Matérias Mais Lidas

imagemBruno Valverde diz que preconceito contra ele veio mais da igreja do que dos metaleiros

imagemRegis Tadeu se garante e não retira uma palavra do que disse sobre Di'Anno e Iron Maiden

imagemDez ótimas músicas do Iron Maiden escritas pelo agitado guitarrista Janick Gers

imagemPaul Di'Anno detona Regis Tadeu após vídeo em que critica seu encontro com Iron Maiden

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemA inesperada música do Whitesnake que serviu de inspiração para "Carry On" (Angra)

imagemA "traumática" e "desagradável" experiência de ser preso, segundo Arnaldo Antunes

imagemGeezer Butler, Heavy Metal e a clássica canção do Black Sabbath inspirada por Jesus

imagemEpisódio de Stranger Things 4 relembra Ozzy Osbourne e a "mordida do morcego"

imagemHelloween divulga vídeo de "Best Time", com participação de Alissa White-Gluz

imagemAC/DC: Angus Young recorda como fazia para ouvir rock em seus tempos de garoto

imagemA estratégia usada por Mille Petrozza, do Kreator, para "reaprender" músicas antigas

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemNando Reis: Como falta de luz e jogo de cartas inspiraram arranjo de "Malandragem"

imagemA apaixonada opinião de Elton John sobre "Nothing Else Matters", clássico do Metallica


Stamp

Resenha - 91 Suite - Times They Change

Por Ben Ami Scopinho
Em 18/01/06

Nota: 9

A Espanha tem colocado algumas poucas, porém ótimas bandas no cenário do hard rock e AOR, como Nexx (cujo CD foi lançado no Brasil pela Hellion) e o Golden Farm. Mas este 91 Suite consegue impressionar qualquer ouvinte pela roupagem atualizada que colocou em canções que teriam conquistado fãs há mais de duas décadas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Nada soa de forma datada. Estes espanhóis têm as manhas de captar a essência do hard rock e AOR oitentista e transportá-la aos dias atuais com muito bom gosto. Para situar o leitor, diria que este conjunto traz em suas composições boas e modernizadas mesclas de Bon Jovi e Journey, ou seja, muito alto-astral.

Contando com Jesús Espin (voz), Iván González (guitarra), Francisco J. Cerezo (guitarra), Daniel Morata (teclado), Antonio M. Ruiz (baixo) e Mario Mallo (bateria), o 91 Suite debutou em 2002 com um álbum auto-intitulado que caiu nas graças do público britânico e nipônico, sendo considerados pelos japoneses como "os novos Bon Jovi". Agora chegou a vez de seu segundo registro, "Times They Change", que vem para solidificar ainda mais sua boa reputação.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Suas composições são muito bem elaboradas, merecendo destaque especial a potente voz de Jesús, que canta em inglês; e ainda o trabalho das guitarras, cujos solos se aproximam do heavy metal propriamente dito. Exemplos de inspiração se mostram em faixas como "I Wanna Be In Love", com bonitas harmonias vocais que se completam com as guitarras; ou ainda em "Hopes And Dreams", um belíssimo AOR que consegue fugir da mesmice. Mas estes são apenas dois exemplos, praticamente todas as canções são excelentes!

Com este belo trabalho o Suite 91 já pode ser considerado de maneira bastante justa como um dos grandes nomes do hard melódico europeu. Obrigatório a quem curte Bon Jovi, Journey, Jaded Heart e similares.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

91 Suite - Times They Change
(2005 / Vicious Records - importado)

01. Intro
02. Seal It With A Kiss
03. I Wanna Be In Love
04. Tell Me Why
05. Far Away
06. Times They Change
07. Every Day Goes By
08. Hopes And Dreams
09. Another Reason
10. Wings Of Fire
11. Stand Beside You
12. Hard To Forget
13. Will You Ever
14. Remember The Good Times

Homepage: www.91suite.com

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.