Das Fossem: Para o circuito mais alternativo do Rock

Resenha - Das Fossem - Das Fossem

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 6

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Das Fossem está, de uma forma ou outra, conseguindo mostrar sua música ao abrir para veteranos como Winger e Scorpions, quando tocaram aqui pelo Brasil... Tendo sua origem na capital paulista e trazendo em sua formação Leo Loebenberg (voz, baixo e teclado), Mauricio Cajueiro (guitarra) e Daniel Gohn (bateria), o power trio está agora marcando sua estreia com um álbum batizado simplesmente como "Das Fossem".

Rockstars: 18 roqueiros que já apareceram em filmesMegadeth: Dave explica por que não tocar "The Conjuring"

Algo marcante em todas as 14 composições é a liberdade com que seus músicos compõem. O território é o Rock'n'Roll, com as raízes geralmente fixadas lá na rica década de 1970, mas não se furtando em se estender para outros tantos subgêneros em um resultado tão intrigante que consegue se esquivar de ser viável comercialmente - o que já é um feito muito positivo, convenhamos.

Mas, mesmo que cada um de seus músicos seja íntimo de seus respectivos instrumentos, algo que poderá dividir as opiniões é a abordagem vocal de Loebenberg. Muitas vezes o cantor força a barra, seguindo de forma tão 'ardida' que se torna irritante e consegue comprometer a proposta tão versátil de "Das Fossem", tendo o final de "Sonedays" ou em "No Ones Nowhere" dois exemplos da constatação desta realidade.

Ainda que um cantor sempre venha a ter um peso importantíssimo na avaliação e apreciação de qualquer disco, toda a introspecção meio melancólica e a ausência de cor do repertório consegue revelar inúmeras composições bem interessantes como "Weakness", "Celebration", "I Don't Belong Here", "Better Than This", "Fire" e outras.

Produzido por Leo Loebenberg e Maurício Cajueiro, e tendo sua masterização aos cuidados do premiado norte-americano Bernie Grundman (Crosby, Stills & Nash, Santana), todo o horizonte abrangente deste disco tem muito potencial para atrair as atenções do público ligado no circuito mais alternativo do rock. Os curiosos podem conferir.

Contato:
http://www.dasfossem.com.br
http://www.myspace.com/dasfossem

Formação:
Leo Loebenberg - voz, baixo e teclado
Mauricio Cajueiro - guitarra
Daniel Gohn - bateria

Das Fossem - Das Fossem
(2010 / independente - nacional)

01 - Weakness
02 - I
03 - Celebration
04 - I Dont_Belong Here
05 - Somedays
06 - Better Than This
07 - No Ones Nowhere
08 - Fire
09 - Cant Stop
10 - This Sad Melody
11 - Out There
12 - Simple Minded Time
13 - All the Things We Like
14 - Again




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Das Fossem"


Rockstars: 18 roqueiros que já apareceram em filmesRockstars
18 roqueiros que já apareceram em filmes

Megadeth: Dave explica por que não tocar The ConjuringMegadeth
Dave explica por que não tocar "The Conjuring"

Bandas Iniciantes: 11 cagadas que vocês NAO podem cometerBandas Iniciantes
11 cagadas que vocês NAO podem cometer

Metallica: sobre o que fala "For Whom The Bell Tolls"Black Sabbath: os vocalistas misteriosos da bandaAutismo: rockstars famosos autistas, ou com suspeita de autismoGuns N' Roses: vídeo conta história da banda em 60 segundos

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.