Ihsahn: expandindo os horizontes da música extrema

Resenha - After - Ihsahn

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  


Há tempos que o underground da Noruega é considerado como um dos mais ricos do planeta, onde vários de seus músicos consagrados seguem com projetos que são interessantíssimos e muito diferentes do influente Black Metal que se tornou o objeto de exportação do país. E esse é o caso do Ihsahn, pseudônimo de ninguém menos do que Vegard Sverre Tveitan, a força criativa por trás da horda que fez história sob o nome Emperor.

O Ihsahn está na ativa desde 2005 e "After" é o terceiro álbum de sua carreira-solo, que, por incrível que pareça, se mostra tão bom quanto o (já não mais) inigualável "AngL", de 2008. Sua natureza se revela mais experimental do que nunca, com passagens inusitadas e tão complexas que pendem muitas vezes para o lado do Progressivo propriamente dito, tornando ingrata a tarefa de tentar encaixar o disco em algum dos subgêneros pelo qual o Heavy Metal se enveredou nas últimas décadas.

publicidade

Muita coisa em "After" será familiar ao amante do Heavy Metal extremo, a sensação sufocante e enegrecida é uma parte fundamental de sua musicalidade. Mas só uma parte... Também influenciado pelo rock propriamente dito, o repertório transita por tantos caminhos distintos, com vocalizações ásperas e limpas, utilizando vários ritmos, texturas e intensidades, com o objetivo claro de atingir – e atinge! – um grande leque emocional.

publicidade

O saxofone (!!!) se mostra uma peça importantíssima por aqui. Ok... Alguns dirão que seu uso é arriscado, e é, mas o resultado ficou magnífico. Ele é, muitas vezes, total, completamente insano, seja soando como um lamento ou como uma enxurrada de notas desesperadas, por vezes aparentemente fora de ritmo ou de sintonia, mas seguindo um padrão que acaba por se encaixar perfeitamente nas canções.

publicidade

São pouco mais de 50 minutos divididos em oito faixas que tem em "Undercurrent" um resumo de quase tudo o que "After" proporciona ao ouvinte. Ainda que pareça pretensioso, o Ihsahn se posiciona bem à frente de seus conterrâneos, expandindo os horizontes da música extrema com uma coragem que poucos ousariam. Disco primoroso e indispensável aos que procuram por sons mais próximos do Avant Garde!

publicidade

Contato:
http://www.ihsahn.com
http://www.myspace.com/ihsahnmusic

Formação:
Ihsahn - voz, guitarras e teclados
Asgeir Mickelson - bateria

Músicos de estúdio:
Lars Koppang Norberg - baixo
Jørgen Munkeby - saxofone

publicidade

Ihsahn - After
(2010 / Candlelight Records - importado)

01. The Barren Lands
02. A Grave Inversed
03. After
04. Frozen Lakes On Mars
05. Undercurrent
06. Austere
07. Heaven's Black Sea
08. On The Shores

Nota: 09




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Ihsahn: riffs preferidos do Twisted Sister, Iron Maiden, King Diamond e EmperorIhsahn
Riffs preferidos do Twisted Sister, Iron Maiden, King Diamond e Emperor

Ihsahn: vocalista do Emperor divulga cover de música do A-haIhsahn
Vocalista do Emperor divulga cover de música do A-ha


Simone Simons: Rammstein me faz querer mexer a bundaSimone Simons
"Rammstein me faz querer mexer a bunda"

Judas Priest: 10 fatos que comprovam que eles são Heavy MetalJudas Priest
10 fatos que comprovam que eles são Heavy Metal


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin