Resenha - Lust Stained Despair - Poisonblack

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


O finlandês Poisonblack começou em 2000 como um mero projeto paralelo onde o Ville Laihiala queria apenas tocar guitarra ao invés de cantar, como fazia no Sentenced. Seu primeiro registro, "Escapextacy" (2003), mesmo possuindo algumas boas canções, dividiu opiniões pela previsibilidade de seus arranjos, mas o tempo foi passando e o Sentenced resolveu que era a hora de se aposentar. E então nada mais natural que o Poisonblack acabasse se tornando a melhor opção para Ville continuar no mundo da música.

Musculação: os músicos mais bombados do heavy metalAstros do rock: o patrimônio líquido de cada um

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para tanto, muita coisa mudou por aqui. Como o antigo vocalista J. P. Leppaluoto resolveu cair fora há anos, Ville Laihiala assumiu novamente o microfone, acrescentou-se mais músicos ao conjunto, que estão agora funcionando como um time de verdade e, o principal: o resultado disso tudo é "Lust Stained Despair", um segundo álbum definitivamente muito superior ao trabalho anterior.

Seu Heavy Metal com influências góticas tem grande ênfase nas guitarras, intensas e ásperas, mas trazendo ótimas melodias e refrãos marcantes, com óbvias referências na sonoridade do Sentenced, algumas acentuadas, outras mais discretas. Ville, como é de se esperar, faz um ótimo trabalho nas vozes, seja cantando limpo, gritando ao apenas falando os versos, tudo é carregado de emoção. Também merece citação o trabalho das guitarras, ponto bastante forte que agora trazem mais solo longos, ao contrário da timidez de outrora.

As faixas estão bem atualizadas e variadas entre si, merecendo destaque "Nothing Else Remains", com riffs bem agressivos e remetendo diretamente a "The Cold White Light" (2002), do próprio Sentenced. Ainda sobre guitarras, é ótimo escutar elementos quase thrash em "Never Enough", ou o inesperado solo dividido entre Ville e Janne em "Soul In Flames". Há belos momentos mais obscuros nas amenas "The Darkest Lie", "Nail" e na excelente "Love Controlled Despair", além da balada acústica "Pain Becomes Me", onde Ville é a grande estrela.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Um dos grandes álbuns deste ano, com canções que ficam em sua cabeça por dias ou até mesmo semanas. Agora é torcer para "Lust Stained Despair" ser disponibilizado em terras brasileiras, pois o Sentenced sempre teve muitos admiradores por aqui e o Poisonblack está numa fase tal que tem tudo para seguir seus passos.

... Se é ainda melhor que o Sentenced? Cabe a cada um avaliar...

Formação:
Ville Laihiala - voz e guitarra
Janne Markus - guitarra
Marco Sneck - teclados
Antti Remes - baixo
Tarmo Kanerva - bateria

Poisonblack - Lust Stained Despair
(2006 / Century Media - importado)

01. Nothing Else Remains
02. Hollow Be My Name
03. The Darkest Lie
04. Rush
05. Nail
06. Raivotar
07. Soul In Flames
08. Pain Becomes Me
09. Never Enough
10. Love Controlled Despair
11. The Living Dead

Homepage: www.poisonblack.com


Outras resenhas de Lust Stained Despair - Poisonblack

Resenha - Lust Stained Despair - PoisonblackResenha - Lust Stained Despair - Poisonblack



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Poison Black"


Musculação: os músicos mais bombados do heavy metalMusculação
Os músicos mais bombados do heavy metal

Astros do rock: o patrimônio líquido de cada umAstros do rock
O patrimônio líquido de cada um


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280