Morfolk: Uma autêntica obra de Death Metal oitentista

Resenha - World Of Lies - Morfolk

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Apesar de alguns problemas terem obrigado o Morfolk a ficar na geladeira por cerca de seis anos, seus músicos persistiram e já estão ultrapassando a segunda década desde sua fundação. Natural de São José dos Campos, sua produção ao longo da trajetória foi bastante tímida – demos, participação em algumas coletâneas e apenas um disco completo chamado “Blind’s Paradise”, lançado em 2006 – e as mudanças na formação, constantes, mas nada disso conseguiu impedir a chegada do tão aguardado segundo álbum.
5000 acessosLayne Staley do Alice in Chains encontrado morto5000 acessosDuff McKagan: Anestesias não funcionam mais no baixista

E “World Of Lies” é uma autêntica obra de Death Metal, daqueles puros e vindos direto da fonte oitentista. Musicalmente o grupo faz por merecer muitos elogios, afinal, todo esse tempo em prol do underground indiscutivelmente conferiu muita experiência para criar e executar suas composições, construídas de forma a oscilar entre a velocidade necessária e andamentos mais cadenciados, solos apropriados, riffs de impacto e bases sólidas. Com timbres de bom gosto, não deixam nenhum 'buraco' nas músicas, simples assim.

Além da competência da seção instrumental, ponto positivíssimo para o desempenho de Walter Romulo, que vai gorgolejando excelentes guturais e muitas linhas rasgadas, recurso que insere ainda mais dramaticidade às canções. São cerca de 35 minutos que refletem os sentimentos resultantes da análise do lado considerado como mais obscuro da existência humana, com ótimas faixas representadas por "Fear Within Is All", a própria "World Of Lies", "Humanoid" e "Smashing The Dreams".

Contando com o retorno do antigo baixista Ryan Roskowinski, que tocou na banda entre 2003 e 2005, o Morfolk prova que uma banda de Death Metal não precisa ser original para ser considerada boa. “World Of Lies” é um disco que convence com sobras, se revelando uma aquisição de respeito à coleção de qualquer amante do que é produzido no underground brasileiro. Indicadíssimo!

Contato: www.myspace.com/morfolk

Formação:
Walter Romulo - voz
Roberto Repolho - guitarra
Reinaldo Tio - guitarra
Ryan Roskowinski - baixo
Renato Predador - bateria

Morfolk - World Of Lies
(2010 / Oversonic Music - nacional)

01. Fear Within Is All
02. World Of Lies
03. The Unknown
04. Slaves Of The Underworld
05. No Tomorrow
06. Humanoid
07. Smashing The Dreams
08. Do Or Die
09. Fall Of The Corpse

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Morfolk"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Morfolk"

Alice in ChainsAlice in Chains
Layne Staley encontrado morto aos 34 anos

Duff McKaganDuff McKagan
Anestesias não funcionam mais no baixista

Idade fatídicaIdade fatídica
Dez roqueiros que se foram aos 27 anos de idade

5000 acessosTrues quase infartaram: Obituary mitou ao lado de Joelma e Chimbinha5000 acessosBandas extremas: 10 álbuns que causaram surpresa5000 acessosBlack Sabbath: Tony Iommi explica diferença entre Dio e Ozzy5000 acessosThe Voice Kids: garotinha canta Led Zeppelin e conquista todos3520 acessosMalmsteen: algumas de suas versões virtuosas de clássicos do rock4542 acessosVinnie Paul: baterista chorou com "parabéns" do Kiss

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online