Resenha - Descent Into Chas - Nightrage

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Depois de debutar de maneira bastante promissora com "Sweet Vengeance" em 2003, o grego Nightrage volta com muita força neste "Descent Into Chaos", apresentando seu violento death metal melódico que remete o ouvinte diretamente aos anos 90, quando este estilo era bem mais cru e estava começando a despontar no cenário.

Joe Satriani: por que ele não entrou no Deep Purple?Joey Ramone: em 1989 falando de Metallica, AC/DC e GN'R

A formação do Nightrage é de cair o queixo, contando com a voz animal de Tomas Lindberg (ex-At The Gates e ex-The Crown), o líder Marios Iliopoulos (ex-Exhumation) e Gus G (ex-Dream Evil) nas guitarras, contando ainda com os novos integrantes Henric Karlsson no contrabaixo e Fotis Benardo (ex-Septic Flesh) nas baquetas e, complementando, este baterista esbanja criatividade, numa performance excelente que permeia todo o disco.

Em relação ao seu antecessor, "Descent Into Chaos" é ainda mais raivoso e brutal, mesmo apresentando em várias partes guitarras com elementos um pouco mais melódicos, bem na linha do Heavy Metal tradicional. O trabalho de Marios e Gus traz uma coleção de riffs realmente empolgantes, quase thrash, em todas as canções, porém, em termos de agressão, a voz de Tomas é imbatível pela sua aspereza, sendo que em alguns momentos paira no ar a dúvida se não ficou forçado demais.

Das 12 canções, merecem destaque "Phantasma" e "Poems", que mostra o quanto as guitarras estão coesas. A faixa-título é para quebrar pescoços, com Fotis literalmente destruindo sua bateria, excelente faixa! No disco anterior, Tom Englund (Evergrey) participou com sua bela voz, desta vez o convidado aqui é o mais que especial Mikael Stanne (Dark Tranquility), que faz as únicas vozes limpas deste registro em "Frozen", que é a música que mais difere de todo este CD, tendo uma maior dose de metal tradicional. Já a instrumental "Solus" é um exemplo da versatilidade do Nightrage, mostrando a incrível técnica do baterista e ótimas melodias nas guitarras.

Num mercado em que a presença do death melódico está se tornando saturada, com poucas bandas realmente conseguindo inovar, o Darkage vai à contramão, fincando o pé nas raízes do estilo e liberando um trabalho de impacto, agressivo e obscuro, com toneladas de riffs bem encaixados, somados a um sentimento de ira tão grande que são um reflexo da violência do mundo nos dias de hoje. Muito bom mesmo!

NIGHTRAGE - Descent Into Chaos
(2005 - Century Media - importado)

01. Being Nothing
02. Phantasma
03. Poems
04. Descent Into Chaos
05. Frozen
06. Drug
07. Silent Solitude
08. Omen
09. Release
10. Solus (Instrumental)
11. Jubilant Cry
12. Reality vs. Truth

Homepage: www.nightrage.com




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Nightrage"


Joe Satriani: por que ele não entrou no Deep Purple?Joe Satriani
Por que ele não entrou no Deep Purple?

Joey Ramone: em 1989 falando de Metallica, AC/DC e GN'RJoey Ramone
Em 1989 falando de Metallica, AC/DC e GN'R

Iron Maiden: O que a equipe consome quando vai a um pub?Iron Maiden
O que a equipe consome quando vai a um pub?

Musos do Heavy Metal: Agora é a vez das garotas!Musos do Heavy Metal
Agora é a vez das garotas!

Guns N' Roses: álcool, drogas e intrigas nos primórdios da bandaGuns N' Roses
álcool, drogas e intrigas nos primórdios da banda

Heavy Metal: top 10 músicas instrumentais com foco em guitarrasHeavy Metal
Top 10 músicas instrumentais com foco em guitarras

Watchmojo: os 10 clipes mais ridículos dos 80'sWatchmojo
Os 10 clipes mais ridículos dos 80's


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336