Resenha - Calling - Statetrooper

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


O Statetrooper é uma banda britânica de hard / heavy que começou suas atividades em meados dos anos 80, tendo como mentor o ótimo vocalista Gary Barden, que havia recém-saído do MSG. A banda passou por inúmeros problemas, tendo mais trocas de formação do que discos lançados, até que por fim desapareceu do mapa, deixando como discografia um mísero LP e um EP. Porém, Gary continuou se dedicando à música e obtendo relativo reconhecimento, principalmente no mercado nipônico.

Keith Richards: colocando Justin Bieber em seu devido lugarHair Metal: Os maiores cabelos da história do rock pesado

E não é que, quase vinte anos depois, Gary Barden se junta com Jeff Summers (guitarra), Martin Mikkels (guitarra), Gavin Cooper (baixo) e Bruce Bisland (bateria), ensaiando um retorno do Statetrooper em 2004 e lançando um discaço chamado "The Calling"? O que antes era puro e tradicional heavy inglês, os "tios" aqui transformaram em um hard rock melódico muito bem feito, com distorção e swing muito bem dosados.

Nada em "The Calling" é moderno, mas também não é datado, fica naquele meio termo que nos deixa dúvidas quanto ao seu lugar no tempo, porém é tão bem feito que logo o ouvinte nem se preocupa mais com este detalhe e se deixa envolver pelas canções, que conseguem passar um clima bastante otimista. Em vários momentos o Statetrooper consegue surpreender por colocar alguns toques inesperados e agradáveis nas canções, coisa que somente poucos músicos veteranos ou aqueles muito inspirados têm as manhas de fazer de maneira interessante.

O desempenho vocal de Gary está excelente; a passagem dos anos não teve nenhum efeito nocivo em sua voz e as guitarras aqui merecem destaque pelo ótimo timbre e solos marcantes. As canções estão niveladas lá em cima, porém a faixa que dá nome ao disco é muito bacana, com algo de Whitesnake da segunda metade dos anos 80 e chama muita atenção. "I Am Alive", "D.O.A." e "Twilight's Last Gleaming" são bons exemplos de guitarras pesadas e melódicas. Refrões grudentos estão em quase todas as faixas, mas em "How Does It Feel" é brincadeira, esta é uma das melhores faixas do disco.

Os assobios em "Marionettes" ficaram matadores, é outra daquelas faixas que se escuta uma única vez e não sai mais da cabeça, assim como a inesperada inserção de vozes femininas que lembram um coro religioso na bonita balada "I Believe". E eu poderia citar muito mais, porém é desnecessário. Basta dizer que é um destes registros cativantes lançados entre dezenas de outros discos medíocres...

Agora é torcer para este "The Calling" sair por aqui, pois o material tem qualidade elevada e causa ótima impressão. Esta versão é japonesa, tem uma excelente faixa-bônus instrumental fechando o disco, além de um vídeo ao vivo bem simples, com um público pequeno e aparentemente "etilizado".

STATETROOPER - The Calling
(2005 - EMI Japonesa)

01. The Calling
02. Casablanca
03. I'm Alive
04. Amerasians
05. Love Lies Bleeding
06. D.O.A.
07. Marionettes
08. Don't Say Goodbye
09. How Does It Feel
10. Twilight's Last Gleaming
11. I Believe

homepage: www.statetrooper.co.uk




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Statetrooper"


Keith Richards: colocando Justin Bieber em seu devido lugarKeith Richards
Colocando Justin Bieber em seu devido lugar

Hair Metal: Os maiores cabelos da história do rock pesadoHair Metal
Os maiores cabelos da história do rock pesado

Whiplash.Net: Por que o site republica matérias antigas?Whiplash.Net
Por que o site republica matérias antigas?

Metallica: foto rara de formação original do grupoMetallica
Foto rara de formação original do grupo

Curiosidade: capas de álbuns com ilusões de óticaCuriosidade
Capas de álbuns com ilusões de ótica

Carrie Fisher: Leia de Star Wars teve caso com Freddie Mercury e David BowieCarrie Fisher
Leia de Star Wars teve caso com Freddie Mercury e David Bowie

Angela Gossow: Não existe deus! Simplesmente lide com isso!Angela Gossow
"Não existe deus! Simplesmente lide com isso!"


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336