Mortaes: inabalável compromisso com a excelência

Resenha - Obsessive Visions - Mortaes

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10


O natural desenvolvimento do Heavy Metal fez com que aparecessem grupos mesclando sonoridades mais tradicionais com a faceta extrema do gênero, e daí surgiram feras como Into Eternity e Scar Symmetry, entre tantos outros. O Brasil também tem gerado nomes interessantes, mas o Mortaes com certeza se destaca pelo inabalável compromisso com a excelência de sua proposta, que, assim como as bandas citadas, apresenta suas próprias características.

Nicko McBrain: pedal duplo é pra caras como Aquiles PriesterLemmy: "Eddie Van Halen nunca chegará aos pés de Hendrix!"

O conjunto vem de Brasília e seu idealizador é o vocalista e guitarrista Fabrício Moraes, uma figura que se tornou bastante conhecida no cenário ao integrar bandas como Abhorrent e Dark Avenger; e foi em 2007 que o músico deu início a este projeto ao lado de Eduardo Stefano (baixo), Mariana Ponte (teclados) e Daniel Moscardini (bateria).

Mesmo tendo como base o que existe de primordial na velha escola do Thrash Metal, os elementos do Death e Black Metal se mostram tão entrelaçados que o resultado final se torna algo totalmente irrotulável, mas de extremo bom gosto. Para enriquecer toda esta sonoridade, adicione guitarras transbordando melodias neoclássicas, solos de tirar o fôlego e todo um clima obscuro e conflitante gerado pelos teclados, que garantem profundidade às canções e estão em perfeita harmonia com o requinte geral do CD.

E, como se não bastasse a diversidade dos arranjos e a segurança com que são executados tornarem "Obsessive Visions" já impressionante por natureza, o disco conta ainda com as participações mais do que especiais de Hecate (Miasthenia), Caio Duarte (Dynahead), Edu Ardanuy (Dr Sin), Alírio Neto (Khalice), Marcelo Barbosa (Khalice), Robson Aldeoli (Abhorrent) e Hoanna Aragão. Fica ao leitor o convite para conferir os detalhes no 'track list' ao final da resenha...

É escutando registros como "Obsessive Visions" que apenas vamos confirmando a excelente fase que o Heavy Metal brasileiro atravessa, com bandas dos mais variados estilos lançando discos importantíssimos para a nossa história, seja de forma independente ou com o apoio de selos especializados. Ainda que seja um nome naturalmente desconhecido, há grandes chances desta estréia do Mortaes ir parar num honrado cantinho de sua prateleira. Pode conferir!

Contato:
http://www.mortaes.com.br
http://www.myspace.com/mortaes
http://www.myspace.com/fabriciomoraes

Mortaes - Obsessive Visions
(2007 / independente - nacional)

01. Struggling Endlessly - voz de Hecate (Miasthenia)
02. Evangelize - voz Caio Duarte (Dynahead), solo de guitarra de Edu Ardanuy (Dr Sin)
03. Love??? - vozes de Alírio Neto (Khalice) e Fabrício Moraes
04. One Slip - vozes de Hoanna Aragão e Fabrício Moraes
05. Ghost Melody (instrumental)
06. Being Born - vozes de Alírio Neto (Khalice) e Fabrício Moraes, solo de Marcelo Barbosa (Khalice)
07. On The Road - voz de Robson Aldeoli (Abhorrent)
08. Warm Season (instrumental)
09. Nostalgic Sounds (instrumental)


Outras resenhas de Obsessive Visions - Mortaes

Mortaes: excelente amálgama entre elementos Thrash e Death




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Mortaes"


Nicko McBrain: pedal duplo é pra caras como Aquiles PriesterNicko McBrain
Pedal duplo é pra caras como Aquiles Priester

Lemmy: Eddie Van Halen nunca chegará aos pés de Hendrix!Lemmy
"Eddie Van Halen nunca chegará aos pés de Hendrix!"


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336