Matérias Mais Lidas

imagemAs faixas do "Black Album" que James Hetfield e Lars Ulrich não curtem

imagemAs seis músicas do Metallica que Dave Mustaine ajudou a escrever

imagemAs 10 melhores versões metal de músicas pop dos anos 1980, em lista da Metal Hammer

imagemRaul Seixas: o clássico que presta homenagem ao brega e foi feito com Paulo Coelho

imagemSérgio Moro elege banda clássica de Rock como sua favorita

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemMax e Iggor Cavalera: setlists, fotos e vídeos de shows na Audio, em São Paulo

imagemJanis Joplin: última gravação dela em vida foi feita para um Beatle

imagemA reação de Jimi Hendrix ao assistir King Crimson ao vivo

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemJoão Gordo relembra proposta de fazer propaganda de calmante com Dado Dolabella

imagemEdu Falaschi comenta produção "nível banda europeia" da nova turnê e agradece fãs

imagemAmy Lee escolhe a melhor música do Evanescence para apresentar a banda

imagemO hit da Legião que Renato Russo compôs para Cássia Eller e traz coincidência trágica

imagemA opinião de Brian May sobre Lemmy Kilmister e o Motörhead


Dream Theater 2022

Resenha - Calling - Statetrooper

Por Ben Ami Scopinho
Em 12/07/05

Nota: 8

O Statetrooper é uma banda britânica de hard / heavy que começou suas atividades em meados dos anos 80, tendo como mentor o ótimo vocalista Gary Barden, que havia recém-saído do MSG. A banda passou por inúmeros problemas, tendo mais trocas de formação do que discos lançados, até que por fim desapareceu do mapa, deixando como discografia um mísero LP e um EP. Porém, Gary continuou se dedicando à música e obtendo relativo reconhecimento, principalmente no mercado nipônico.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

E não é que, quase vinte anos depois, Gary Barden se junta com Jeff Summers (guitarra), Martin Mikkels (guitarra), Gavin Cooper (baixo) e Bruce Bisland (bateria), ensaiando um retorno do Statetrooper em 2004 e lançando um discaço chamado "The Calling"? O que antes era puro e tradicional heavy inglês, os "tios" aqui transformaram em um hard rock melódico muito bem feito, com distorção e swing muito bem dosados.

Nada em "The Calling" é moderno, mas também não é datado, fica naquele meio termo que nos deixa dúvidas quanto ao seu lugar no tempo, porém é tão bem feito que logo o ouvinte nem se preocupa mais com este detalhe e se deixa envolver pelas canções, que conseguem passar um clima bastante otimista. Em vários momentos o Statetrooper consegue surpreender por colocar alguns toques inesperados e agradáveis nas canções, coisa que somente poucos músicos veteranos ou aqueles muito inspirados têm as manhas de fazer de maneira interessante.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

O desempenho vocal de Gary está excelente; a passagem dos anos não teve nenhum efeito nocivo em sua voz e as guitarras aqui merecem destaque pelo ótimo timbre e solos marcantes. As canções estão niveladas lá em cima, porém a faixa que dá nome ao disco é muito bacana, com algo de Whitesnake da segunda metade dos anos 80 e chama muita atenção. "I Am Alive", "D.O.A." e "Twilight's Last Gleaming" são bons exemplos de guitarras pesadas e melódicas. Refrões grudentos estão em quase todas as faixas, mas em "How Does It Feel" é brincadeira, esta é uma das melhores faixas do disco.

Os assobios em "Marionettes" ficaram matadores, é outra daquelas faixas que se escuta uma única vez e não sai mais da cabeça, assim como a inesperada inserção de vozes femininas que lembram um coro religioso na bonita balada "I Believe". E eu poderia citar muito mais, porém é desnecessário. Basta dizer que é um destes registros cativantes lançados entre dezenas de outros discos medíocres...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Agora é torcer para este "The Calling" sair por aqui, pois o material tem qualidade elevada e causa ótima impressão. Esta versão é japonesa, tem uma excelente faixa-bônus instrumental fechando o disco, além de um vídeo ao vivo bem simples, com um público pequeno e aparentemente "etilizado".

STATETROOPER – The Calling
(2005 – EMI Japonesa)

01. The Calling
02. Casablanca
03. I'm Alive
04. Amerasians
05. Love Lies Bleeding
06. D.O.A.
07. Marionettes
08. Don't Say Goodbye
09. How Does It Feel
10. Twilight's Last Gleaming
11. I Believe

homepage: www.statetrooper.co.uk

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Guns N' Roses: a versão de Axl Rose sobre a separação

Metal: 16 músicas dos anos 80 para se escutar durante o treino


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.