Vultos Vocíferos: Para o headbanger que vive o underground

Resenha - Sob a Face Oculta - Vultos Vocíferos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

8


Em batalha campal desde 1999, o Vultos Vocíferos é um guerreiro orgulhoso na cena underground de Brasília, que conseguiu uma repercussão tão positiva que ultrapassou os limites do território brasileiro com o debut "Ao Eterno Abismo" (05). Ao longo dos anos a horda uniu forças com nomes consagrados como o Dark Funeral, Averse Sefira, Gorgoroth, Enthroned, Mystifier, entre outros, o que acumulou ainda mais experiência para o lançamento de "Sob a Face Oculta", que está chegando ao mercado através da parceria dos selos Mutilation, Misanthropic e Eterno Abismo Records.

Totalmente cantado em português, "Sob a Face Oculta" segue toda a estética da segunda geração do Black Metal, em especial o que foi oferecido pela rica cena norueguesa da década de 1990. Ou seja, um prato do mais amargo fel com imagem satanista e música veloz, brutal e com linhas de voz intensas e perfeitas para o estilo, distribuídas por sete composições que não oferecem concessões, como reza a essência da arte underground.

publicidade

O áudio é de primeira, sujo e sem perda de definição, tendo como produtor Marco Gomes do Amaral (Misanthropic Records) no Estúdio 1 em Brasília. Após a abertura perfeita e orientada ao período romano de César, temos "Sacrifício, Sangue e Poder", a matadora "Ecce Verme Infector" e "Supremacia" (gravada originalmente para a demo "Obscuro Domínio", de 2002) exemplificando como a música minimalista e caótica pode ser poderosa.

publicidade

Esta é uma obra totalmente orientada para o headbanger que vive para o underground e manterá o Vultos Vocíferos entre os fortes representantes da cena Black Metal do Brasil. Não adianta, quem não possui intimidades com os meandros do gênero simplesmente não terá condições de compreender adequadamente os propósitos e méritos de discos como "Sob a Face Oculta". É algo que se estende para além da Música, simples assim.

publicidade

Contato: www.myspace.com/vultosvociferos

Formação:
Malleficarum - voz
Baalthamuz - guitarra
Volak - guitarra
Prophanum - baixo
Mictlant - bateria

Vultos Vocíferos - Sob a Face Oculta
(2011 - Mutilation Records / Misanthropic Records / Eterno Abismo Records - nacional)

01. Intro
02. Sacrifício, Sangue e Poder
03. Sob e Face Oculta de Baphomet
04. Dominus Diabolus
05. Algoz de Deus
06. Ecce Verme Infector
07. Pentaculo de Fogo - Signo Satanas
08. Supremacia

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Guitarra: os melhores solos da história segundo a Guitar WorldGuitarra
Os melhores solos da história segundo a Guitar World

Mulheres no Rock: resistência em um meio machistaMulheres no Rock
Resistência em um meio machista


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin