Resenha - Twilight Chronicles - Ten

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

7


Desde que liberou seu primeiro disco em 1995, Gary Hughes e seu Ten, mesmo com uma constante troca de músicos, mantiveram uma discografia invejável, e daí saíram alguns álbuns considerados clássicos pelos amantes do Hard Rock e AOR. Mas eis que em 2001 foi a vez do guitarrista e co-fundador Vinny Burn abandonar seu posto. E é aí que realmente a sua música começa a perder o fôlego, pois o Ten contratou o bastante técnico guitarrista Chris Francis e liberou o mediano "Return To Evermore" (04), além do "The Essential Collection 1995-2005", com regravações de seus clássicos, que infelizmente perderam muito do brilho das versões originais.

Naturalmente a tradição de alterar a formação continua neste novo álbum, e hoje o Ten conta com Gary Hughes (voz), Chris Francis (guitarra e baixo), John Halliwell (guitarra) e Paul Hodson (teclados), tendo como baterista provisório Frank Basile. Os mais atentos perceberam que o baixista de longa data, Steve McKenna também pediu as contas...

publicidade

Seu oitavo registro de estúdio, "The Twilight Chronicles", é bem mais consistente e inspirado ao já citado "Return To Evermore". Em seu atual Hard Rock não há tanto espaço para as guitarras – mas os solos são muito bons – como outrora, então não se pode esperar muita distorção, tudo está bem mais focado nas melodias pomposas e na inclusão de muitas passagens orquestradas que remetem diretamente às trilhas cinematográficas.

publicidade

Porém o álbum peca pelo fato de trazer faixas muito longas, são 10 canções em 73 minutos. E toda esta ambição acaba por fazer com que muita coisa se repita e o ouvinte acabe por perder o interesse em vários momentos no decorrer da audição, como por exemplo, logo na abertura "The Prologue", extensa instrumental épica, desgastante, para enfim começar a grandiosa "Rome (The Elysian Fields Part I)".

publicidade

Em meio a estas longas incursões instrumentais há destaques indiscutíveis, como "The Elysian Fields" e "This Heart Goes On", típicas baladas sentimentais que se pode esperar desta banda, e "The Twilight Masquerade", bem Hard Rock, com as guitarras e refrãos se sobressaindo. Mas a sonoridade marcante do Ten fica para o final: "Tourniquet", "Born To The Grave" e a semi-balada "When The Night Is Done", todas com ótimas guitarras e Gary em sua melhor forma.

publicidade

Mesmo com o excesso de seções instrumentais e climáticas que acabam por desfocar os grandes momentos do álbum, é inegável que "The Twilight Chronicles" resgata boas doses da qualidade dos primeiros e aclamados registros do Ten, com grandes chances de recolocar a banda entre as grandes do gênero em sua segunda década de atividades. Um trabalho bastante indicado aos amantes de AOR, sem dúvida.

publicidade

Ten - The Twilight Chronicles
(2006 / Frontiers Records – importado)

01. The Prologue / Rome (The Elysian Fields Part I)
02. The Chronicles
03. The Elysian Fields
04. Hallowed Ground
05. This Heart Goes On
06. Oblivion
07. The Twilight Masquerade
08. Tourniquet
09. Born To The Grave
10. When The Night Is Done / Epilogue (The Last Moments Before Dawn)

Homepage: www.ten-online.com

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Fotos de Infância: Ozzy OsbourneFotos de Infância
Ozzy Osbourne

Capas de disco: como seriam se fossem gifs animadosCapas de disco
Como seriam se fossem gifs animados


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin