas essa precipitada conclusão pode ser fruto de uma análise superficial, pois há muitos detalhes a serem descobertos nestas seis canções distribuídas ao longo dos quase 80 minutos (!!!) de audição. Nenhuma faixa possui menos do que 12 minutos, mas tudo segue com uma habilidade vigorosa que consegue se esquivar da mera redundância.

publicidade

Mesmo o HellLight sendo uma banda brasileira, este álbum está sendo liberado pelo selo russo Solitude Prod e sua versão nacional infelizmente se encontra (ainda) indisponível. De qualquer forma, seu disco anterior, o também muito bom "Funeral Doom" (08), lançado pelo selo alemão Ancient Dreams, conseguiu atingir nosso território verde-amarelo. São trabalhos honestos em sua melancolia e, assim, obras voltadas aos reais aficionados pelo Heavy Metal agonizante e arrastado.

publicidade

Contato:
http://www.helllight-doom.com
http://www.myspace.com/helllight

Formação:
Fábio - voz, guitarra e teclados
Alexandre - baixo

HellLight - …And Then, The Light Of Consciousness Became Hell…
(2010 / Solitude Prod - importado)

publicidade

01. The Light That Brought Darkness
02. Downfall Of The Rain
03. Soaring Higher
04. Children Of Doom
05. The Secrecy
06. Beneath The Light Of The Moon




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Roger Moreira: resposta bem humorada a crítica no Agora é TardeRoger Moreira
Resposta bem humorada a "crítica" no Agora é Tarde

Iron Maiden: a música Wasting Love é um Plágio?Iron Maiden
A música "Wasting Love" é um Plágio?


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin